Futebol / Esportes

04/03/12 - 19h15 - atualizada em 06/03/12 às 00h47

Arapongas repete o placar do 1º turno e vence o Azulão no estádio dos Pássaros

Mais uma vez não deu para o Iraty. Equipe jogou bem, mas as falhas no setor defensivo foram cruciais para definir a derrota por 2 a 1 diante do Arapongas, nesta tarde
Rodrigo Zub


No estádio dos Pássaros quem voou mais alto foi o Arapongas, que venceu o Azulão na tarde deste domingo, 4, pela 2ª rodada do returno do Campeonato Paranaense.  Mesmo não tendo uma boa atuação durante a partida, o Verdão do Norte do Estado repetiu o placar do primeiro turno e voltou a vencer o Iraty por 2 a 1. Edu Amparo cobrando pênalti e Léo Itaperuna aproveitando rebote de Doni fizeram os gols dos donos da casa, no primeiro tempo. Também na etapa inicial, Paraíba descontou para o Iraty, mas a reação parou por aí.

O resultado mantém os iratienses em situação difícil na competição. Com apenas cinco pontos, o time ocupa a última posição na classificação geral. Do outro lado, o Arapongas comemorou seu oitavo triunfo no estadual, sendo o segundo consecutivo no 2º turno.

As duas equipes voltam a campo no próximo domingo, 12. O Iraty recebe o Coritiba, no estádio Emílio Gomes, enquanto que o Arapongas enfrenta o Paranavaí, fora de casa. O horário das duas partidas ainda será definido durante esta semana pela Federação Paranaense de Futebol (FPF).

{album}

O jogo

Atuando no esquema 3-5-2 e tendo como novidade o volante Rafael, o Iraty buscou surpreender o Arapongas nos primeiros minutos de bola rolando. Bem postado no sistema defensivo, o Azulão tinha tranquilidade para trabalhar a bola no campo de ataque. Logo a maior posse de bola se transformou em boas oportunidades. Aos 7 minutos, Denis teve a primeira chance do jogo. O volante limpou o marcador e chutou de perna esquerda para defesa de Victor.

Melhor na partida o time de Edson Paulista continuou levando perigo a meta do Arapongas. Aos 14 minutos, Marcelo fez boa jogada individual, mas foi bloqueado no momento da finalização.

Pressionado o Arapongas teve a primeira oportunidade de gol, somente aos 18 minutos. Douglas deu um chutão para o campo de ataque, Denis cortou errado e a bola sobrou para Thiago Adan que experimentou de fora da área para a defesa de Doni.

Edu Amparo abriu o placar para o Arapongas em cobrança de pênalti
O goleiro iratiense voltou há aparecer três minutos depois. Desta vez, ele não evitou um gol dos donos da casa, mas cometeu pênalti em Thiago Adan. Edu Amparo partiu para a cobrança e com categoria balançou as redes do Azulão, aos 21 minutos.

Mesmo atrás no marcador o Iraty seguiu jogando bem, porém, a bola teimava em não entrar. Aos 23, Clayton foi derrubado na entrada da área. Ele mesmo cobrou a falta e acertou o travessão de Victor, que estático apenas observou a bola passar.

Dizem que no futebol não existe justiça e isso foi comprovado, aos 31 minutos. Acuado e totalmente envolvido pelo Azulão, o Arapongas chegou ao segundo gol em sua terceira finalização na partida. Marcos Tora recebeu de Edu Amparo e chutou, Doni deu rebote e o artilheiro Léo Itaperuna não perdoou, fazendo seu sétimo gol na competição. Festa da torcida araponguense que compareceu em bom número ao estádio dos Pássaros.

Em desvantagem só restou ao Iraty uma alternativa, buscar o ataque em busca de gols. Na primeira tentativa, Marcelo arriscou de fora da área e não levou perigo para o goleiro Victor. As finalizações de fora da área eram a principal arma dos visitantes. Foi assim, que Fumaça quase descontou em duas oportunidades. Na primeira aos 35, Victor defendeu. Logo depois o meio-campista chutou da intermediária e quase surpreendeu o goleiro, que apenas observou a bola passar rente a trave.

O gol do Azulão parecia questão de tempo. Depois de tanto tentar, ele surgiu, aos 39 minutos. Anderson cobrou falta para a área e Paraíba desviou de cabeça sem chances para Victor.

Antes do intervalo, Clayton e Paraíba ainda estiveram muito perto de conseguir o empate. Aos 43 minutos, Clayton teve a chance em cobrança de falta. Ele bateu, a bola desviou na barreira e quase enganou Victor. Um minuto depois, Fumaça chutou cruzado para a área. Paraíba chegou alguns instantes atrasado e perdeu a chance de igualar o placar no estádio dos Pássaros.

Segundo tempo morno em Arapongas

Na volta do intervalo, os treinadores Dario Pereyra e Edson Paulista resolveram apostar nos meus atletas que terminaram o primeiro tempo. Assim, a partida prosseguiu com o domínio do Azulão, que criava, tentava, mas não conseguia chegar ao empate. Aos 4 minutos, Marcelo girou em cima da marcação e ficou livre na grande área. Porém, o atacante demorou a chutar e foi bloqueado por Douglas.

A resposta do Arapongas veio com Léo Itaperuna que tentou o arremate de fora da área e mandou sobre o gol de Doni.

Percebendo que sua equipe não tinha a mesma posse de bola do 1º tempo, Edson Paulista resolveu promover a estreia de Gizo no meio campo. Anderson Fumaça deixou o campo para a entrada do camisa 18. Mesmo assim, quem continuou levando perigo foi o Arapongas, que quase fez o terceiro com Marcos Tora. O meio-campista chutou próximo a meta de Doni, aos 13 minutos.

Precisando da vitória e percebendo a queda de rendimento de sua equipe, Edson Paulista resolveu abandonar o esquema com três zagueiros. Clayton Santos entrou no meio campo no lugar de Luiz Henrique. A mudança não surtiu efeito e o Azulão seguiu tendo dificuldades para organizar jogadas. Melhor para o Arapongas que nos contra-ataques levava perigo ao gol de Doni. Aos 21 minutos, Thiago Adan apareceu livre na grande área, mas o chute saiu sem direção e longe do gol iratiense.

Com pouco espaço para penetrar na defesa araponguense restava ao Iraty investir nos lances de bola parada. Foi assim, que Clayton quase empatou, aos 24 minutos.
O camisa 10 do Azulão cobrou falta para a área, a bola desviou e quase enganou Victor.

A partir dos 25 minutos, a partida até então monótona mudou radicalmente. O que se viu foram duas equipes buscando o gol. Quem assustou primeiro foi o Iraty. João Renato se mandou para o ataque e fez uma jogada digna de atacante. O defensor driblou dois marcadores e cruzou, mas Gizo foi bloqueado por Raul.

Apenas um mero expectador da partida, o goleiro Victor voltou a trabalhar somente, aos 34 minutos. Anderson chutou de fora da área para defesa do camisa 1 araponguense.

A resposta do Arapongas veio com Sandro que arriscou da intermediária. O chute passou à esquerda de Doni.

Nos minutos finais ainda houve tempo para mais uma chance para cada lado. Aos 38, Anderson fez boa jogada pela esquerda e cruzou, mas Paraíba escorregou e perdeu o equilíbrio na hora de chutar.

Já o Arapongas foi incisivo e quase ampliou a vantagem com João Salles. O atacante concluiu boa jogada de Sandro pela esquerda, mas Doni fez bela intervenção. A bola ainda tocou na trave antes de sair pela linha de fundo.

O lance foi o último de perigo na partida que terminou mesmo com a vitória dos donos da casa por 2 a 1. Para a alegria do torcedor araponguense, o Verdão do Norte do Estado assumiu a vice-liderança do 2ª turno com seis pontos. Enquanto que o Iraty é o 9º colocado do returno, com um ponto.

ARAPONGAS 2 X 1 IRATY
Local: Estádio dos Pássaros, em Arapongas
Árbitro: Robson Toloczko Coutinho
Assistentes: Marcos Rogério da Silva e Wesley Waldir Marmitt
Cartões amarelos: Douglas e Fabinho (Arapongas); Anderson e Anderson Fumaça (Iraty)
Público e renda: Não divulgados
Gols: Edu Amparo, aos 21 e Léo Itaperuna, aos 31 minutos do 1º tempo (Arapongas); Paraíba, aos 39 minutos do 1º tempo (Iraty).

ARAPONGAS: Vitor; Maicon, Douglas, Raul e Edinho; Alexandre, Fabinho, Marcos Tora (Bruno Jesus) e Edu Amparo (Sandro); Léo Itaperuna e Tiago Adan (João Salles). Técnico: Dario Pereyra

IRATY: Doni; Caio, João Renato e Luis Henrique (Clayton Santos);  Denis; Rafael, Cleyton, Anderson e Anderson Fumaça (Gizo); Marcelo(Ademir) e Paraíba. Técnico: Edson Paulista


Comentários