Futebol / Esportes

06/05/19 - 22h54 - atualizada em 07/05/19 às 18h22

Iraty encerrou segundona sem vitória

Já rebaixado para a 3ª divisão do Campeonato Paranaense, Azulão perdeu para o Apucarana Sports, por 2 a 0, em jogo válido pela última rodada da primeira fase

Rodrigo Zub

Iraty foi rebaixado para a terceira divisão ao terminar primeira fase em último lugar com menos três pontos

O Iraty se despediu da segunda divisão do Campeonato Paranaense com mais uma derrota. Na tarde de ontem, 5, o Azulão perdeu para o Apucarana Sports, por 2 a 0, no estádio Municipal Abrahm Nagib Nejm, em Irati. O time da região Norte do Estado definiu a vitória com um gol em cada tempo. Na primeira etapa, Thiago Almeida marcou um gol olímpico aos 18 minutos. No mesmo período do segundo tempo, Renan fez o segundo gol dos visitantes e definiu o resultado.

O triunfo garantiu a classificação do Apucarana para a segunda fase da segundona. Com 12 pontos, o time comandado por Norberto Lemos ficou em sexto lugar. Já o Iraty encerrou a participação na competição sem obter uma única vitória. Foram nove derrotas em nove jogos disputados. O Azulão ainda teve pontuação negativa, pois foi punido com a perda de três pontos pela escalação irregular de jogadores na primeira rodada contra o União, quando foi derrotado por 4 a 3, no estádio Anilado, em Francisco Beltrão. Na ocasião, apenas o goleiro Alef, o zagueiro Charles e o lateral-esquerdo Niedson estavam com os nomes publicados no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

PUBLICIDADE

Jogadores e treinador reclamam da falta de estrutura

Após a partida de domingo, 5, o repórter Paulo Sava conversou com alguns jogadores e comissão técnica do Iraty. O treinador Wagner Oliveira comentou sobre a falta de planejamento que resultou no rebaixamento do time para a 3ª divisão. “Tudo que começa errado termina errado. Nós começamos errado com a não preparação da equipe, as contratações e na sequência da competição até conseguir inscrever 14 jogadores. Às vezes você olha para o banco e não pode fazer nada. A sorte que nós temos os meninos da casa. Futebol é assim, se não fazer o certo dá no que deu. Só temos a lamentar, a qualidade e a grandeza do Iraty e ter que tomar essa atitude e às vezes jogar com atletas irregulares que não estavam no BID, a gente só tem a lamentar tudo isso”, disse Wagner.

Niedson reclamou das críticas recebidas nas redes sociais, pois os jogadores não tiveram a estrutura mínima para ter um bom desempenho nas partidas.

“A gente fez mais o que devia desde o início. Viagens longas saindo no mesmo dia. Viagens longas de sete horas saindo de manhã para poder jogar a tarde e muitas vezes vendo o torcedor chamando a gente de perna de pau, muitas vezes mal alimentado para uma partida de alto nível de 90 minutos, mas, enfim, não abandonamos, poderíamos muito bem prejudicar a equipe dando WO como os gestores que passaram aqui fizeram. Uma coisa que achei um absurdo são torcedores que sabem o que estamos passando e usam as redes sociais para dizer que é perna de pau. Não sabe o que estamos passando. Não temos almoço adequado, suplemento, as viagens longas, enfim, acabou não era para acabar desse jeito, mas quando começa errado nada dá acerto. Não posso colocar 100% do extra-campo, mas 80% foi devido aos gestores que passaram aí, o técnico vem segurando as postas e o Miguel que chegou aí para ajudar, mas se não começar certo no extra-campo, você pode ver que a bola bate na trave, passe por três, quatro, cinco jogadores nossos e não entra. Terminamos a competição de cabeça erguida, vida que segue. Desde que chegamos aqui não recebemos nada de salário, os próprios jogadores tem algumas coisas certas depois de sair daqui, mas eu não aguento mais isso se não tem alimentação, não tem salário”, relatou o lateral-esquerdo.

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Envie SIM notícias http://bit.ly/CliqueAquiWhatsSuperNajua

Por e-mail: http://bit.ly/2BiE4tC   

Texto continua após a publicidade

PUBLICIDADE

O atacante Romário lamentou o fato do time não ter conseguido um ponto na competição. Ele também falou sobre os problemas fora do campo. “Muito complicado falar porque o que fizeram com a gente é muita brincadeira. Muita sacanagem. Queria pedir desculpa a torcida, a imprensa porque é uma situação muito chata. Eu mesmo nunca vivi isso na carreira de passar o que a gente passou de ir para o jogo com oito, nove jogadores, complicado, a gente lutou, brigou, mas não adianta as vezes não é só vontade. A gente fica chateado”, afirmou Romário, que pretende dar prosseguimento a carreira em outro clube.

Já o goleiro Pablo, do Apucarana, disse que a equipe teve comportamento instável na primeira fase com pontos altos e baixos ao longo dos nove jogos. “A gente sabe que teve uma primeira fase conturbada, primeira fase difícil, mas a gente se organizou, a gente mostrou para o que veio, jogo difícil, adversário forte conseguimos sair com a vitória e a classificação. Agora é se preparar ainda mais para a segunda fase”.

Romário marcou dois gols pelo Iraty na segundona

Outros jogos da rodada

Mais quatro jogos foram realizados ontem, 5, pela última rodada da primeira fase da 2ª divisão do Campeonato Paranaense. O PSTC venceu o Batel, por 2 a 0, no estádio Ubirajara Medeiros, em Cornélio Procópio. No estádio Erich Georg, em Rolândia, o REC ganhou do Paranavaí, pelo placar de 4 a 2. Em São José dos Pinhais, o líder Independente derrotou o União, por 2 a 1. Já no estádio Newton Agibert, em Prudentópolis, a equipe da casa venceu o Nacional, pelo placar de 2 a 0.

PUBLICIDADE

Com os resultados, a classificação final da 1ª fase ficou da seguinte forma:

1º Independente 20

2º PSTC 16

3º União 15

4º REC 14

5º Prudentópolis 13

6º Apucarana 12

7º Batel 12

8º Nacional 11

9º Paranavaí 7

10º Iraty -3

Rebaixados: Paranavaí e Iraty

Grupo da Próxima fase

Grupo B: Independente, Nacional, REC e Prudentópolis

Grupo C: PSTC, União, Apucarana e Batel

PUBLICIDADE

Ficha Técnica

9ª rodada da 2ª divisão do Campeonato Paranaense

Iraty 0x2 Apucarana

Local: Estádio Municipal Abrahm Nagib Nejm

Data: 05/05/2019

Iraty: Clébio; Willian, Charles, Wellington e Niédson (Jeverson); Maurício, Wagner, Lucas e Romário; Breno e Mateus (Vinícius). Técnico: Vagner Oliveira

Apucarana: Pablo; Romário, Douglas (Rogério Alemão), Vidal e Jeferson; Kayque, Renan, Paulo Henrique e Thiago Almeida (Gabriel Vinícius); Roberto e Diego Paulista (Luís Sartori). Técnico: Norberto Lemos . 

Gols: Thiago aos 18/1º tempo e Renan aos 18/2º tempo (Apucarana ) 

Cartões Amarelos: Maurício e Wagner (Iraty); Romário, Vidal e Paulo Henrique (Apucarana)

Árbitro: Diego Bonfim (Fazenda Rio Grande)

Assistente 1: Daniel Cotrim de Carvalho (Curitiba)

Assistente 2: Alisson Alceu Bernardi Lovato (Bocaiúva do Sul)

4º árbitro: Élcio de Jesus Fernandes (Irati)

Delegada: Gabrielle Sílvia de Quadros Ribeiro (Irati)

Um dos resultados mais vexatórios do Iraty na competição foi a derrota por goleada em casa para o Batel, por 6 a 0, em pleno estádio Municipal Abrahm Nagib Nejm

Comentários