Rádio Najuá

Descontentes com atuação da arbitragem, times abandonam jogo do Campeonato Rural

29/07/19 - 22h20 - Atualizado em 29/07/19 - 22h20

Rodrigo Zub

Matéria atualizada no dia 30/07 às 9h45 com o posicionamento do coordenador do Campeonato Rural

Kanarski Entre Amigos (foto) estava decidindo a vaga na semifinal do Campeonato Rural contra o Pinheiro Machado

As partidas de volta das quartas de final do Campeonato Rural de Futebol Suíço de Irati foram disputadas no fim de semana. Um dos jogos sequer foi concluído após as equipes se revoltarem com a atuação da arbitragem e abandonarem o campo durante a disputa de pênaltis. 

No sábado, 27, no Campo do Adão Cordeiro, em Arroio Grande, o Rio Preto/Canarinho goleou o Kanarski Veterano, por 9 a 1. O resultado classificou o Rio Preto, que já havia vencido o adversário pelo placar de 2 a 1 no primeiro jogo. No Campo do Olaria Faxinal, em Rio do Couro, Kanarski Entre Amigos e Pinheiro Machado empataram por 1 a 1. Esse placar foi o mesmo da primeira partida entre as duas equipes. Com isso, a decisão foi para os pênaltis. Porém, a disputa não foi finalizada em virtude de uma divergência da arbitragem sobre o total de pênaltis a serem cobrados (três ou cinco de cada equipe). Desta forma, os dois times deixaram o campo e o jogo foi encerrado sem um vencedor. Por esse motivo, o resultado está sub judice da organização do Campeonato Rural, que está avaliando os fatos que ocorreram para tomar uma decisão.

O coordenador da competição, Elcio de Jesus Fernandes (Menonzinho), afirma que aguarda o relatório dos árbitros sobre o que ocorreu na partida. A partir disso, será marcado um julgamento com base no relatório e testemunhas que acompanharam o jogo. “A arbitragem é sempre polêmica. Isso em qualquer competição. Isso não justifica fazer acordo entre as equipes e não quererem jogar, as equipes não têm esse direito, essa condição. A arbitragem é a maior autoridade do jogo acertando ou errando, nenhuma equipe tem a condição de sobrepor as suas decisões. Pode posteriormente passar reclamação de forma oficial, solicitando punição aos árbitros, mas no jogo não”, afirma Elcio. 

Em mensagem encaminhada para a Rádio Najuá, o atleta Adilson Obel se manifestou sobre a confusão. “Por erros grotescos da arbitragem que atuou na partida, as equipes de Kanarski Entre Amigos e Pinheiro Machado, em comum acordo, decidiram tirar seus times de campo para não entrarem em atrito entre as equipes, que se respeitaram nas duas partidas. Com tantos erros dos árbitros, discutindo entre eles, quando um marcava um lance para uma equipe o outro falava que era para prosseguir o lance. Isso acontecendo o jogo inteiro, onde o jogo terminou empatado por 1 a 1. Então o jogo foi para as penalidades, até chegar ao ponto de um árbitro falar para os atletas do Pinheiro Machado que eram três penalidades e outro árbitro falar para equipe do Kanarski Entre Amigos que eram cinco penalidades. No regulamento diz que é cinco pênaltis, que os árbitros foram verificar durante as cobranças de pênalti. Nossa equipe vem a público pedir mais respeito com as comunidades do interior e que as duas equipes não sejam punidas por erros de arbitragem”, afirmou Obel na mensagem.

CLIQUE AQUI E RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS PELO WHATSAPP

PUBLICIDADE

No domingo, 28, no estádio Edgard Andrade Gomes, no Guamirim, o Faxinal dos Neves se classificou para a semifinal ao vencer o Arroio Grande, por 1 a 0, no tempo normal e 6 a 5 nos pênaltis. O confronto foi decidido nas penalidades, pois o Arroio Grande havia vencido o jogo de ida por 5 a 2. Como o saldo de gols não é critério de desempate, o confronto foi decidido nas penalidades com uma vitória para cada time.

Já no campo do Central, em Gonçalves Junior, o Central goleou o Pinho de Cima, por 4 a 1. O resultado classificou o Central, que já havia derrotado o adversário pelo placar de 5 a 3, na primeira partida entre as duas equipes.

PUBLICIDADE