Geral / Esportes

02/03/18 - 01h13 - atualizada em 02/03/18 às 01h44

Pela primeira vez, Irati terá equipe feminina no Campeonato Paranaense de Futsal

Equipe composta de 18 atletas já está em treinamento intensivo para a competição

Edilson Kernicki, com reportagem de Ademar Bettes, Tadeu Stefaniak e João Maria Rodrigues 

Irati terá, pela primeira vez, uma equipe feminina representando o município no Campeonato Paranaense de Futsal – Série Ouro. O treinador da equipe, Aguinaldo dos Santos, que há dois anos trabalha com a equipe feminina, selecionou 18 atletas para formar o time que participará da competição.

No programa “Show de Bola” de quarta-feira (28), o treinador relatou que selecionou as meninas dentro de um grupo bem maior de atletas, entre 30 a 50 jogadoras, e priorizou aquelas cuja rotina permite participar dos treinos diários. Muitas delas, devido a compromissos de estudo ou trabalho, ficam impedidas de treinar todos os dias, comenta o treinador.

Aguinaldo frisa a parceria desenvolvida com a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer e com a academia Master Fitness. Durante a manhã, as atletas fazem musculação na academia e, durante a noite, fazem os treinos: duas vezes por semana no Ginásio Agostinho Zarpellon Júnior (Batatão) e duas no Ginásio Fortunato Colaço Vaz, no Parque Aquático.

PUBLICIDADE

“É [um campeonato da] elite do Futsal Paranaense, na Série Ouro. Um desafio bastante grande. Vai começar essa competição dentro de 60 dias, aproximadamente. Serão dez clubes participantes”, conta o treinador. Ainda não foi definido o formato da disputa, o que deve ocorrer com o arbitral marcado para o início deste mês.

A equipe escolhida pelo treinador Aguinaldo dos Santos inclui, além de meninas de Irati, duas atletas de Rebouças, uma de Imbituva e uma de Teixeira Soares, entre as da região, e jogadoras de Guarapuava, São Paulo e do estado de Goiás. “Enfim, para que consigamos fortalecer nossa região. O objetivo principal é dar visibilidade ao futsal feminino, mostrar que essas meninas estão aí jogando, nos bairros, nas escolas. O que falta é mostrar que existe essa competição e que elas precisam de mais força para participar de competições de alto nível. Estamos trazendo cinco ou seis meninas de fora, acostumadas a participar desse nível de competição, para ajudar a preparar as de casa e essas meninas da região, que vêm para fortalecer também”, observa o treinador. A faixa etária das atletas da equipe varia de 17 a 26 anos.

Treinador Aguinaldo, atletas Cinthia e Flaviane e o diretor de esportes da secretaria, Moisés Neves, falaram sobre projeto da equipe iratiense, que disputará Série Ouro de Futsal Feminino

Questionado se a saída da Assifusa de Irati ajudou a equipe feminina a participar de uma competição dessa envergadura, Aguinaldo responde que há dois anos já havia a intenção de participar do Campeonato Paranaense de Futsal. “Até, em princípio, a participação nessa competição seria no ano passado. Mas não estávamos preparados. A estrutura ainda não era boa, não tínhamos alguns detalhes, e resolvemos segurar. Até fui eu que segurei um pouquinho e sugeri que aguardássemos mais um pouquinho para que nos preparássemos melhor e entrássemos mais estruturados. Acredito que, com ou sem a Assifusa, o projeto ia funcionar de qualquer forma”, declara.

Financeiramente, a equipe se mantém através de patrocínios – que ainda podem ser negociados, caso outras empresas resolvam apoiar o time – e apoio da Secretaria Municipal de Esportes. Atletas oriundas de outras cidades estão alojadas na Casa do Atleta, que foi alugada para essa finalidade. Algumas das atletas obtiveram bolsas para estudar em Irati. “São meninas de longe, escolhidas pontualmente, da maneira que precisávamos para que se comece bem desde aí”, fala.

As atletas Cinthia e Flaviane, que atuam nas posições de fixa e de ala, também participaram do bate-papo. Cinthia, que é professora de Educação Física, vai reforçar a equipe. Flaviane, que mora há algum tempo em Guarapuava, é natural de Cuiabá (MT). “Há um bom tempo atuo fora da minha cidade, pelo Brasilzão aí. Em Guarapuava, sou residente há dois anos e jogo pelo Irati já tem um ano e vamos por mais tempo, se depender da gente. Irati é um ambiente muito tranquilo e transparente em relação aos outros dos quais já participei. Gostei muito da comodidade das meninas mesmo em relação a nós, pois nos acolheram bem. Não tem nada melhor que isso: chegar a um lugar e ser bem acolhido”, comenta.

No Paraná, Flaviane já atuou no Campo Mourão, Telêmaco Borda e Ponta Grossa. Fora do Paraná, apenas em Cuiabá.


Comentários

Enquete

Em relação aos candidatos à presidência da república, você está?

  • Confuso (a)
  • Definido (a)
  • Indeciso (a)
Resultados