Música / Entretenimento

08/02/12 - 22h10 - atualizada em 08/02/12 às 22h17

"Não paro para pensar em ser fenômeno", diz Gusttavo Lima

Do Uol em São Paulo

 

 

Em entrevista nesta quarta (8), o cantor Gusttavo Lima disse que não se preocupa em ser um fenômeno musical, mas sim em fazer músicas que toquem os ouvintes. "Quando você faz música com o coração e ela se torna parte da vida das pessoas, aí é que vale a pena," conta. "As pessoas chegam para mim e falam: 'puxa Gusttavo, aquela música conta o meu relacionamento inteiro'. Não paro para pensar em ser fenômeno. Acho que estamos ainda começando, com muito caminho pela frente".

O cantor contou a difícil trajetória até o sucesso. Saindo de casa com apenas 9 anos de idade e já ligado à música, Gusttavo Lima acumula 13 anos de carreira apesar de seus 22 de idade. "Nunca tive infância, de brincar e jogar videogame, era escola e música,” relata. “Chegava do colégio, saía para tocar, voltava de madrugada e ia pra escola de novo. Com 13, 14 anos já estava bancando minha mãe e meu pai. Somos 7 filhos, e eu sou o caçula, mas me sinto o pai de todo mundo”.

 

 

Gusttavo falou sobre projetos futuros, como o DVD que deve ser lançado em agosto com diversas músicas novas e regravações de seus sucessos. Comentou as parcerias com grupos como Jorge e Mateus e a amizade com o jogador Neymar, que chegou ir de jatinho após um jogo do Santos para um show de Gusttavo. “Eu falo isso porque eu conheço: é um garoto de ouro,” garantiu. Gusttavo também contou como está entusiasmado com sua carreira internacional, mas deixou claro que seu coração fica mesmo no Brasil. “Minha família está aqui, meu ritmo está aqui, minha comida está aqui".

Polêmicas envolvendo o cantor não ficaram de fora do programa. Gusttavo negou uma suposta rixa com Luan Santana e disse que suas frases muitas vezes são distorcidas pela imprensa. Como na entrevista que relata que ele se envolveria com 25 mulheres por mês. “Foi muito constrangedor. Até hoje ouço que sou o menino que cata 25 mulheres por mês”. Sobre os críticos a seu trabalho, Gusttavo afirmou que muitas vezes eles não sabem o que criticam. “Pra julgar uma pessoa basta bater o olho,” disse. “As críticas construtivas você pega e tenta melhorar, mas quem critica por criticar é incapaz de ver a realidade das coisas, não sabe de onde você veio, como é a sua família, qual é a sua essência”.

Entre trechos de sucessos seus como Balada Boa e Tsunami, o programa também contou com momentos mais leves. Quando as fãs elogiaram seu cabelo novo através do chat, Gustavo brincou dizendo: “Elas acostumaram agora, mas quando eu cortei elas queriam me matar”. Ele relembrou também os estranhos presentes que já recebeu de fãs. “Bombons e cachaça é normal. Calcinha e sutiã também se ganha muito,” relatou. “Mas um presente que me marcou foi num show que a gente foi fazer no interior de São Paulo: um frango caipira inteiro que entregaram no camarim”. Ao final do bate-papo, Gusttavo estava até brincando descontraidamente com imitações de Michel Teló e Daniel.

Comentários

Enquete

O Imposto sobre Valor Agregado (IVA) deve ser a base da Reforma Tributária?

  • Não
  • Sim
Resultados