Irati e Região / Notícias

06/07/18 - 19h38 - atualizada em 06/07/18 às 20h49

8ª Irati Moto Fest acontece neste final de semana

Encontro de motociclistas será realizado na Cervejaria Prosit Tutti

Edilson Kernicki, com reportagem de Rodrigo Zub 

8ª Irati Moto Fest acontece neste final de semana na Cervejaria Prosit Tutti

A 8ª edição do Irati Moto Fest acontece neste final de semana, no sábado (7) e domingo (8), na Cervejaria Prosit Tutti, na Rua da Liberdade, no Centro de Irati. O evento vai reunir motociclistas de todo o Brasil e terá praça de alimentação, apresentação de bandas de rock, exposições e muita interação dos entusiastas do motociclismo. O local do evento terá camping coberto e gratuito. A pulseira para os dois dias do evento custa R$ 10.

Quatro bandas de rock se apresentam no sábado (7): Uoww Jack (Irati); Hell Dogs (Imbituva); D’Nox (Irati) e TiaSyl (Irati).

Em entrevista no programa "Meio Dia em Notícias" de quinta-feira (5), a organizadora do evento, Marli Traple, explicou que a mudança de local do evento, que costumava ocorrer no Parque Aquático, se deve ao fato de que o evento deixou de ter apoio do Poder Público. Como o Parque Aquático, cartão-postal de Irati, é um local público e uma área bastante ampla, a realização do evento naquele local demandava uma grande estrutura de segurança.

PUBLICIDADE

“Hoje somos um evento nacional. Fazemos parte do calendário nacional de motociclismo. Irati tem esse título hoje, através do motociclismo. Lá no Parque, precisamos do apoio do Poder Público para poder realizar. Como esse ano não conseguimos o apoio, resolvemos fazer com a iniciativa privada. Foi quando o Prosit, que é uma cervejaria local, uma empresa iratiense, nos chamou e falou para não deixarmos de fazer [o evento] para não perdermos esse título que conquistamos ao longo dos anos, de sermos um Encontro Nacional de Motociclismo”, justifica.

Marli afirma que o estacionamento do Santo Antônio Materiais de Construção foi cedido pelo Grupo G Center para uso durante o Irati Moto Fest. O estacionamento fica ao lado da Cervejaria. O evento terá praça de alimentação e serão realizados shows. “Como o Prosit já é um estabelecimento com alvará e licença para eventos, nos livramos de despesas com engenheiros e projetos, que teríamos caso o evento fosse no Parque”, diz.

PUBLICIDADE

A própria estrutura do local ajudou a reduzir custos para sua realização, conforme Marli, devido ao fato de que o local já possui estrutura com tendas e banheiros, segurança, entre outras despesas adicionais. “Hoje, um encontro de motociclismo nacional como o nosso não tem como ser feito sem o apoio do poder público. É um evento turístico que reúne pessoas do Brasil inteiro na nossa cidade. Com a iniciativa privada, tivemos que reduzir um pouco o tamanho do evento, mas não perdemos a credibilidade junto ao turismo do motociclismo nacional. Continuamos vivos e estamos fazendo da maneira mais organizada possível. Participamos com o Corpo de Bombeiros, temos toda a documentação necessária; já pedimos o apoio da Guarda Municipal, porque são importantíssimos em eventos como esse e pedimos o apoio da Polícia Militar. Vai ser no Prosit, mas vai ter a mesma qualidade, a mesma segurança e amparados pelos órgãos competentes”, garante a organizadora.

Já estão confirmadas as presenças de motoclubes de Santa Catarina e de todas as regiões do Paraná: de Foz do Iguaçu, Reserva, Laranjeiras do Sul, Guarapuava e dez motoclubes de Curitiba.

O evento começa, oficialmente, no sábado (7). Porém, nesta sexta (6), o Prosit promoveu um “esquenta” durante o jogo entre Brasil e Bélgica, que foi transmitido num telão. Segundo Marli, já na quarta-feira (4) havia motociclistas chegando à cidade de Irati para participar do evento.

PUBLICIDADE

Araras de Aço

“Estamos ansiosos para o evento, porque há uma expectativa muito grande quanto à participação de outros motoclubes do Paraná inteiro, de Santa Catarina e talvez de São Paulo. Temos uma perspectiva de muito mais de mil de pessoas no evento. Nos preocupamos bastante com a recepção. Isso é muito importante que os recebamos bem, para que tudo aconteça da melhor forma possível, na parte de estadia, alimentação. Estamos com uma estrutura muito bem montada para isso. Esperamos que eles venham e façam uma boa chegada, tanto na viagem quanto no retorno para casa”, afirma Daniel “Canjica”, do Araras de Aço Moto Clube.

O Araras de Aço Moto Clube criou uma subsede no Paraná há dois anos. Pinguim, o presidente, recrutou no ano passado cerca de 11 pessoas e hoje são 17 integrantes. “Estamos fazendo o possível para ampliar e mostrar para as pessoas que o motociclismo é uma cultura, uma coisa a ser seguida. Temos regras e vivemos da melhor maneira possível, prezando pelo bem-estar de todos”, acrescenta “Canjica”. O grupo é de Irati, mas a sede nacional do Araras de Aço fica em Ananindeua, no Pará.

Quem quiser participar do Araras de Aço Moto Clube deve procurar a sede em Irati, na Vila São João – Rua Manoel Cruz do Nascimento, 338, e fazer uma visita. O interessado fica em experiência, durante 30 dias. Depois, numa assembleia, é feita uma votação pela admissão ou não do novo membro. O grupo se reúne ao segundo sábado de cada mês e define a realização de churrascos, roteiros de viagens e participações em eventos ligados ao motociclismo. Mais informações na fanpage Araras de Aço Irati, no Facebook.

Integrantes dos motoclubes de Irati esperam recepcionar aproximadamente mil pessoas durante o evento

Dead Cowboys

O Dead Cowboys Motorcycle Custom Club (MCC) possui sede em Guarapuava e subsedes em outras cidades, como Irati, Prudentópolis, Ivaiporã, entre outras, explica Márcio Duda, membro do motoclube. O número de integrantes varia em cada cidade em que os Dead Cowboys estão presentes. Em Irati, são oito integrantes, ao passo que em Guarapuava são 70.

“No ano passado, já participamos. Foi a primeira vez que participamos como grupo, do evento, do Irati Moto Fest. A expectativa é muito grande, pois já é a oitava edição e é um dos eventos que estão no calendário nacional. Então é um evento que reúne várias pessoas, não só os simpatizantes do motociclismo, mas também o público em geral. Todo ano vem o pessoal de outros estados, outras cidades e é superbacana socializar, conhecer pessoas, conhecer estilos. Como os Dead Cowboys privilegiam as motos customizadas, ficamos super encantados com os modelos de motos, os tipos. As pessoas vão ao evento para conhecer, tirar fotos e sentir um pouco do que é o motociclismo, essa paixão sobre duas rodas”, comenta Duda.

PUBLICIDADE

“Para nós, é uma grande alegria participar desse evento conhecido nacionalmente, de motociclismo. Mais uma ocasião para estarmos juntos e acho que a ideia é essa: fortalecer nossa localidade, nossa cidade, com esse aspecto do motociclismo. Quem dera um dia Irati ser conhecida no mundo inteiro com o motociclismo. Fica o convite a todos os adeptos, aos que gostam, aos que têm moto, aos que não têm, aos que simpatizam, enfim, com nossos atrativos, para estarem presentes no sábado e no domingo, participando dessa festa”, convida Henry Claude Stelmarsczuk, também membro do Dead Cowboys.“

Eu mesmo ia em eventos de motociclismo e não esperava que eu, um dia, ia ser motociclista, um motoqueiro, enfim, como dizem por aí. E hoje em dia, posso dizer que vivo isso. Como as coisas mudam”, revela Henry.

Da esquerda para direita: Márcio "Canjica", Pinguim, Henry Claude Stelmarsczuk e Márcio Duda integrantes dos motoclubes de Irati. Agachadas Joelma e Marli Traple

“Zoeira, tô fora” e “Paz nos Eventos”

Marli Traple destaca que o evento apoia as campanhas “Zoeira, tô fora” e “Paz nos Eventos” e enfatiza o caráter pacífico e familiar do Irati Moto Fest, pelo fato de que muitos pais trazem seus filhos para tirar fotos com as motos e triciclos e com os motociclistas, alguns deles a caráter, com roupas de couro. A organizadora também ressalta que tudo o que o motociclista procura no evento é se reunir com sua tribo e curtir um bom rock. Ao longo das sete edições anteriores, não há registro de ocorrências sérias, como brigas, por exemplo.

A campanha nacional “Zoeira, tô fora” não permite corte de giro e “aceleraço”, por prezar pela segurança e bem-estar das pessoas que circulam ao redor do encontro de motociclistas.

A organizadora frisa também o envolvimento social dos motoclubes em Irati, como a recente participação deles na campanha do agasalho e na Carreata Mariana.

Integrantes de motoclubes e da organização do Irati Moto Fest participaram do programa "Meio Dia em Notícias" de quinta-feira, 5

Comentários

Enquete

Em relação aos candidatos à presidência da república, você está?

  • Confuso (a)
  • Definido (a)
  • Indeciso (a)
Resultados