Matérias / Irati de Todos Nós

18/11/16 - 22h33 - atualizada em 19/11/16 às 10h09

Dia da Bandeira

José Maria Grácia Araújo

                     

História do Dia da Bandeira Brasileira comemoração, 19 de novembro, criação da data, símbolo nacional.


História do Dia da Bandeira

Bandeira brasileira
O Dia da Bandeira foi criado no ano de 1889, através do decreto lei número 4, em homenagem a este símbolo máximo da pátria. Como nossa bandeira foi instituída quatro dias após a Proclamação da República, comemoramos em 19 de novembro o Dia da Bandeira.

Nesta data ocorrem, no Brasil, diversos eventos e comemorações cívicas nas escolas, órgãos governamentais, clubes e outros locais públicos. É o momento de lembrarmos e homenagearmos o símbolo que representa nossa pátria. Estas comemorações ocorrem, geralmente, acompanhadas do Hino à Bandeira. Este lindo hino ressalta a beleza e explica o significado da bandeira nacional.


Curiosidades sobre a bandeira brasileira:

 - Quando várias bandeiras são hasteadas em nosso país, a brasileira deve ser a primeira a chegar ao topo do mastro e a última a descer.

 - Quando uma bandeira brasileira fica velha, suja ou rasgada, deve ser imediatamente substituída por uma nova. A bandeira velha deve ser recolhida a uma unidade militar, que providenciará a queima da mesma no dia 19 de novembro.

 - Caso a bandeira fique hasteada no período noturno, ela deve ser iluminada.

 Você sabia?

 - É comemorado em 30 de maio o Dia das Bandeiras.


O meu BOA TARDE a todos vocês, meus prezados ouvintes; ouvintes que me acompanham nesta sábado, dia 19 de novembro, data histórica e patriótica para todos nos Brasileiros, de todos os cantos e recantos desse nosso imenso e querido BRASIL, desejando-lhes muitas paz, harmonia, amor e patriotismos dentro de seus lares e de seus corações.

Salve lindo pendão da esperança!

Salve símbolo augusto da paz!

Tua nobre presença à lembrança

A grandeza da Pátria nos traz.

Recebe o afeto que se encerra

em nosso peito juvenil,

Querido símbolo da terra,

Da amada terra do Brasil!


AUTORIA DA LETRA E DA MÚSICA DO HINO A BANDEIRA

Bandeira do Brasil

A letra do Hino à Bandeira foi escrito por Olavo Bilac e a música composta por Francisco Braga. Ele foi apresentando pela primeira vez em 9 de novembro de 1906

História da Bandeira do Brasil

 A bandeira do Brasil foi instituída a 19 de novembro de 1889, ou seja, 4 dias depois da Proclamação da República. É o resultado de uma adaptação na tradicional Bandeira do Império Brasileiro. Neste contexto, em vez do escudo Imperial português dentro do losango amarelo, foi adicionado o círculo azul com estrelas na cor branca.

Normas

Existem normas específicas nas dimensões e proporções do desenho da Bandeira Brasileira. Ela tem o formato retangular, com um losango amarelo em fundo verde, sendo que no centro a esfera azul celeste, atravessada pela faixa branca com as palavras Ordem e Progresso em letras maiúsculas verdes. Essa faixa é oblíqua, inclinada da esquerda para direita. No círculo azul estão 27 estrelas, que retratam o céu do Rio de Janeiro, incluindo várias constelações, como, por exemplo, o Cruzeiro do Sul. As estrelas representam simbolicamente os 26 Estados e o Distrito Federal. A única estrela que fica na parte superior do círculo representa o estado do Pará.

A Bandeira Nacional é hasteada de manhã e recolhida na parte da tarde. Ela não pode ficar exposta à noite, a não ser que esteja bem iluminada. É obrigatório o seu hasteamento em órgãos públicos (escolas, ministérios, secretarias de governo, repartições públicas) em dias de festa ou de luto nacional. Nos edifícios do governo, ela é hasteada todos os dias. Também é exposta em situações em que o Brasil é representado diante de outros países como, por exemplo, em congressos internacionais e encontros de governos.

Em teu seio formoso retratas

Este céu de puríssimo azul,

A verdura sem par destas matas,

E o esplendor do Cruzeiro do Sul. Recebe o afeto que se encerra

Em nosso peito juvenil,

Querido símbolo da terra,

Da amada terra do Brasil!


Dia da Bandeira

O dia 19 de Novembro é comemorado, em todo o território nacional, como o Dia da Bandeira. Nesta data ocorrem comemorações cívicas, acompanhadas do Hino à Bandeira.

Bandeiras presidencial e vice-presidencial

Bandeira Presidencial
Bandeira Vice-Presidencial


Além da Bandeira Nacional do Brasil que todos conhecemos muito bem, existem duas outras bandeiras brasileiras oficiais: a bandeira presidencial e a bandeira vice-presidencial.



 Curiosidades:

- As quatro cores da Bandeira Nacional representam simbolicamente as famílias reais de que descende D.Pedro I, idealizador da Bandeira do Império. Com o passar do tempo esta informação foi sendo substituída por uma adaptação feita pelo povo brasileiro. Dentro deste contexto, o verde passou a representar as matas, o amarelo as riquezas do Brasil, o azul o seu céu e o branco a paz que deve reinar no Brasil.

- A versão atual da Bandeira Nacional Brasileira com 27 estrelas entrou em vigor em 11 de maio de 1992, com a inclusão de mais quatro estrelas (antes eram 23 estrelas) representando os estados do Amapá, Tocantins, Roraima e Rondônia.

- A maior bandeira do Brasil hasteada fica na capital brasileira, na Praça dos Três Poderes. Ela tem 20 metros por 14,30 metros. O mastro em que ela fica hasteada possui 110 metros de altura. Quando ela fica velha, rasgada ou desbotada deve ser substituída por uma nova. A antiga é entregue a uma unidade militar para ser incinerada no dia 19 de novembro (Dia da Bandeira).

Contemplando o teu vulto sagrado,

Compreendemos o nosso dever,

E o Brasil por seus filhos amados,

poderoso e feliz há de ser! Recebe o afeto que se encerra

Em nosso peito juvenil,

Querido símbolo da terra,

Da amada terra do Brasil!


Bandeira brasileira: presença de 27 estrelas
Estrelas da Bandeira do Brasil

Significados das estrelas da bandeira brasileira e os estados que elas representam.

A bandeira brasileira possui vinte e sete estrelas, que corresponde aos 26 estados e o Distrito Federal. A posição das estrelas faz referência ao céu da noite do dia 15 de novembro de 1889 (dia da Proclamação da República).

Vinte e seis estrelas ficam localizadas na parte inferior da faixa “Ordem e Progresso”. Somente uma que representa o estado do Pará, fica na parte superior da faixa.


Estados e nome das estrelas

Acre (AC) - Gama da Hidra Fêmea

Alagoas (AL) - Teta do Escorpião

Amapá (AP) - Beta do Cão Maior

Amazonas (AM) - Procyon (Alfa do Cão Menor)

Bahia (BA) - Gama do Cruzeiro do Sul

Ceará (CE) - Epsilon do Escorpião

Distrito Federal (DF) - Sigma do Oitante

Sergipe (SE) - Iota do Escorpião

Espírito Santo (ES) - Epsilon do Cruzeiro do Sul

Maranhão (MA) - Beta do Escorpião

Paraná (PR) - Gama do Triângulo Austral

Rio Grande do Norte (RN) - Lambda do Escorpião

Rio Grande do Sul (RS) - Alfa do Triângulo Austral

Minas Gerais (MG) - Delta do Cruzeiro do Sul

Pará (PA) - Spica (Alfa de Virgem)

Paraíba (PB) - Capa do Escorpião

Pernambuco (PE) - Mu do Escorpião

Goiás (GO) – Canopus


Sobre a imensa Nação Brasileira,

Nos momentos de festa ou de dor,

Paira sempre sagrada bandeira

Pavilhão da justiça e do amor!

Recebe o afeto que se encerra

Em nosso peito juvenil,

Querido símbolo da terra,

Da amada terra do Brasil!


 Glossário:

- Pendão: bandeira, estandarte

- Augusto: digno de respeito, solene, imponente

- Formoso: belo. perfeito

- Vulto: semblante, fisionomia

- Pavilhão: bandeira, estandarte


Símbolos Nacionais do Brasil

Bandeira do Brasil

São símbolos Nacionais a Bandeira Nacional, o Hino Nacional, as Armas Nacionais e o Selo Nacional, e suas imagens, seus significados e demais informações, são definidos em lei federal.

Os Símbolos Nacionais do Brasil foram definidos na Lei 5.700 de 1º de setembro de 1971. Além de estabelecer quais são os símbolos, esta lei também fez determinações sobre como devem ser usados, padrões e formatos, significados, etc. Estes símbolos são de extrema importância para nossa nação, pois representam o Brasil dentro e fora do território nacional. Logo, devem ser respeitados por todos os cidadãos brasileiros. Os Símbolos Nacionais são usados em cerimônias, documentos oficiais, eventos e localidades oficiais.


SÍMBOLOS NACIONAIS BRASILEIROS

BANDEIRA NACIONAL: Esfera azul, representando nosso céu estrelado, ao centro com a frase "Ordem e Progresso". São 27 estrelas, representando os 26 estados e o Distrito Federal. Losango Amarelo ao centro representando o ouro. Retângulo verde, representando nossas matas e florestas.



ARMAS NACIONAIS: no centro há um escudo circular sobre uma estrela verde e amarela de cinco pontas. O cruzeiro do sul está ao centro, sobre uma espada. Um ramo de café está na parte direita e um de fumo a esquerda. Uma faixa sobre a parte do punho da espada apresenta a inscrição "República Federativa do Brasil". Numa outra faixa, abaixo, apresenta-se "15 de novembro" (direita) e "de 1889" (esquerda)



SELO NACIONAL : usado para autenticar documentos oficiais e atos do governo. Usado também para autenticar diplomas e certificados emitidos por unidades de ensino reconhecidas. É representado por uma esfera com as estrelas (semelhante a da bandeira brasileira), apresentando a inscrição República Federativa do Brasil.


HINO NACIONAL : tocado em solenidades e eventos oficiais do governo, eventos esportivos e culturais e nas escolas, junto com o hasteamento da Bandeira Nacional.


Você sabia?

- Em 18 de setembro comemora-se o Dia dos Símbolos Nacionais.

Bem, meus patrióticos amigos ouvintes, neste mês de novembro, não só a comemoração do dia da BANDEIRA nos enche de alegria e civismo, mas também o dia 15 de novembro, dia em que se comemora a Proclamação da república brasileira. Desta forma, reservei alguns minutos do meu programa de hoje para, também, prestar minha homenagem a esta, não mesmo, importante data cívica do nosso país.

A Proclamação da República (15/11/1889) - obra de Benedito Calixto


Proclamação da República no Brasil

No final da década de 1880, a monarquia brasileira estava numa situação de crise, pois representava uma forma de governo que não correspondia mais às mudanças sociais em processo. Fazia-se necessário a implantação de uma nova forma de governo, que fosse capaz de fazer o país progredir e avançar nas questões políticas, econômicas e sociais.


Crise da Monarquia

A crise do sistema monárquico brasileiro pode ser explicada através de algumas questões:

- Interferência de D.Pedro II nos assuntos religiosos, provocando um descontentamento na Igreja Católica;

- Críticas feitas por integrantes do Exército Brasileiro, que não aprovavam a corrupção existente na corte. Além disso, os militares estavam descontentes com a proibição, imposta pela Monarquia, pela qual os oficiais do Exército não podiam se manifestar na imprensa sem uma prévia autorização do Ministro da Guerra;

 - A classe média (funcionário públicos, profissionais liberais, jornalistas, estudantes, artistas, comerciantes) estava crescendo nos grandes centros urbanos e desejava mais liberdade e maior participação nos assuntos políticos do país. Identificada com os ideais republicanos, esta classe social passou a apoiar o fim do império;

- Falta de apoio dos proprietários rurais, principalmente dos cafeicultores do Oeste Paulista, que desejavam obter maior poder político, já que tinham grande poder econômico;

Diante das pressões citadas, da falta de apoio popular e das constantes críticas que partiam de vários setores sociais, o imperador e seu governo, encontravam-se enfraquecidos e frágeis. Doente, D.Pedro II estava cada vez mais afastado das decisões políticas do país. Enquanto isso, o movimento republicano ganhava força no Brasil.


A Proclamação da República

No dia 15 de novembro de 1889, o Marechal Deodoro da Fonseca, com o apoio dos republicanos, demitiu o Conselho de Ministros e seu presidente. Na noite deste mesmo dia, o marechal assinou o manifesto proclamando a República no Brasil e instalando um governo provisório.

Após 67 anos, a monarquia chegava ao fim. No dia 18 de novembro, D.Pedro II e a família imperial partiam rumo à Europa. Tinha início a República Brasileira com o Marechal Deodoro da Fonseca assumindo provisoriamente o posto de presidente do Brasil. A partir de então, o país seria governado por um presidente escolhido pelo povo através das eleições. Foi um grande avanço rumo a consolidação da democracia no Brasil.

E, depois destes momentos que o meu programa IRATI DE TODOS NÓS, e esta prestigiosa emissora RADIO NAJUÁ, lhes oferecemos, só me resta desejar-lhes um bom final de tarde de sábado, um ótimo domingo em família e até a próximas semana, quando aqui estaremos, trazendo-lhes sempre um pouquinho mais da história da nossa terra que é a história da história. Até lá!





Comentários

Enquete

Qual sua avaliação sobre a administração do prefeito Jorge Derbli?

  • Ruim
  • Razoável
  • Boa
  • Ótima
Resultados