Futebol / Esportes

17/12/15 - 01h13 - atualizada em 17/12/15 às 01h32

Jogadores do Taquari recebem Moção de Aplausos

Homenagem foi concedida aos atletas e comissão técnica em virtude do título do Campeonato Amador 2015
Rodrigo Zub

Jogos do Real Center/Agromáquinas/Taquari no Campeonato Amador 2015

Primeira fase

Mallet 0x1 Taquari
Taquari 3x2 Relicon
Taquari 3x2 Juventude
Pinho de Baixo 2x0 Taquari
Taquari 2x1 Mallet
Relicon 0x3 Taquari
Juventude 2x2 Taquari
Taquari 0x0 Pinho de Baixo

Semifinal

Fernandes Pinheiro 0x3 Taquari
Taquari 3x3 Fernandes Pinheiro

Final

Taquari 3x3 Valinhos
Valinhos 2x2 Taquari

* Pênaltis: Taquari 6x5 Valinhos

Jogadores e a comissão técnica do Real Center/Agromáquinas/Taquari receberam uma Moção de Aplausos pela conquista do Campeonato Amador da Liga Iratiense de Futebol em 2015. A homenagem proposta pelos vereadores Sérgio Mazur (PPS) e Renato Hrinczuk (DEM) foi concedida em sessão solene da Câmara de Rio Azul realizada na terça-feira, 15.

A cerimônia foi acompanhada pelo vice-prefeito Antonio Galdino França Junior (PMDB) e secretários municipais, entre eles José Ambrosio Zem, que comanda a pasta de Esportes.

Os principais jogadores do Taquari na competição participaram da cerimônia. Um dos destaques do time campeão foi Gilsinho. Na final da competição, o goleiro foi decisivo na disputa por pênaltis contra o Valinhos. Ele defendeu uma cobrança e ainda converteu o pênalti que deu o título para o time rio-azulense.

A dupla de ataque do Taquari também teve grande desempenho no Campeonato Amador. Pitiuka, que ficou de fora da segunda partida da final contra o Valinhos, por suspensão, e Lucas marcaram nove gols cada um. O título inédito para a equipe do interior de Rio Azul também coroou o trabalho em família. O presidente do time, Ari Andrade, que também ocupa o cargo de secretário de Planejamento na prefeitura de Rio Azul, comemorou o título ao lado do filho Neguinho, que fez um dos gols do time no segundo jogo da decisão.

Neguinho, já havia sido campeão do Amador em 2013 pelo Independente de Rio Azul. Em virtude desse título, a Câmara de Rio Azul também homenageou atletas, comissão técnica e dirigentes do Independente com uma Moção de Aplausos, que foi proposta naquela oportunidade pelos vereadores Sérgio Mazur (PPS) e Edson Paulo Klemba (PSD).

Durante a cerimônia de entrega da Moção de Aplausos, foi exposta a taça de campeão do Amador denominada “Alexsandro Fusverski”. O nome faz referência ao desportista da localidade de Guamirim, em Irati, que morreu em decorrência de um acidente de trânsito ocorrido na BR-153, em Rio Azul, há seis meses.

Fotos: Fábio Souza/Rádio Thalento

{album}

Campanha

O Real Center/Agromáquinas/Taquari perdeu apenas uma partida na caminhada que levou ao título do Campeonato Amador. Na fase de classificação, a equipe do Taquari terminou em primeiro lugar do grupo A com 17 pontos. A única derrota ocorreu no confronto contra a Associação Atlética Pinho de Baixo por 2 a 0. Os rio-azulenses venceram as equipes do Mallet Esporte Clube e do Relicon, duas vezes, e ainda derrotaram o Juventude do Marumbi dos Elias no clássico local. Os dois empates foram obtidos nos confrontos contra o Juventude e o Pinho de Baixo. O fator casa fez diferença a favor do Taquari. Em seis jogos atuando no estádio Manoel de Andrade, em Taquari dos Ribeiros, o time rio-azulense não foi derrotado. Foram três vitórias e três empates jogando em casa.

Na semifinal, o Taquari eliminou a equipe de Fernandes Pinheiro com uma vitória fora de casa por 3 a 0 e um empate em 3 a 3 no interior de Rio Azul. Na final, o time superou o favoritismo do Valinhos, que busca o bicampeonato da competição.

Na partida de ida da final realizada em Rio Azul, Taquari e Valinhos empataram por 3 a 3. Já no confronto de volta, houve empate por 2 a 2. Assim, o título foi decidido nos pênaltis. O Taquari levou a melhor e venceu a disputa por 6 a 5.



Comentários