Futebol / Esportes

01/08/12 - 01h28 - atualizada em 01/08/12 às 01h41

Copa Sub-18 começa sem a participação do Iraty

Serrano será o representante da região Centro-Sul na competição
Rodrigo Zub


19 equipes em busca de um mesmo objetivo, levantar a taça de campeão da Copa Sub-18. A segunda competição de base mais importante do futebol paranaense tem início nesta quarta-feira, 1, com oito jogos. Entre os clubes da região Centro-Sul, o único representante será o Serrano, de Prudentópolis. O “Tigre” como é conhecido estreia diante do Atlético/PR, no estádio Newton Agibert, às 15 h. A grande ausência é do Iraty, que ficou fora da disputa em função de problemas financeiros. A alegação da diretoria foi que o clube não teria condições de arcar com os custos de viagens, transporte e alimentação dos atletas.

Participação em 2011

No ano passado, o Iraty comandado pelo treinador Marco Antônio dos Santos chegou até as quartas de final da Copa Sub-18. O Azulão foi eliminado pelo Atlético/PR. Nas partidas “mata a mata”, os rubro-negros venceram o Iraty no estádio Emílio Gomes por 3 a 1 e golearam no jogo de volta por 5 a 0, no CT do Caju, em Curitiba. Já o Serrano também se despediu da competição nas quartas de final. O clube comandado por Joel Cavalo foi eliminado pelo Coritiba. Vale destacar que Iraty e Serrano se enfrentaram na primeira fase da competição. Coincidentemente o resultado das duas partidas foi o mesmo, 2 a 1 para o Azulão.

Eliminado nas quartas de final da edição do ano passado da Copa Sub-18, o Serrano busca reeditar a boa campanha neste ano com novidades no banco de reservas. O técnico Nilvaldo, ex-jogador do Operário faz sua estreia como treinador do Tigre.

De acordo com o presidente do Serrano, Valdir Cagnini, o fato do “vizinho” Iraty não disputar a Copa Sub-18 trouxe certos prejuízos para o futebol da região.

“Temos um bom relacionamento com a diretoria do Iraty, fizemos vários jogos amistosos neste ano e para a região é uma perda muito grande porque apesar da rivalidade, Serrano, Operário e Iraty precisam estar fortes para o desenvolvimento do futebol na região”, comenta.

Custo

No ano passado, Iraty foi eliminado nas quartas de final da Copa Sub-18
Sobre a alegação da diretoria do Iraty que as despesas seriam muito altas para disputar a competição, Cagnini conta que entende a preocupação, mas revelou que a participação é viável mesmo sem uma grande parceria seja com uma empresa ou empresário. “Nossa realidade é pés no chão e vamos gastar R$ 10 ou 15 mil no máximo por mês”, analisa.

O custo mensal citado por Cagnini para participar da Copa Sub-18 é bem menor do que foi declarado pelo presidente do Iraty, Geraldo Campagnoli, que afirmou que seriam gastos aproximadamente R$ 50 mil mensalmente para cobrir as despesas com comissão técnica, transporte, viagens, alimentação, hospedagens, entre outros encargos.

Ajuda aos atletas

Segundo Cagnini, esse valor é “relativo” e depende muito se o clube concede ajuda de custo aos atletas. No caso do Serrano, ele diz que alguns jogadores recebem uma pequena quantia em dinheiro que é subsidiada com recursos próprios do clube ou com o auxílio de empresários.

“É um trabalho de formiguinhas sem grandes parcerias. O Serrano irá completar cinco anos em 1º de setembro e já temos dois títulos estaduais. Fomos campeões da 3ª divisão em 2008 e da 2ª divisão em 2009, além do vice-campeonato da Recopa Sul-Brasileira em 2009, em Votoraty/SP. Tudo isso nós conquistamos com a menor folha salarial entre os clubes que disputaram essas competições”, destaca.

Ajuda dos empresários

Perguntado sobre a ajuda dos empresários locais, Cagnini disse que algumas pessoas têm uma visão deturpada do futebol. O presidente do Serrano conta que a equipe foi vítima de “picaretas”, que usaram o clube apenas para se promover.

“Estou há 14 anos em Prudentópolis. Fui campeão em 2007 ainda quando a equipe se chamava Prudentópolis, depois atuei como jogador no Serrano e agora estou há dois anos como presidente. Temos credito  e confiança na cidade. Desta forma,  através desse trabalho com transparência e honestidade, temos alcançado bastante ajuda na cidade”, destaca.


Comentários