Futebol / Esportes

24/11/13 - 21h42 - atualizada em 25/11/13 às 10h24

Independente vira sobre Guamirim e sai na frente na final do Amador

Time rio-azulense venceu por 3 a 1 e joga com a vantagem do empate no confronto decisivo em Irati

Rodrigo Zub

O Independente de Rio Azul fez valer o mando de jogo e está a um empate de conquistar o título do Campeonato Amador da Liga Iratiense de Futebol. Apoiado pelo torcedor que lutou o estádio Orestes Pallu, a equipe rio-azulense venceu o Guamirim por 3 a 1, no confronto de ida da final da competição.

O jogo de volta está marcado para o próximo domingo, 1, às 16 h, no estádio Edgard Andrade Gomes, em Irati. O saldo de gols não é critério de desempate. Por isso, o Guamirim precisa vencer por qualquer placar no tempo normal para levar a decisão para os pênaltis.

Em entrevista à Najuá, o presidente da Liga, Ronildo Surek, confirmou que não haverá prorrogação diferentemente do que ocorreu nas edições anteriores do campeonato.

{album}

Jogo

O primeiro tempo começou truncado em Rio Azul. O Independente teve mais posse de bola, mas não conseguiu ameaçar a meta de Gilsinho devido à boa marcação do adversário. Já o Guamirim também levava pouco perigo à meta de Amilton. O jogo só esquentou aos 8 minutos. Em uma jogada rápida, Gago lançou Crentinho, que ganhou na velocidade de Marcelo e se antecipou ao goleiro adversário. Com um leve toque de cabeça, o atacante do Guamirim abriu o marcador.

O Independente não se abalou com o gol sofrido e quase empatou um minuto depois. Binho recebeu na grande área, avançou e chutou rente a trave de Gilsinho. A partir daí, os rio-azulenses dominaram a partida e passaram a pressionar em busca do empate. Do outro lado, o Guamirim cometeu várias faltas irritando o torcedor do Independente. Sem espaço para entrar na defesa adversária, o Independente passou a optar pelos chutes de longa distância, que deram trabalho ao goleiro Gilsinho. Foi assim, que os rio-azulenses conseguiram um escanteio após finalização de Miguel. Na cobrança, Bleck, subiu sozinho e tocou de cabeça sobre Gilsinho. Um defensor do Guamirim ainda tentou evitar o gol, mas a bola já havia ultrapassado a linha.

As finalizações de fora da área passaram a ser a principal arma do Independente. O lateral Bonotto chutou forte e obrigou Gilsinho a espalmar pela linha de fundo aos 30 minutos. Melhor em boa parte do primeiro tempo, o Independente foi premiado com o gol da virada. Após cobrança de falta lateral, Edimar desviou no primeiro pau e Bleck subiu com estilo e tocou de cabeça. Gilsinho chegou a tocar na bola, mas não evitou o segundo gol rio-azulense.

Antes do intervalo, o Guamirim ainda teve uma boa chance para empatar, mas Rudi cobrou falta sobre a meta de Amilton.

Guamirim pressiona, mas para em Amilton

Ao contrário do primeiro tempo, os visitantes deixaram a postura defensiva de lado e foram para o ataque em busca do empate. Aos 2 minutos, Gago cobrou falta e exigiu boa defesa de Amilton. Instantes depois, o Guamirim teve nova chance com Lucas, que chutou de fora da área sobre a meta rio-azulense.

Quando os iratienses já gostavam do jogo, o Independente liquidou a fatura em mais um lance de bola parada. Edimar cobrou falta para a área e contou com o desvio de um zagueiro do Guamirim, que tirou Gilsinho da jogada.

Com a vantagem de dois gols, os mandantes recuaram e passaram a apostar nos contra-ataques. Já o Guamirim pressionou em busca do segundo gol. A equipe visitante até criou boas chances, mas parou em Amilton, que fez belas defesas. Na melhor oportunidade do segundo tempo, Gago invadiu a área e chutou em cima do camisa 1 de Rio Azul. A torcida rio-azulense ainda reclamou de um pênalti não assinalado pelo árbitro Marcos Aurélio dos Santos. Geovane entrou na área e foi derrubado por um defensor do Guamirim, mas a infração não foi marcada.

Nos minutos finais, o Independente apenas administrou a vantagem e contou com a boa atuação de seu setor defensivo para segurar o placar de 3 a 1.

Análise da partida

Após o jogo, a reportagem da Najuá ouviu os jogadores e a comissão técnica das duas equipes. No lado do Independente, o treinador Marcio de Quadros (Tiope), destacou a determinação do grupo que apesar de jovem soube suportar a pressão do adversário. “Tomamos um gol em um erro nosso, mas mostramos determinação e viramos com dois gols do Bleck. Temos um grupo jovem somente dois jogadores mais experientes e jogamos pra cima deles. É uma vantagem pequena, mas estamos com vontade de ganhar e se Deus quiser vamos jogar assim lá em Guamirim e trazer esse título para Rio Azul”, comemora Tiope. O treinador rio azulense terá um reforço para o jogo de volta. O volante Eli deve reforçar o time na partida decisiva. Ele não atuou no confronto de ida da final, porque estava suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

O presidente do Independente, Eloir de Quadros (Gordo), disse que a vitória foi conquistada graças à união do grupo que se reuniu durante a semana e prometeu empenho e dedicação antes e durante a partida. Gordo agradeceu o apoio do torcedor, que lutou as arquibancadas do estádio Orestes Pallu. Segundo ele, mais de 2 mil pessoas estiveram presentes acompanhando a partida. Em seu quarto ano como presidente do Independente, Gordo espera que o time finalmente conquiste o título da Liga Iratiense de Futebol. O Independente foi finalista da competição duas vezes nos últimos anos, mas saiu como vice-campeão nas duas oportunidades. A última derrota teve um gosto amargo para o torcedor. O time perdeu o título em casa para o Uniguaçu, de União da Vitória, em 2010. Para mudar essa história e finalmente erguer a taça, o presidente do clube espera contar com o apoio da torcida. Segundo Gordo dois ônibus serão disponibilizados para que os rio-azulenses possam acompanhar e ajudar o time no jogo decisivo em Guamirim.

Do outro lado, o time do Guamirim ainda mostra confiança e espera que o fator casa possa ser determinante para a virada. O treinador Baixinho lamentou a desatenção nas jogadas áreas, que resultaram nos três gols do Independente. “Eles fizeram os três gols em falhas da nossa defesa. Agora é levantar a cabeça e esperar que diante de nosso torcedor possamos reverter o quadro e conquistar o título”, disse o técnico.

Ficha Técnica:
Independente 3x1 Guamirim
Gols: Crentinho (Guamirim), Bleck (2) e Edimar- Independente
Árbitro: Marcos Aurélio dos Santos;
Assistentes: Clayton de Lima Prado e José Carlos de Paula
Representante: Crislaine Burnato

Independente: Amilton, Bonotto, Marlon, Marcelo e Biro; Giovani, Neguinho (Antônio Carlos), Edimar e Miguel (Paulinho). Binho (Misael) e Bleck (Side). Técnico: Márcio Quadros (Tiope).

Guamirim: Gilsinho, Gino, Bido, Lamerson e Rudi (Daniel); Juninho, Dener (Rabaé), Chacal (Lilico) e Gago; Lucas (Gardenal) e Crentinho (Tiago Vidal). Técnico: Baixinho.


Comentários