Futebol / Esportes

05/02/17 - 23h07 - atualizada em 05/02/17 às 23h21

Prude empata e mantém invencibilidade

No primeiro jogo em casa no Paranaense, Prude escapou da derrota para o Rio Branco graças ao goleiro Edvaldo

Rodrigo Zub

Ficha Técnica
Campeonato Paranaense- 3ª rodada
Prudentópolis 0x0 Rio Branco
Data: 5/2/2017
Local: Estádio Newton Agibert, em Prudentópolis
Cartões amarelos: César Gaúcho (Prudentópolis); Minho e Fidel (Rio Branco)
Árbitro: Eduardo Elias Melek
Assistentes: Luciano Roggenbaum e Fernando César Tobias

Prude: Edvaldo, Lito, César Gaúcho, Diego Alemão e Fabinho; Fernando Gomes, Cícero (Líbano), Thomas (Kairo) e Jean Lucas; Baiano (Raí) e Edu Raposa. Técnico: Milton do Ó

Rio Branco: Dalton, Raul (Oberdan), Darlan, Vinicius (Ruan) e Diego Prates; Tiago Pedra, Camargo, Minho e Fidel (Erik); Rafael Paraíba e Rafael Tavaves. Técnico: Guilherme Macuglia.

O Prudentópolis decepcionou os torcedores em sua estreia em casa no Campeonato Paranaense. Graças à boa atuação do goleiro Edvaldo, o “Tigre” conseguiu segurar o ataque do Rio Branco. O empate por 0 a 0, na tarde deste domingo, 5, no estádio Municipal Newton Agibert, ficou de bom tamanho para o time comandado por Milton do Ó, que segue entre os líderes do estadual.

Após três rodadas, o Prude está invicto. Com uma vitória e dois empates, o time ocupa a terceira posição na classificação. Por outro lado, o “Leão da Estradinha” ainda não venceu na competição. Com dois pontos em dois jogos disputados, o Rio Branco é o nono colocado.

Agora, os dois times terão uma semana de preparação para o próximo compromisso. No domingo, 12, às 17 h, o Prude recebe o Atlético/PR, no estádio Newton Agibert. No mesmo dia e horário, o Rio Branco joga em casa contra o Toledo.

Equilíbrio dá o tom do primeiro tempo 

Motivado após conquistar dois bons resultados, fora de casa, no início do estadual, o Prude começou pressionado o Rio Branco. Porém, a primeira finalização foi dos visitantes. Aos 2 minutos, Camargo arriscou de fora da área, mas não levou perigo ao goleiro Edvaldo.

Destaque do “Tigre” nos jogos contra o Londrina e o PSTC, Edu Raposa começou a partida de forma discreta e pouco tocou na bola. Quem apareceu com chances de abrir o placar foi Thomas, que arriscou da entrada da área e quase surpreendeu a defesa do Rio Branco.

O Leão da Estradinha chegava com perigo todas as vezes que a bola passava pelos pés do meio-campista Minho. Aos 18 minutos, ele teve o chute bloqueado pela defesa prudentopolitana. Pouco depois, Minho quase marcou em cabeçada defendida por Edvaldo.

O Prude só conseguiu responder aos 26 minutos em um lance de bola parada. Após cobrança de falta, César Gaúcho desviou para fora.

Com dificuldades para trocar passes e entrar na defesa do Rio Branco, os donos da casa passaram a investir nas jogadas de linha de fundo. Dessa forma, o Prude quase chegou ao gol no fim do primeiro tempo. Lito foi ao fundo e cruzou para Edu Raposa, que chegou atrasado e não conseguiu finalizar.

Rio Branco cria chances, mas não consegue passar pelo goleiro Edvaldo

Goleiro Edvaldo fez boas defesas e foi o destaque da partida
No segundo tempo, o Rio Branco teve o controle das ações e esteve próximo de marcar em algumas oportunidades. Entretanto, os atacantes do Leão da Estradinha não conseguiram passar pelo goleiro Edvaldo, que fez grandes defesas e evitou que sua defesa fosse vazada.

O Prude foi quase surpreendido no começo da segunda etapa. Fidel finalizou pela linha de fundo e assustou o torcedor presente no estádio Newton Agibert. Aos 13 minutos, o Rio Branco chegou novamente com perigo. Rafael Tavares cruzou para o seu xará Rafael Paraíba, que cabeceou com estilo, mas parou na boa intervenção de Edvaldo.

O goleiro do Prude estava inspirado e evitou outro gol aos 19 minutos, após cobrança de falta de Rafael Tavares.

Sem poder de criação no sistema ofensivo, os donos da casa dependiam apenas de lançamentos longos e bolas levantadas para a área para chegar à meta do Rio Branco. Mesmo assim, o goleiro Dalton não fez nenhuma defesa e praticamente não trabalhou no segundo tempo.

Nos minutos finais, Minho teve mais duas chances de tirar o zero do placar. Aos 30 minutos, ele chutou cruzado, mas a defesa afastou antes da chegada do atacante Rafael Tavares. Em seguida, Minho puxou o contra-ataque e finalizou para mais uma defesa difícil de Edvaldo.

Sendo assim, as duas equipes não conseguiram balançar as redes no estádio Newton Agibert.

Fotos da partida: Elio Kohut/Rádio Najuá







Comentários

Enquete

Qual sua avaliação sobre a administração do prefeito Jorge Derbli?

  • Ruim
  • Razoável
  • Boa
  • Ótima
Resultados