Geral / Esportes

05/09/16 - 21h03 - atualizada em 05/09/16 às 21h14

Assifusa deixa escapar vitória em casa

Time iratiense vencia o Pato Branco por 4 a 0, mas cedeu empate no fim do jogo

Rodrigo Zub

Ficha Técnica:
Assifusa 4x 4 Pato Branco
Campeonato Paranaense de Futsal- Série Prata

Data: 3/9/2016
Ginásio: Agostinho Zarpellon Junior (Batatão)
Cartões amarelos: Paulinho e Giva (Assifusa); Rafa, Rafael Henrique e Levi (Pato Branco)
Cartões vermelhos: Gustavo e Giva (Assifusa); Juninho (Pato Branco)
Árbitro 1: Rafael Glock
Árbitro 2: Diogo Lunardi Moreira
Anotadora: Cristiane Bueno Ferraz
Cronometrista: Sidnei Teixeira
Representante: Luiz Alberto Borba

Gols: Marquinhos Carioca (2) e Clade (2) (Assifusa); Ramon, Roberio (2) e Rafa (Pato Branco)

Assifusa: Dia, Fernando, Dudu, Alakis e Clade. Entraram ao longo da partida: Giva, Murilo, Anderson Chuck, Gustavo, Jaime e Marquinhos Carioca. Técnico: André Demczuk (Dedé).

Pato Branco: Pablio, Levi, Luan, Ramon e Alex. Entraram ao longo da partida: Augusto, Rafa, Diego, Rafael Henrique, Robério, Juninho e Léo. Técnico: Márcio

Trinta e cinco minutos com muita intensidade, movimentação e boa marcação. Com uma atuação perfeita, a equipe da Assifusa chegou a abrir vantagem de 4 a 0 sobre o Pato Branco. Porém, o time iratiense deu mole nos instantes finais e sofreu quatro gols. Com isso, a partida disputada na noite de sábado, 3, no ginásio Agostinho Zarpellon Junior (Batatão) não teve vencedor.

Clique aqui e confira as fotos da partida

OBS: Nosso site está em manutenção e o álbum não pode ser visto pelo celular, apenas pelo computador pessoal

Com o resultado, a Assifusa caiu para a terceira colocação do grupo A, com quatro pontos. O Pato Branco lidera com sete pontos, seguido do Campo Mourão com seis pontos. Já o Ivaiporã ainda não pontuou. Na rodada de sábado, 3, o Campo Mourão venceu o Ivaiporã por 5 a 3.

No sábado, 10, a Assifusa volta a jogar pela Série Prata de Futsal contra a equipe do Ivaiporã, fora de casa. O duelo acontece no ginásio Alcebíades Alves, em Ivaiporã, às 20 h.

Assifusa tem boa atuação defensiva e abre vantagem

Com uma atuação segura no sistema defensivo, a Assifusa foi pouco ameaçada pelo time visitante. A jogada mais perigosa do Pato Branco foi à finalização de Augusto, que acertou a trave de Dia. No restante do primeiro tempo, a equipe comandada por André Demzuk (Dedé) criou as melhores oportunidades e teve mais posse de bola. Aos 9 minutos do primeiro tempo, Marquinhos Carioca colocou os donos da casa em vantagem. O placar foi ampliado aos 17 minutos com Clade. O pivô da Assifusa fez um gol de autêntico camisa 10. Com uma cavadinha, Clade encobriu Pablio e fez o segundo da Assifusa.  

O segundo tempo seguia com a mesma tônica dos primeiros 20 minutos de bola rolando. Com uma marcação forte, a Assifusa não dava espaços para o melhor time da Série Prata. No ataque, Marquinhos Carioca e Clade mostraram o “faro” de gol e repetiram a dose da primeira etapa. Desta forma, os iratienses fizeram 4 a 0. O jogo parecia definido. Dudu chegou a acertar uma bola na trave e quase fez o quinto da Assifusa.

Assifusa cochila e cede empate

PUBLICIDADE
Porém, os donos da casa exageram em alguns lances e cometeram faltas desnecessárias. Assim o time ficou “pendurado” com cinco faltas coletivas. Esse fator foi decisivo no fim da partida. Aos 11 minutos do segundo tempo, a Assifusa cometeu a sexta falta. Ramon aproveitou o tiro livre e descontou para os visitantes.

O gol acordou o Pato Branco, que passou a acreditar na possibilidade de reverter o resultado. Antes da reação dos visitantes quem chamou atenção foi à arbitragem. Com algumas decisões polêmicas, os árbitros irritaram os jogadores da Assifusa. O ala Gustavo foi expulso no banco de reservas. Já o fixo e ala, Giva, trocou empurrões com Juninho (Pato Branco). Por esse motivo, os dois atletas foram expulsos. Entretanto, o lance que gerou maior revolta da comissão técnica da Assifusa aconteceu após a não marcação de uma falta em Clade.

O treinador Dedé e o roupeiro Márcio Bastos (Mico) invadiram a quadra e também foram excluídos da partida.

As confusões dentro e fora da quadra tiraram a concentração dos jogadores da Assifusa. O Pato Branco aproveitou o momento ruim dos donos da casa e marcou três vezes nos cinco minutos finais. Robério fez dois gols e Rafa, ex-jogador da Assifusa, que estava atuando como goleiro-linha, marcaram para os visitantes. O gol de empate foi marcado faltando 1 minuto e 21 segundos para o término do jogo.

Marquinhos Carioca (camisa 29) fez dois gols na partida e foi um dos destaques da Assifusa
Clade subiu no alambrado para comemorar um dos gols da Assifusa




Comentários

Enquete

Feriado N. S. Graças 27 de novembro em Irati

  • Não concordo
  • Concordo
Resultados