Rádio Najuá

Um sentimento que eu não conhecia antes, relata doador de medula óssea

12/01/20 - 00h07 - Atualizado em 12/01/20 - 00h07
Da Redação

No Meio Dia em Notícias deste sábado, 11, durante a "Voz do Povão", pode-se ouvir o relato de Luiz Eduardo Pereira de Andrade, 26 anos, que doou parte de sua medula óssea em 2016. Hoje ele compareceu na unidade de doação de sangue de Irati quando a chefe do setor, Emilinha Zarpellon, sugeriu dele contar sua história no rádio, para incentivar a doação. A pessoa que recebeu a medula foi Carlos Alberto Rezende, 55 anos, que criou o Instituto Sangue Bom, no Mato Grosso. Ambos participaram do Jogos Brasileiros para Transplantados que aconteceu em novembro na cidade de Curitiba.

É um sentimento que eu não conhecia antes, de gratidão e alegria, satisfação. Incrível poder fazer parte da vida de alguém, de uma família, desta maneira. Não vejo motivo para uma pessoa não ser doador. Impactam muito na vida de quem está precisando

Quer receber notícias pelo WhatsApp? 

Diferente que muitos pensam, a medula não é retirada da coluna e sim da bacia, através de um pequeno orifício. Ouça a reportagem.

PUBLICIDADE

Carlos Alberto Rezende abraça Luiz Eduardo durante a corrida em Curitiba