Rádio Najuá

Depois de Irati, Rio Azul também adquire Britador Móvel

23/07/11 - 02h43 - Atualizado em 23/07/11 - 02h43
Rodrigo Zub

Há cerca de duas semanas, a Prefeitura de Rio Azul adquiriu uma nova máquina que pretende agilizar os trabalhos nas estradas rurais do município.

Britador Móvel adquirido pela prefeitura de Rio Azul
Trata-se do Britador Móvel, equipamento que algumas prefeituras da região como Prudentópolis e Irati (que adquiriu a máquina no mês de março deste ano) já utilizam para providenciar o trabalho de trituração das rochas em pedras menores, que são mais fáceis de ser utilizadas como base do acabamento das estradas rurais.

No caso de Rio Azul, a prefeitura já dispõe de um britador que realiza trabalhos na cascalheira localizada na localidade do Marumbi dos Elias, a 12 km da cidade. No entanto, esse equipamento acaba gerando alguns transtornos que inviabilizam os trabalhos em determinados momentos, pois ele necessita de luz elétrica para funcionar e também que se traga o material (pedras) até sua mandíbula, já que ele é fixo. Por esses motivos, e também devido ao desgaste da máquina que já está em funcionamento há mais de 15 anos, a administração de Rio Azul optou pela compra do britador móvel conforme explica o prefeito Paulo Clazer de Andrade.

“O britador oferece a opção de estarmos mudando em locais que não tem energia elétrica porque ele funciona com motor diesel estacionário acoplado a essa máquina. Trabalhamos com um número menor de funcionários, pois ele [o britador] tem condições de trabalhar com apenas um operador e uma máquina carregadeira com outro operador fornecendo o material. Sua capacidade de receber pedras é maior. Então, toda essa estrutura e modernidade fizeram com que os municípios começassem a adquirir esse equipamento”, conta Paulo.

Segundo o prefeito de Rio Azul, antes de adquirir o Britador Móvel ele foi pessoalmente com alguns vereadores do município acompanhar o trabalho da máquina em outras cidades, para conferir o seu funcionamento de perto, já que o equipamento foi desenvolvido na região de Santa Catarina, e poucas pessoas tinham conhecimento sobre a qualidade e a capacidade da máquina.

“Porque não adianta fazer as aquisições de máquinas como ocorreu no passado e se utilizar bem pouco. E algumas máquinas que não eram adaptadas a nossa região que acabavam incomodando. A intenção nossa é adquirir máquinas que sejam bem aproveitadas e com qualidade para que o material saia bom e atenda bem a população que está esperando o atendimento”, explica.

Investimento de R$ 285 mil é justificável, afirma Prefeito

Para o prefeito, o investimento de aproximadamente R$ 285 mil é justificável, pois com a aquisição da máquina a secretária de obras da prefeitura poderá atender quase todas as comunidades do município, que apresenta uma grande malha viária no interior, pois mais de 70% da população de Rio Azul mora ou mantém alguma atividade na zona rural.

“Além disso, o caminhão levava o material sem britar, depois tinha que ir moer, trazia muitos transtornos, inclusive estamos nos agilizando para aproveitar ainda melhor essa máquina. Fazendo  ela funcionar em dois turnos.  Vamos tentar trabalhar uma equipe no turno da manha até o período da tarde, e uma outra equipe do turno da tarde até a noite. Para aproveitar ainda mais o rendimento. Porque esta máquina tem uma capacidade de produção que chega até 15m3 por hora de material britado. Isso é pouco mais que um caminhão truque. Trabalhar somente 8 horas é um desperdício com uma máquina dessas”, reflete.

Segundo Paulo, a expectativa é que a máquina possa disponibilizar de dez a 12 caminhões de material britado por dia. Número pequeno se comparando aos caminhões de cascalho bruto, que podem fazer o dobro de viagens por dia. Mesmo assim, o prefeito defende a utilização do britador, pois em sua opinião ele evita o desperdício já que seu aproveitamento é de quase 100% do material. “Aonde se levava três caminhões de cascalho bruto, leva apenas um desse e aproveita o rendimento do frete. Mesmo que se façam um número menor de viagens à qualidade é muito melhor”, reflete.

Trabalhos iniciais na comunidade do Cerro Azul

Assim, que for liberado para ser utilizado o Britador Móvel será deslocado primeiramente para a comunidade do Cerro Azul, que por ser localizada próximo ao centro da cidade irá providenciar o retoque e o acabamento de estradas principais e também secundárias nas localidades da Beira Linha, Pinhalzinho e alguns locais da zona urbana do município.

“Por isso, queremos iniciar o trabalho com o britador naquela cascalheira, questão estratégica de prioridade. Depois disso, conforme formos preparando esse material iremos disponibilizando nas regiões de Porto Soares e Braço do Potinga que não tem e nunca tiveram um equipamento como esse para agilizar os trabalhos nas estradas”, conta.