Ouvinte Repórter / Notícias

23/11/17 - 01h01 - atualizada em 23/11/17 às 01h15

SOS Amigo Bicho lança campanha do R$ 1 para sanar dívidas

ONG arrecada recursos para subsidiar atividades voltadas ao cuidado com animais abandonados ou que sofreram maus-tratos. Dívida é de quase R$ 60 mil

Edilson Kernicki, com reportagem de Rodrigo Zub, Paulo Henrique Sava e Jussara Harmuch 

Presidente da ONG Amigo Bicho, Ariene Carrilho, participou do programa Meio Dia em Notícias, da Super Najuá FM 92,5
A ONG SOS Amigo Bicho lançou a “campanha do R$ 1”, que busca arrecadar recursos para subsidiar as atividades voltadas ao cuidado de animais abandonados ou que sofreram maus-tratos. A organização não-governamental, reconhecida com títulos de utilidade pública municipal, estadual e federal, estava há quatro meses sem receber a subvenção municipal nem os recursos oriundos do programa Nota Paraná, de acordo com a presidente da SOS Amigo Bicho, Ariene Carrilho.

Confira a entrevista completa com a presidente da ONG Amigo Bicho no fim do texto

“Passamos por um período muito difícil. Agora voltou a subvenção da Prefeitura, mas a Nota Paraná vamos começar a receber apenas a partir do comecinho de janeiro; porque lançamos a nota hoje e daqui a 90 dias que entra a verba”, explica Ariene.

Para manter as atividades enquanto aguarda por esse recurso oriundo do Estado, a ONG lançou a campanha do R$ 1. “Somos em 60 mil habitantes. Se pelo menos 15 mil doarem R$ 1, em quatro meses poderíamos colocar em dia nossas dívidas. Estamos com quase R$ 60 mil em dívidas”, acrescenta a presidente da ONG.

PUBLICIDADE
Em um mês de campanha, até agora foram arrecadados apenas R$ 116. “Isso dá 20 quilos de ração. Estamos decepcionados, porque a cidade tem 60 mil habitantes e pedimos apenas R$ 1”, lamenta a presidente da ONG.

Como doar

As caixinhas para a arrecadação de donativos para a campanha estão disponíveis no Supermercado Cavalin, G Center e Afubra. As caixinhas foram deixadas ao lado da urna que recebe as notas fiscais doadas para o programa Nota Paraná. Uma urna da campanha também está disponibilizada na recepção da Rádio Najuá.

A SOS Amigo Bicho deixou urnas em vários locais do comércio iratiense para que os consumidores depositem ali as notas fiscais que desejam doar em benefício da ONG. As urnas estão identificadas com o logotipo da SOS Amigo Bicho e podem ser encontradas em supermercados, panificadoras, farmácias e lojas. Nesse caso, ao pedir a nota, o consumidor não deve registrar o próprio CPF, para que a ONG registre seu CNPJ.

A subvenção mensal que a SOS Amigo Bicho recebe da Prefeitura de Irati é de aproximadamente R$ 3 mil. Em março, a Câmara de Irati aprovou a subvenção anual de até R$ 35 mil para a ONG.

Uma das caixas para arrecadação de donativos está disponível na recepção da Rádio Najuá
Ariene cita também a proposta de que a ONG funcione como um local de passagem para animais abandonados ou que sofreram maus-tratos, para que sejam castrados, desverminados e recebam um chip de identificação, o que vai permitir responsabilizar e multar o dono do animal pelos maus-tratos. “Muitas vezes, pegamos cachorros que sabemos que têm dono e castramos e desverminamos. Ele fica lá dez ou 15 dias internado e temos que soltá-lo na rua, sabendo que esse cachorro tem dono, porque eles não assumem, para não pagar”, afirma. Através do chip de identificação, o dono do animal seria penalizado pelo abandono ou maus-tratos.

Suspensão de repasses do Nota Paraná

Segundo Ariene, o repasse de recursos através do programa Nota Paraná sofreu uma interrupção de cerca de quatro meses devido a uma denúncia à Receita Estadual de que a ONG existia apenas para arrecadar o dinheiro das notas. “Passamos de três a quatro meses mandando documentos para eles para provarmos que estávamos corretos, assim como todas as outras ONGs do Paraná”, comenta.

Outras ONGs de defesa dos animais, como a Associação Defensora dos Animais, de Londrina, tiveram problemas parecidos. Em julho, a ONG londrinense ficou seis dias sem receber os recursos do programa, diante da suspensão do cadastro da ONG junto à Secretaria da Fazenda. Segundo a coordenação do programa, o programa Nota Paraná iniciou um processo de recadastramento em abril e todas as entidades da área ambiental tiveram que enviar novos documentos para a Secretaria Estadual de Meio Ambiente, que teriam a incumbência de repassá-los à Secretaria de Fazenda.

PUBLICIDADE
Em julho, eram 299 entidades em todo o Paraná que estavam bloqueadas, sem conseguir cadastrar os cupons fiscais no Nota Paraná. Elas enfrentaram problemas no recadastramento depois que denúncias indicaram que ONGs de São Paulo figuravam entre as beneficiárias, do programa que é de âmbito estrito ao estado do Paraná.

O bloqueio teve início em 3 de julho e chegou a atingir, inicialmente, 415 das 1.011 entidades cadastradas para receber créditos do programa Nota Paraná. O recebimento de créditos pelas ONGs foi normalizado logo que elas regularizaram seus cadastros. No entanto, em casos como o da SOS Amigo Bicho, muitos recursos foram perdidos, uma vez que o prazo para a inserção dos dados no sistema do Nota Paraná é de 30 dias após a compra.

Em fevereiro, 215 entidades tiveram o acesso ao sistema bloqueado depois que uma auditoria constatou, em janeiro, indícios de irregularidades nos cadastros de entidades, quanto a informações sobre área de atuação, endereços e certificados. Segundo a coordenação do Nota Paraná, duas entidades de São Paulo foram bloqueadas; elas recebiam recursos através da inclusão de notas fiscais paranaenses no sistema. Uma delas chegou a recorrer à Justiça para tentar manter os repasses.

Diante disso, um decreto publicado em abril determinou o recadastramento das entidades, que tiveram o prazo de 8 de junho a 3 de julho para atualizar os dados junto a um sistema disponibilizado pela Celepar. As que não se regularizassem dentro do prazo seriam excluídas do programa já a partir de 3 de julho.

Entrevista concedida pela presidente da ONG Amigo Bicho no programa Meio Dia em Notícias

Comentários

Enquete

Feriado N. S. Graças 27 de novembro em Irati

  • Não concordo
  • Concordo
Resultados