Matérias / Irati de Todos Nós

28/06/18 - 12h21 - atualizada em 28/06/18 às 12h27

Festa de São Cristóvão completa 70 anos

O professor e historiador José Maria Grácia de Araújo relembra fatos deste a criação da festividade, em 1948

Jussara Harmuch


José Maria Grácia de Araújo nas quintas da história do Espaço Cidadão, fala hoje (28) sobre a origem da Festa de São Cristóvão em Irati. O dia do Santo é 25 de julho e as festividades deste ano acontecem de 25 de julho a 8 de agosto, sempre com a organização da paróquia da igreja matriz Nossa Senhora da Luz.

Com a ajuda do livro que conta a história da igreja, escrito por Herculano Batista Neto, o apresentador do programa, Paulo Sava, relembrou fatos que deram início a festividade que completa 70 anos em 2018.

PUBLICIDADE

No ano de 1948, por iniciativa do frei Nereu, aconteceu a primeira festa de São Cristóvão, com missa celebrada às 10 horas na matriz. À tarde, teve benção de 97 veículos que em procissão . estacionaram na Munhoz da Rocha e depois partiram em buzinaço pela cidade.

O frei Nereu tão logo chegou em Irati percebeu que os eventos programados na matriz tinha tendência de atrair a classe mais nobre da sociedade, então a ideia da festa era motivar a classe trabalhadora a se aproximar da igreja. Havia também uma diferenciação na denominação utilizada para identificar os motoristas profissionais na época, chamados de “chofer”.

“A festa sempre teve ‘barraquinhas’, por vezes armadas no pátio da própria igreja, outras na região central, próximo ao trilho do trem, relembra Araújo.

PUBLICIDADE

“A procissão era realizada no período da tarde, respeitando uma ordem, primeiro as motocicletas, depois caminhonetes e por último os caminhões. O Vico e o Leonardo Olkoski e o próprio frei, saíam na frente de moto”, conta com saudosismo, destacando um detalhe: era cobrado 10 cruzeiros pela participação.

As mulheres também tiveram papel importante no início. Luiza Marchiori era quem cantava o leilão. Doraci Castagnoli e Maria Pessoa ajudavam na organização.

Serviço - Procura-se

Araújo pede para pessoas que tenham notícias das famílias relacionadas abaixo, que entrem em contato pelo (42) 9.9932-0814.

Conrad Chimanski solicita informações sobre Júlio Chimanski ou Czimanhski, que entre 1912 e 1915 foi médico oftalmologista em Irati, foi embora e retornou em 1949. Morou na XV de Julho, num apartamento do edifício Irati.

Tadeu Kulik e Timóteo Kulinoski foram pedreiros da igreja São Miguel.

Miguel Kodaki da Galícia, Polônia, familiares que procuram residem na cidade de Rio Branco do Sul.

O Espaço Cidadão é apresentado por Paulo Henrique Sava e vai ao ar de segunda a sexta das 9h às 10h pela Super Najuá 92,5.

PUBLICIDADE

Confira o vídeo do programa com José Maria Grácia de Araújo.


Comentários

Enquete

Feriado N. S. Graças 27 de novembro em Irati

  • Não concordo
  • Concordo
Resultados