Futebol / Esportes

18/02/14 - 02h02 - atualizada em 19/02/14 às 11h38

Aldrovani marca duas vezes e vira estrela de amistoso em Prudentópolis

Autor de mais de 500 gols na carreira, Aldrovani comprovou fama de artilheiro e roubou a cena na partida que teve a presença de vários ex-jogadores da Seleção Brasileira
Rodrigo Zub

Um imbituvense roubou a cena e foi um dos destaques da partida de inauguração da iluminação do estádio Newton Agibert, em Prudentópolis. Autor de mais de 500 gols na carreira e ídolo de times de pequena e média expressão do cenário nacional, Aldrovani Menon, brilhou no amistoso entre a Seleção Master Paulista e um time de veteranos de Prudentópolis disputado na sexta-feira, 14. O jogo festivo reuniu grandes craques do passado que jogaram pela Seleção Brasileira como Zenon, Edu, Serginho Chulapa, Careca, Amaral, entre outros.

Carreira de Aldrovani

Aldrovani foi revelado pelo Matsubara e logo em seguida atuou nas categorias de base do Paraná, em 1995. No ano seguinte se transferiu para o NAC, da Holanda. Depois disso, não atuou mais em clubes do Estado. Além do Paraná, o atleta ainda defendeu outros clubes como: Paysandu-PA, Vila Nova-GO, Glória-RS, Caxias-SC, Juventude-RS, Sport-PE, Figueirense-SC, Bahia-BA, Figueirense-SC, Juventus-SP, Ceará-CE, Metropolitano-SC, Santa Helena-GO, Sertãozinho-SP, Itumbiara-GO, 15 de Novembro-RS, Náutico-PE, Goiás-GO, Metropolitano-SC, Jataiense-GO,  Atlético Rioverdense-GO. Atualmente com 41 anos, Aldrovani auxilia os trabalhos da secretaria de Esportes de Imbituva.

No primeiro tempo, o jogo foi cadenciado e teve apenas um gol. João Paulo em cobrança de pênalti deslocou o goleiro prudentopolitano e mostrou a velha categoria dos tempos que atuava pelo Corinthians. No segundo tempo, Meme deixou tudo igual para a equipe da casa. Serginho Chulapa atualmente dirigente do Santos recolocou a Seleção Paulista em vantagem. O time de Prudentópolis ainda conseguiu reagir com Teodorinho, que igualou o placar em 2 a 2.  Depois disso brilhou a estrela do goleador Aldrovani. Ele marcou dois gols e deixou os paulistas com dois gols de vantagem. Tico repetiu o feito do colega de time e definiu a vitória da Seleção Paulista por 6 a 2.

Entre os atletas que participaram do amistoso que representaram Prudentópolis estavam os treinadores Joel Preisner e Ivair Cenci, que comandam o Tigre no Campeonato Paranaense. O presidente do Prudentópolis, Valdir Cagnini, também esteve presente na festa. Representando o executivo prudentopolitano marcaram presença, o prefeito Gilvan Agibert, o vice-prefeito Adelmo Luiz Klosowski, e o secretário de Esportes Gilmar Ianuch. Já do legislativo, o presidente da Câmara Julio Makuch, foi outro que calçou a meia e a chuteira e entrou em campo. Outros atletas que representaram Prudentópolis foram: Meme, Ciro, Renatinho, Marcos de Guamiranga, Val, Zezo Saviski, Boiota, Eder Rikcli, Quirera, Teodorinho e Karias.

Amistoso marcou a inauguração da iluminação do estádio Newton Agibert
Ivair Cenci à esquerda e Zenon à direita- capitães das duas equipes ao lado da arbitragem


Já no lado da Seleção Paulista atuaram ex- atletas profissionais como: Marcos Garça, Pereira, Valdeir, Ezequiel, Vitor, Zenon, Serginho Chulapa, Edu, Amaral, Tico, João Paulo e Careca. Treinador de futebol em Prudentópolis, o ex-lateral Gune, que atuou no Atlético/PR, jogou pelo time visitante.

Valdir Cagnini também atuou pelo Prudentópolis
João Paulo mostrou categoria e abriu placar para Seleção Paulista de pênalti


 A iluminação no Newton Agibert foi uma das exigências para que o Prudentópolis pudesse mandar seus jogos na cidade, pois é obrigatória segundo o regulamento do Campeonato Paranaense. Além disso, o estádio recebeu novas cabines, reforma nos vestiários e troca de parte do gramado. O investimento foi realizado em uma parceria entre a prefeitura, governo estadual e a diretoria do clube.

Time de Prudentópolis foi formado por ex-jogadores profissionais e amadores da cidade
Primeiro da esquerda para à direita entre os atletas agachados, Aldrovani marcou dois gols pela Seleção Paulista


 Ex-jogadores falam sobre a carreira e jogo em Prudentópolis

A reportagem da Najuá esteve presente no amistoso entre Seleção Paulista e Prudentópolis e conversou com alguns jogadores que marcaram seu nome na história do futebol brasileiro e mostraram sua habilidade para os torcedores presentes no Newton Agibert. O meio campista Zenon, que jogou no Guarani e Corinthians, parabenizou os idealizadores e autoridades presentes pela organização da partida. Ele também ressaltou o gesto nobre da diretoria do Prudentópolis que arrecadou alimentos para as famílias carentes. A entrada para a partida foi um 1 kg de alimento não perecível.

Perguntado se tem saudade de atuar profissionalmente, Zenon foi enfático e disse que guarda boas lembranças do passado. “Eu continuo no mundo da bola. Continuo jogando bola e estou nesse projeto de Master há 23 anos. Sou um dos idealizadores desses eventos Brasil afora. Sou um cara muito feliz de fazer parte desse projeto de Masters”, comemora.

Edu falou da emoção de jogar com Pelé. “Era maravilhoso. Futebol arte, futebol show, jogamos juntos durante dez anos”, comentou o ex-ponta do Santos, que até hoje, é o jogador mais jovem a ser convocado para disputar uma edição da Copa do Mundo. Em 1966, Edu integrou o grupo do Brasil que participou da Copa na Inglaterra. Na época, ele tinha apenas 16 anos.

Atualmente com 64 anos, Edu só foi substituído no fim da partida e mostrou grande preparo físico. O ex-jogador de futebol profissional afirma que o segredo da boa forma depende da inteligência do atleta dentro de campo. “Já conhecemos o atalho. Quando dá pra ir vai, caso contrário se poupa. O importante no futebol é que quem corre é a bola”, avalia Edu.

Para ele, o torcedor saiu satisfeito com o espetáculo apesar de enfrentar chuva e o clima ruim durante a partida. “Aconteceram muitos gols, que é o importante do futebol. Foi um prazer jogar aqui, foi uma festa maravilhosa e parabenizo as pessoas envolvidas. Esperamos que o time de futebol daqui siga bem no Paranaense”, finalizou Edu.

Lance do jogo
Edu (camisa 11) jogou ao lado de Pelé durante sua carreira no futebol profissional


 Serginho Chulapa, que teve passagens por Santos, São Paulo e Corinthians, agradeceu a receptividade da população prudentopolitana. Ele destacou seu cargo como dirigente do Santos, onde ainda desenvolve trabalho com as categorias de base. Chulapa diz que o alvinegro praiano é o seu time de coração apesar de ter uma passagem de quase dez anos no rival São Paulo.

Evandro Rogério Roman
Serginho Chulapa marcou um dos gols da vitória da Seleção Paulista


 O secretário de Esportes do Paraná, Evandro Rogério Roman, que deve disputar uma vaga na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) em 2014, lembra que a inauguração da iluminação do estádio Newton Agibert irá proporcionar que o Prudentópolis seja conhecido em todo o território paranaense por meio das transmissões em TV aberta.  Ex-árbitro, Roman deveria apitar pelo menos um tempo do amistoso entre a Seleção Paulista e o time local. Porém, devido aos compromissos particulares, Roman ficou de fora da festa. Mesmo assim, ele destacou que fez questão de dar uma passada em Prudentópolis para participar desse momento de confraternização.

Encontro de artilheiros: Aldrovani ao lado de Serginho Chulapa



Comentários

Enquete

Você acha certo que nas escolas públicas se cante o Hino Nacional

  • Não deveria ser cantado
  • Só em ocasiões cívicas
  • Uma vez por semana
  • Todos os dias
Resultados