Irati e Região / Notícias

03/02/18 - 13h00 - atualizada em 03/02/18 às 13h35

Iratienses fazem protesto contra preços de combustíveis pelas ruas da cidade

Cerca de 150 automóveis participaram da carreata, que passou por grande parte dos postos de Irati

PUBLICIDADE
Paulo Henrique Sava

Motoristas iratienses fizeram um protesto na manhã deste sábado, 03, contra os altos preços dos combustíveis praticados em Irati. A concentração teve início pouco antes das 10 horas na Praça da Bandeira e seguiu pelas principais ruas da cidade, passando por alguns postos de combustíveis.

Alguns carros desfilaram com faixas e cartazes de protesto. A carreata teve duração de pouco mais de uma hora e meia. A reportagem da Najuá acompanhou o protesto e conversou com alguns motoristas que participaram do evento. Renato Soares, que é técnico de telecomunicações de uma operadora de telefonia celular, ressalta que a diferença de preços dos combustíveis entre Irati e outras cidades é muito grande. “Eu, que viajo pelo estado do Paraná inteiro e tenho a oportunidade de abastecer o carro em vários lugares, encho o tanque fora do município que é para poder ficar no final de semana em casa e voltar a abastecer na estrada porque a diferença é gritante”, comentou. 

Renato conta que, em postos de outras cidades, ele paga R$4,09 pelo litro da gasolina, ao passo que, em Irati, a média de preços subiu para R$4,49. “Acho que a população devia se reunir e vir em peso para estas manifestações para ver o que a gente consegue fazer, porque a 10 ou 15 km de Irati, você encontra combustível a R$4,09 e de boa qualidade. Em Irati, por que o preço tem que chegar a quase R$4,50? É um absurdo”, frisou. 

Na opinião do encanador Moisés Anderson, todos os motoristas estão sofrendo com as altas nos preços dos combustíveis. “É um problema sério da comunidade porque várias cidades do interior estão cobrando mais barato. Eu acho que deveria haver um consenso de todos terem o mesmo preço, por isto acho importante este manifesto”, comentou. 

A motorista Gilvane Aparecida Rodrigues vê o protesto como um ato positivo em favor da comunidade iratiense. “É um sinal de que o povo não concorda com o que está acontecendo, e é uma manifestação pacífica e bem bacana de a gente mostrar que não aceita isso”, comentou. 

Ana Paula Wrubleski, uma das organizadoras do evento, comenta que a participação de mais de 100 veículos na carreata agradou a organização. “São estas pessoas que não têm medo de dizer que não concordam com o preço do combustível alto em Irati. Estamos muito felizes, o nosso grupo está todo reunido aqui, alguns estão trabalhando mas estão conversando no grupo, dizendo que está todo mundo junto”, comentou.  

A coordenadora comenta que, em um dos postos visitados pelo manifesto, pediu para colocar apenas 1 real de combustível no tanque. Ela conta qual foi a reação dos funcionários. “O frentista me tratou super bem e ele mesmo perguntou se eu queria o cupom fiscal, e eu falei que sim. Então, ele me deu os 9 reais de troco e o cupom fiscal”, afirmou. 

Fotos: Paulo Henrique Sava


Posição do Sindicombustíveis

Em nota, o Sindicombustíveis, entidade que representa os postos de combustíveis do Paraná, explica que a culpa pela alta nos preços da gasolina e do óleo diesel não é dos postos. O órgão afirma que o segmento também sofre com os reajustes, uma vez que os preços altos acabam inibindo o consumo e prejudicando a economia. 

Ainda conforme o sindicato, as distribuidoras podem praticar preços diferentes em para cada cidade. “O mesmo combustível que é vendido para um posto de Curitiba pode ser vendido para um posto de Irati por outro preço, uma vez que o mercado no Brasil é livre. Algumas vezes, até mesmo dentro da mesma cidade há variação”, diz a nota.

O órgão ainda ressalta que o volume de litros adquirido pelos postos iratienses é muito baixo em relação a outras cidades, o que obriga as empresas a trabalharem com uma margem maior de lucro nos produtos.

O Sindicombustíveis entende que “é uma grande injustiça direcionar aos postos, que também são vítimas, os questionamentos sobre as altas recentes”.


Comentários

Enquete

Em relação aos candidatos à presidência da república, você está?

  • Confuso (a)
  • Definido (a)
  • Indeciso (a)
Resultados