Policial / Notícias

17/03/18 - 09h47 - atualizada em 17/03/18 às 14h19

Para escapar de flagrante, homem tenta engolir 15 pedras de crack

Suspeito acabou vomitando o conteúdo em frente aos policiais

Da Redação, com informações Portal Vvale 

Em patrulhamento de rotina, a Polícia Militar de União da Vitória desmanchou um ponto de tráfico de drogas no centro da cidade, na noite de quinta-feira (15). Por volta das 21h, notou um carro saindo da “boca de fumo”.

Na abordagem ao condutor, um homem de 42 anos, ele tentou escapar do flagrante engolindo 15 pedras de crack. Porém, sem sucesso, o suspeito acabou vomitando o conteúdo diante dos policiais. O homem confessou a posse da droga e disse que comprou as 15 pedras por R$ 100, para consumo pessoal.

Outras equipes prestaram apoio e foram até o local apontado pelo suspeito. Lá estavam cinco homens, sentados em sofás na parte de fora da casa. Ao perceber a aproximação da viatura, um deles correu para dentro da residência. Uma vez dada voz de abordagem aos quatro que permaneceram para fora, o suspeito que tentou fugir foi localizado na cozinha. Os envolvidos tinham idades entre 17 e 30 anos.

Dentro da casa, sobre o armário da cozinha, os policiais encontraram um pacote plástico, de cor branca, com cocaína. Num dos quartos, havia uma caixa prateada com dinheiro trocado, que somou R$ 463,25.

Nos fundos do imóvel, numa máquina de lavar roupas, estavam escondidas cinco pedras grandes de crack, envoltas em plástico incolor. Num frasco de plástico preto e amarelo, havia outras 31 pedras, já embaladas individualmente em papel-alumínio e prontas para comercialização. Foram ainda apreendidos três celulares e um rolo de papel-alumínio usado para embalar droga.

PUBLICIDADE

Quando a Polícia Militar deu voz de prisão, por tráfico de drogas, ao responsável pela residência, a convivente do suspeito, uma adolescente de 17 anos, tentou intervir dizendo que a droga apreendida pertencia a ela e que ela era usuária de crack havia uma semana. No entanto, ela se enrolou e não conseguiu responder onde comprou e como pagou a droga. Ela nem mesmo sabia precisar a quantidade.

A equipe concluiu que a menor foi corrompida pelo amásio para que assumisse a autoria do crime caso ele fosse pego, tendo em vista que ela é adolescente e não ficaria, portanto, detida. No fim, ambos acabaram sendo encaminhados para a 4ª Subdivisão Policial de União da Vitória (SDP).



Comentários

Enquete

Em relação aos candidatos à presidência da república, você está?

  • Confuso (a)
  • Definido (a)
  • Indeciso (a)
Resultados