Ouvinte Repórter / Notícias

14/12/16 - 18h41 - atualizada em 14/12/16 às 19h01

Casa da Cultura de Góes Artigas realiza campanha para arrecadar livros

Livros arrecadados vão compor o acervo da Biblioteca Comunitária, que será inaugurada em janeiro

Edilson Kernicki, com reportagem de Rodrigo Zub

Casa da Cultura, antiga Vila Ferroviária da Comunidade Rural de Góes Artigas, município de Inácio Martins
Voluntários da Casa da Cultura de Góes Artigas, em Inácio Martins, organizam uma campanha para arrecadar livros e gibis, novos e usados, para compor o acervo da Biblioteca Comunitária, que será inaugurada em janeiro.

Segundo a antropóloga Taísa Lewitzki, uma das voluntárias, a iniciativa resulta de uma demanda antiga, diante da necessidade observada de se criar espaços de educação, formação, de lazer e de entretenimento nas comunidades rurais. “O município de Inácio Martins só tem uma biblioteca, que é pública, mas tem limitações de horários, à qual a população rural tem difícil acesso”, observa.

Propostas similares já foram realizadas, como uma banca de troca de livros na Feira de Agroecologia, que acontece aos sábados, em Góes Artigas. Entretanto, se chovia, não havia como dispor adequadamente os livros, o que inviabilizou a continuidade do projeto. “Já tínhamos um acervo mínimo, mas precisávamos de um espaço. Como Góes Artigas tem uma Vila Ferroviária, que desde os anos 1990, quando foi terceirizada a linha ferroviária, essa estrutura que abrigava os trabalhadores ferroviários ficou ociosa. Algumas casas foram ocupadas, outras destruídas. As casas que têm moradores permanecem em boas condições”, pontua Taísa.

PUBLICIDADE
Com a disponibilidade de uma dessas casas, o projeto da Biblioteca se consolida ao reunir um grupo de interessados formado tanto por agricultores quanto por jovens estudantes concluintes do ensino médio. “Temos um acervo pequeno e queremos dispor de um acervo com conteúdos que também correspondam ao interesse da população camponesa: agricultura orgânica, agroecologia, educação popular, economia solidária”, diz.

Pontos de arrecadação

Além da recepção da Najuá, que é um posto de arrecadação, os livros doados podem ser entregues também em Inácio Martins, na Rádio Martinense, no Colégio Estadual Parigot de Souza e no Colégio Estadual do Campo Áurea Aparecida Lopes, da localidade de Papagaios. Em Guarapuava, no Sebo Acadêmico; com estudantes universitárias que estão coletando material com seus colegas; no Colégio Estadual do Campo do Guará. É possível, ainda, encaminhar as doações diretamente para a Casa da Cultura de Góes Artigas, entrando em contato pelo telefone (42) 98413-9268, pelo e-mail [email protected] ou pela página do Facebook, que os voluntários vão recolher as doações.

Livros que podem ser doados

A prioridade para as doações são livros de leitura, em qualquer formato: manuais, livros técnicos, livros relacionados aos temas de interesse da Casa da Cultura e livros de literatura. O acervo já conta com diversos livros didáticos, por isso, a arrecadação prioriza os demais formatos.

Funcionamento da biblioteca

A Biblioteca é uma iniciativa comunitária e será gerida pela própria comunidade. Hoje, quatro estudantes de ensino médio, do Colégio Estadual do Campo Glória Aparecida Lopes, são responsáveis pela Biblioteca. Esses estudantes se revezarão no atendimento na Biblioteca, para que ela funcione especialmente durante as sextas, sábados e domingos. São eles quem também estão organizando um calendário de atividades da Biblioteca, como a “Leitura Torta”, que vai propor uma leitura dinâmica e troca de experiências sobre obras de autores regionais.


Comentários

Enquete

Supermercados abertos em domingos e feriados é uma boa ideia?

  • não
  • sim
Resultados