Irati e Região / Notícias

19/07/18 - 02h10 - atualizada em 19/07/18 às 17h36

Proposta que modifica Rua da Cidadania ignora Conselho de Cultura

Travessa Frei Jaime foi fechada para circulação de veículos para criação de espaço cultural e turístico. Comércio reclama de queda de movimento e pede reabertura da via

Da Redação, com reportagem de Jussara Harmuch 

Presidente do Conselho Municipal de Cultura de Irati- Wellington Costa
O presidente do Conselho Municipal de Cultura de Irati, Wellington Costa, participou do programa “Meio Dia em Notícias” de terça (17) e manifestou o posicionamento do órgão no que se refere à divergência que envolve a Rua da Cidadania na sua concepção. Criada através da lei municipal 3.763/2013 com a finalidade de servir como espaço cultural e turístico, a Rua da Cidadania ocasionou o fechamento da Travessa Frei Jaime, entre as ruas Coronel Emílio Gomes e Alfredo Bufrem para a circulação de veículos, o que trouxe dor de cabeça aos comerciantes.

A Associação Comercial e Empresarial de Irati (ACIAI) encaminhou, no final de junho, um ofício à Prefeitura em que sugere a reabertura da via para veículos, em pelo menos um dos sentidos, reivindica vagas de estacionamento e pede que não sejam mais realizados eventos naquele local. O entendimento dos comerciantes é de que a permissão exclusiva para pedestres, pelo contrário que se espera, diminui os passantes e os eventos atrapalham as vendas.

Wellington destaca que o artigo 1º da lei transforma o local em espaço cultural e artístico. “A partir do momento que passa a ser um espaço cultural, o Conselho Municipal de Cultura, que é um órgão consultivo e deliberativo, se coloca à disposição das pessoas interessadas nessa questão de modificar [a Rua da Cidadania]”, frisa. No entanto, o presidente do Conselho Municipal de Cultura reitera que o órgão não chegou a ser consultado ou notificado sobre o tema. “Ficamos sabendo através de outros meios e de alguns artistas da cidade, que pediram um posicionamento do Conselho”, diz.

PUBLICIDADE

O presidente do Conselho de Cultura frisa, ainda, que o espaço é amplamente utilizado para a realização de eventos, como feiras de artesanatos, a Feira Iratiense de Literatura (FIEL), festivais de foodtrucks, eventos de dança, festividades de final de ano e Páscoa entre outros.

No álbum de fotos, momentos de ocupação do local desde que foi criado, com shows, feira do livro e movimentos sociais. 


A Comissão de Trânsito, presidida pelo engenheiro Dagoberto Waydzik, secretário municipal de Arquitetura, Engenharia e Urbanismo, recebeu o ofício da Associação Comercial e realizou uma pré-reunião com os dirigentes da ACIAI. “No entanto, pedi que eles encaminhassem um novo ofício ao prefeito, pois a Comissão é consultiva, e não deliberativa. Combinamos o seguinte: que íamos passar pela apreciação da Comissão, depois uma discussão com o prefeito e com quem for de direito, para depois deliberar qualquer coisa”, afirma Waydzik.

De acordo com ele, o assunto será colocado em pauta na próxima reunião. “Não haveria reunião este mês. Mas se houver necessidade, vamos fazer uma extraordinária, por causa de vários assuntos anteriores que estão pendentes”, acrescenta.

Quanto à proposta de reabertura para a circulação de veículos, o presidente da Comissão de Trânsito argumenta que a Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN) determina, como regra de segurança, que os carros de transporte de valores (carros-fortes) estacionem em frente aos bancos. Essa regra é burlada devido ao fechamento da via, onde está situado o Sicoob. Na esquina ainda há uma agência do Itaú, que faz frente para a outra rua, Coronel Emílio Gomes, de trânsito livre.

PUBLICIDADE

“Aquela rua foi aprovada pelo Conselho de Urbanismo. Na época, foi quatro a três. Eu participei dessa votação. Seria um calçadão, e esse calçadão é onde passa bastante população a pé, que não é o caso ali. Atrapalhou bastante o tráfego de veículos. A sugestão da ACIAI, que vai ser discutida, é que se faça uma passagem de veículos, com um estacionamento, de um dos lados somente. Vamos fazer um croqui sobre isso, para discutir. Quando houver eventos, todas as vezes que for necessário, vamos fechar a rua. Não vejo qual seria o maior problema que isso traria, mas vamos discutir dentro da Comissão, encaminhar ao prefeito e, se for o caso, se faz até uma audiência pública”, sustenta Waydzik.

O presidente da Comissão de Trânsito observa que, ainda que as calçadas devam privilegiar aos pedestres e não necessariamente ao comércio, há que se considerar que o calçadão não faz jus à circulação de pedestres no local e que essa redução de movimento levou até mesmo ao fechamento de lojas. “Está se fazendo ali um espaço para eventos, mas sacrificando o fluxo de 35 mil veículos. Volto a afirmar que não estou dando juízo de valor antecipadamente, mas apenas manifestando minha opinião”, ressalta.

Mas a sugestão da Aciai é de que os eventos não sejam mais realizados neste local. “São duas partes: tem a que defende o Urbanismo e a que defende a Cultura. Por isso que precisamos conversar para ver uma forma que fique bom para ambas as partes. A área da Cultura já é precária e já não temos espaço. Entendemos que tudo tem que ser planejado e feito de uma forma agradável para todos ou, pelo menos, para a maioria”, contrapõe o presidente do Conselho de Cultura.

PUBLICIDADE

Posicionamento da Aciai mudou

Apesar de o projeto ter sido encaminhado pelo prefeito Odilon Burgath, a própria ACIAI já cogitava a ideia há, pelo menos, 20 anos. “Tínhamos até alguns desenhos, alguns projetos que discutíamos entre os diretores e entre os associados, o empresariado iratiense”, comentou Rogério Kuhn em entrevista à Najuá no ano de 2013, em que presidia a entidade.

O então presidente da ACIAI se preocupou em dizer que não seria uma via fechada com caráter comercial. “Não tem como haver comércio lá e nem existirá, a não ser o comércio, por exemplo, de artesanato, livros, fazer uma pinacoteca ou algo nesse sentido, produtos agrícolas sazonais”, detalhou, aludindo que o espaço é democrático e facilita o acesso dos cidadãos, devendo ser ocupado também para eventos cívicos. Leia a matéria completa.

Quer receber notícias locais? Envie whats para 42 991135618 SIM NOTICIAS ou cadastre seu e-mail na newsletter pelo site da Najuá

Comentários

Enquete

Em relação aos candidatos à presidência da república, você está?

  • Confuso (a)
  • Definido (a)
  • Indeciso (a)
Resultados