Rádio Najuá

Iraty dá vexame é goleado em casa e fica com pé na 2ª divisão

26/02/12 - 19h15 - Atualizado em 26/02/12 - 19h15

Rodrigo Zub


Toledo passeou no Emílio Gomes e goleou o Azulão por 5 a 0

Não estamos falando de moda, mas o Toledo simplesmente passeou neste domingo, 26, na “passarela” do estádio Emílio Gomes. Comandados por Diego Dedoné que marcou três vezes, o “Porco” passou por cima do Azulão. No final, o placar de 5 a 0, ficou barato para o Iraty, que mais uma vez deu vexame jogando diante de seu torcedor.

Com mais uma derrota na competição, o time de Edson Paulista caminha a passos largos para a 2ª divisão.  Depois de um turno inteiro a equipe não venceu nenhum jogo. Lanterna da competição com apenas quatro pontos, o Iraty está cinco pontos atrás do primeiro time fora da zona de rebaixamento.  Situação totalmente inversa do seu adversário nesta tarde. Com a quarta vitória consecutiva, o Toledo confirmou a recuperação na competição e terminou o 1º turno em 5º lugar com 16 pontos.

O Azulão não terá muito tempo para juntar os cacos e tentar sair do fundo do poço. Na próxima quarta-feira, a equipe volta a campo para enfrentar o Cianorte, novamente no estádio Emílio Gomes, às 15h40. Já o Porco terá pela frente o Coritiba, no estádio Couto Pereira.

{album}

O jogo

Antes de a bola rolar no Emílio Gomes, foi hora de homenagear com um minuto de silêncio um ilustre iratiense que chegou a comandar o Estado. Prefeito de Irati durante a década de 1950 e governador durante um período transitório em 1973, João Mansur morreu na última quinta-feira, 23, aos 88 anos. Se tivesse vivo, Mansur certamente ficaria incrédulo com a atuação do Iraty. Desde os primeiros minutos de bola rolando, o Toledo passou a apertar a saída de bola do Azulão, que tinha dificuldades para sair do campo de defesa. A pressão teve resultado imediato.  Logo aos 6 minutos, Diego Dedoné abriu o marcador para o Porco.  Ferraz recuperou a bola no meio campo e fez o lançamento para o centroavante, que avançou e chutou cruzado sem chances para Doni.

Atrás no marcador e precisando da vitória para sair da lanterna da competição o Azulão se mandou para o atacante em busca do empate. Aos 8, Anderson Fumaça recebeu na grande área e chutou por cima do gol de Oliveira.

Pouco depois, Paraíba teve a grande chance de empatar a partida. Ele recebeu livre de marcação, mas parou em Oliveira que evitou o gol com os pés. No rebote, Paraíba tentou novamente, porém, Negretti salvou em cima da linha.

Recuado, o Toledo só aguardava o momento certo para dar o golpe fatal. Foi desta forma, que quase os visitantes ampliaram a vantagem. Primeiro com Ferraz que avançou pela esquerda e chutou cruzado sobre o gol de Doni.

Aos 13, o Porco voltou a levar perigo ao camisa 1 iratiense. Diego Dedoné recebeu em velocidade entrou na área e arrematou para defesa do goleiro do Azulão.
Os visitantes tinham facilidade para trabalhar a bola no seu campo ofensivo. Aos 20, Diego Dedoné tabelou com Guilherme e tentou o chute, mas foi bloqueado pela defesa iratiense.

João Renato tenta o desvio de cabeça após cobrança de falta
Do outro lado, o Iraty tinha dificuldades para criar oportunidades. Sem criatividade, o Iraty era presa fácil para a marcação do Toledo.  Por isso, restava investir nas bolas paradas.  Clayton Santos cobrou falta para defesa tranquila de Oliveira, aos 25 minutos.

Instantes depois, Clayton Santos teve outra chance. Desta vez, ele optou pelo cruzamento que encontrou Caio na grande área, porém, o zagueiro cabeceou pela linha de fundo.

Com o passar do tempo, o nervosismo e o número excessivo de passes errados passou a prejudicar a atuação do Iraty, que viu a situação se complicar ainda mais, aos 32 minutos. Cícero finalizou de fora da área e contou com um “morrinho artilheiro” para enganar Doni e fazer o segundo dos visitantes.

O gol foi à gota d’ água para o treinador Edson Paulista. Ele não quis saber de perder tempo e promoveu duas alterações antes mesmo do intervalo. Luiz Henrique e Rocha deixaram o campo para as entradas de Marcondes e Bastos.

As substituições de nada adiantaram, pois o Toledo continuou passeando em campo. O terceiro gol parecia questão de tempo. Aos 38, Cícero arriscou de fora da área e quase ampliou a vantagem. Outro que teve boa chance foi Ferraz, mas o meio-campista demorou para finalizar e foi desarmado quando entrava na grande área. 

De tanto tentar os visitantes chegaram ao terceiro gol, aos 47 minutos.  Diego Dedoné recebeu na esquerda e chutou sem chances para Doni.

Ainda perplexos com o resultado os torcedores do Azulão não acreditavam no que estavam vendo.  Mais uma derrota em casa e desta vez por goleada. No intervalo do jogo, o retrato da péssima fase do Iraty. Clayton saiu reclamando da atuação dos companheiros. "Falta vontade ao time", disse o meio-campista à reportagem da Najuá.

Iraty melhora no 2º tempo, mas sai de campo goleado

Na volta para o 2º tempo, Edson Paulista ainda tentou dar mais consistência ao setor de marcação com a entrada de Denis. Porém, as falhavam continuavam. Com espaço para atacar o Toledo levava perigo, principalmente nas jogadas pela linha de fundo. Em uma delas, Fernando foi ao fundo e cruzou na cabeça de Guilherme, que mandou a direita de Doni.

A resposta do Azulão veio com Paraíba que passou por dois marcadores e chutou próximo a meta de Oliveira. Aos 11, o Iraty teve outra boa chance. Anderson cruzou para a área e Everton jogou contra o patrimônio. No entanto, Oliveira espalmou para escanteio.

Os lances levantaram o torcedor que viu Bastos perder grande oportunidade, aos 14 minutos. Clayton passou por dois marcadores e rolou para o meio-campista que chutou em cima da marcação. Pouco depois, Marcelo cabeceou a esquerda de Oliveira.

Melhor no jogo o Iraty tentava descontar o prejuízo, mas deixavam espaços para o Toledo contra golpear. Foi assim que Cícero quase fez o quarto ao acertar a rede pelo lado de fora em finalização da intemediária.

Diego Dedoné foi o grande destaque do jogo com três gols marcados
No entanto, no lance seguinte Diego Dedoné, novamente balançou as redes de Doni. Irineu cruzou na medida para o centroavante, que livre de marcação tocou de cabeça para fazer o quarto gol. Faminto, o porco não se contentou com o resultado e continuou tentando ampliar a goleada. Aos 26, Cícero quase surpreendeu Doni em belo arremate de fora da área.

Nos minutos seguintes, o Iraty tentou fazer pelo menos o gol de honra. Clayton esteve perto de balançar as redes de Oliveira, mas o goleiro levou a melhor no duelo contra o camisa 10 do Azulão. Aos 30, Bastos tocou para o meio-campista que teve a finalização abafada pelo arqueiro do Toledo. Oliveira voltou a aparecer com destaque, aos 33 minutos. Clayton chutou cruzado para defesa segura do camisa 1 toledense.

Nos minutos finais, o Iraty ainda perdeu João Renato expulso após dar um tapa em Cícero.  O árbitro Ronaldo Parpinelli flagrou o lance e não teve dúvidas mandando o zagueiro para o chuveiro mais cedo.

Nos acréscimos, Anderson fechou o caixão do Iraty, aos 46 minutos.  O atacante aproveitou rebote de Doni, para balançar as redes iratienses.

Depois do jogo, Paulista chegou a expor publicamente que o Azulão tem enfrentado problemas fora de campo. Segundo ele, jogadores tem ido para baladas, prejudicando assim o desempenho nos treinamentos e jogos. Uma reunião foi realizada após o jogo e possivelmente atletas serão dispensados nesta segunda-feira.

Ficha Técnica:
IRATY 0 X 5 TOLEDO
Local: Estádio Emílio Gomes, em Irati
Árbitro: Ronaldo Parpinelli
Assistentes: João Marcelo de Souza e João Marcelo de Souza
Público total: 270; Público pagante: 257; Renda: R$ 2.640
Cartão vermelho: João Renato (Iraty)
Gols: Diego Dedoné (3), Cícero e Anderson (Toledo)

Iraty: Doni; Caio, João Renato e Luiz Henrique (Marcondes); Cleiton Santos (Denis), Marcelo, Rocha (Bastos), Cleyton e  Anderson; Fumaça e Paraíba. Técnico: Edson Paulista

Toledo: Oliveira, Gerônimo, Negretti, Everton e Fernandinho; Eurico, Cícero, Thiago Almeida(Irineu) e Ferraz(Edson Carlópolis); Diego Dedoné e Guilherme(Anderson). Técnico: Rogério Perrô.