Rádio Najuá

Abaixo-assinado solicita instalação de Delegacia da Mulher em Irati

09/03/19 - 09h31 - Atualizado em 09/03/19 - 09h31

Da redação

O Conselho Municipal de Políticas Públicas para Mulheres de Irati lançou nesta sexta-feira, 08, um abaixo-assinado para reivindicar a instalação de uma Delegacia da Mulher no município.

Segundo nota enviada pelo órgão, são inúmeros os casos de mulheres em situação de violência que sofrem caladas por conta da ausência de uma delegacia especializada. Os conselheiros acreditam que o estabelecimento, uma vez instalado, poderia oferecer um atendimento mais acolhedor e humanitário para as vítimas de violência doméstica.

“Situados numa região demasiadamente habitada e por vezes desprovida de equipamentos públicos necessários ao mínimo da dignidade, depara-se com um uma elevação dos índices de violência contra a mulher”, diz a nota enviada pelo Conselho.

O abaixo-assinado está disponível no site abaixoassinado.org/abaixoassinados/45326

PUBLICIDADE

Autoridades defendem instalação da Delegacia da Mulher

Em entrevista recente, o delegado da Polícia Civil de Irati, Paulo César Eugênio Ribeiro, defendeu a instalação da Delegacia da Mulher no município. Ele comenta que, devido ao número de casos de violência doméstica, que é alto, Irati já comporta uma Delegacia da Mulher. Como a estrutura ainda não está disponível na cidade, a única alternativa para registro de ocorrências é a Delegacia de Polícia Civil. Isto causa um certo constrangimento em boa parte das vítimas, que acabam desistindo da representação contra os agressores. Ele destaca que, apesar da falta de pessoal nas delegacias para atender estes casos, a rapidez do Judiciário dá maior agilidade ao deferimento das medidas, o que, na maioria das vezes, ocorre no mesmo dia do registro do Boletim.

“O procedimento padrão em todas as delegacias é a lavratura do Boletim de Ocorrência e o encaminhamento para fazer o pedido da Medida Protetiva. Apesar do prazo de 48 horas para encaminhamento ao Judiciário para análise do deferimento da Medida, quase todos os casos são encaminhados na mesma data para análise e possível deferimento”, frisou.

Conforme o delegado, o número de casos é alto para a população de Irati. No entanto, ele não soube informar a média mensal de ocorrências desde o início do ano até agora, porém ressaltou que a quantidade de registros varia conforme o período do mês. Em épocas festivas, por exemplo, o número de casos aumenta.

A presidente da subseção da OAB Paraná – seccional de Irati, Sônia Mara Gerchevski, disse, em entrevista após a cerimônia de posse, ocorrida no dia 31 de janeiro, que a instalação da Delegacia da Mulher é uma das metas de sua gestão.

“Hoje a mulher pode saber os direitos dela, que ela pode fazer um Boletim de Ocorrência e ter uma proteção neste ambiente em que ela está, de violência doméstica e familiar”

Sônia Mara Gerchevski
Presidente da subseção da OAB-PR de Irati

Quer receber notícias de Irati e região? Envie SIM NOTICIAS para o WhatsApp 42991135618 ou simplesmente clique no link a seguir http://bit.ly/CliqueAquiWhatsSuperNajua

Por e-mail: http://bit.ly/2BiE4tC

Abaixo-assinado solicita a instalação de uma Delegacia da Mulher em Irati