Política e Eleição / Notícias

19/07/18 - 13h21 - atualizada em 19/07/18 às 16h47

Gestor do Conder presta informações sobre convênio da Patrulha Rural

Igor Zampier usou a Tribuna Livre da Câmara de Irati para contar como se deu o convênio e esclarecer engano do vereador Roni Surek

Jussara Harmuch

Chefe do Núcleo Regional de Irati, Igor Felipe Zampier, procurou espontaneamente a Câmara para esclarecer fatos

O Chefe do Núcleo Regional da Secretaria de Estado de Agricultura e Abastecimento (SEAB), Igor Felipe Zampier, se pronunciou na Tribuna Livre da sessão desta semana da Câmara Municipal, sobre o convênio entre o governo estadual com a Associação dos Municípios do Centro-Sul do Paraná (Amcespar) para a execução da Patrulha Rural, através do Consórcio Intermunicipal para o Desenvolvimento Regional (Conder).

Nomeado como gestor pela SEAB, Igor é o responsável pela conformidade da documentação das cidades que fazem parte do Conder e, mesmo que não tenha sido questionado oficialmente, foi até a Câmara para contar como ocorreu o convênio e esclarecer o engano, que chamou de “inverdades mencionadas pelo vereador Roni Surek”, que, na sessão do dia 26 de junho, acusou o governo de má gestão do programa.

PUBLICIDADE

“Os questionamentos feitos não a mim, mas à prefeitura, referem-se sobre locações de máquinas afirmando que os valores são absurdos e de que o governo do Estado poderá responder pela irresponsabilidade de deixar os equipamentos parados, pagando aluguel ‘não barato’”.

Igor explicou que as máquinas foram compradas pelo governo do Estado mediante financiamento do Banco Mundial. “As máquinas pertencem ao governo e são cedidas ao consórcio que faz a gestão, não foram locadas e o Banco Mundial faz exigências rigorosas”.

A responsabilidade dos municípios consiste nos insumos, combustível, cascalho, tubos, alimentação e transporte dos operadores. “Parabenizo o Conder pela forma de contratação que deu clareza e atendeu às exigências do Tribunal de Contas do PR, usadas como modelos em outros consórcios”, enalteceu Igor, pelo fato de que este foi o primeiro convênio estabelecido.

PUBLICIDADE

Sobre a falta de execução de 2 km e o tempo que as máquinas ficaram paradas, outros pontos mencionados por Roni, o gestor justifica que, devido às exigências legais, houve necessidade de se fazer um projeto técnico extenso, o que demandou tempo. Também foram estabelecidos prazos para a execução, de forma a atender os demais municípios. “Aqui tem a assinatura de todos os lindeiros”, disse, mostrando o projeto de mais de 300 folhas. “A não execução prevista do total de 12 km previstos em Irati é entendível por se tratar de um trabalho executado a céu aberto e o plano, dentro do Conder, estabelece os dias que as máquinas devem ficar em cada município. Deu o prazo e as máquinas tem de passar para o próximo tendo ele executado ou não seu plano de trabalho”.

Roni pede desculpas pelo equívoco

Vereador Roni Surek pediu desculpas pelo equívoco do aluguel, mas contestou o tempo que as máquinas ficaram paradas, relacionando ao fato de que neste tempo deixou-se de ter proveito pelo que foi gasto com a compra e com o seguro

O vereador Roni Surek (PROS) agradeceu os esclarecimentos, fez alguns questionamentos e pediu desculpas pelo equívoco. “É isso que precisamos [aludindo às informações prestadas]. O município teve gastos, 6 mil reais mês e mais o custo com combustível e alimentação, horas extras”, comentou e ao indagar Igor sobre o valor gasto com a compra dos 5 caminhões e 5 máquinas que compõe a patrulha, o qual o gestor não soube especificar, informando o custo total de R$ 24 milhões, respondeu ele mesmo sua própria pergunta.

"Foram gastos R$ 1,800 milhão com a compra, R$ 230 mil com o seguro dos equipamentos e R$ 123 mil com o seguro dos caminhões", apurou o vereador. "O meu conteste foi o porquê da demora, maquinários ficaram parados 4 meses”, relacionando ao fato de que neste tempo deixou-se de ter proveito pelo que foi gasto com a compra e com o seguro. 

PUBLICIDADE

Comentários

Enquete

Em relação aos candidatos à presidência da república, você está?

  • Confuso (a)
  • Definido (a)
  • Indeciso (a)
Resultados