Futebol / Esportes

11/09/11 - 22h35 - atualizada em 11/09/11 às 22h40

Operário perde em Campo Grande e dá adeus a Série D

Derrota por 3 a 1 para o Cene/MS culminou com a eliminação do Operário da competição. Agora, o "Fantasma" começa a pensar na temporada 2012, ano que o clube comemora o seu centenário.

Rodrigo Zub

Willian fez o terceiro gol do Cene e definiu a vitória dos sul-mato-grossenses
O Operário lutou e encarou de igual pra igual o Cene/MS nesta tarde em Campo Grande, mas a falta de sorte e os erros do trio de arbitragem formado pelo árbitro mato-grossense Marcelo Alves dos Santos e seus assistentes sul-mato-grossenses Adnilson da Costa Pinheiro e  Eduardo Gonçalves da Cruz foram os principais empecilhos para a derrota diante do time comandado por Mirandinha. A derrota por 3 a 1 culminou com a eliminação do “Fantasma” da Série D 2011. Agora o pensamento da equipe da Vila Oficinas já começa a ser traçado para o ano que vem, quando o clube comemora seu centenário.

O jogo

Na partida disputada neste domingo, 11, no estádio Olho do Furacão o Cene começou melhor e com o apoio de sua torcida deu trabalhou ao goleiro Filipe. Aos 15 minutos, a pressão surtiu efeito e Wanderson não desperdiçou a chance de abrir o marcador para os donos da casa. O camisa 9 recebeu livre na grande área e só teve o trabalho de desviar de Filipe e sair para comemorar o primeiro do time Auriceleste.

E assim prosseguiu o jogo no primeiro tempo com domínio do Cene que foi para o intervalo com a vantagem mínima. No segundo tempo tudo mudou. Necessitando dos três pontos para se manter vivo na competição o Operário se mandou com tudo para o campo de ataque em busca do empate. A tática “suicida” deu certo e logo aos 4 minutos, China em bela finalização de fora da área empatou o jogo para o Fantasma.

O gol encheu de esperança os visitantes que sonhavam com a virada. Mas, aos 23 minutos da etapa complementar, Serginho voltou a balançar as redes ponta-grossenses colocando de novo o Cene em vantagem.

Atrás no placar e precisando de gols o técnico Igor não viu outra alternativa senão colocar sangue novo em seu ataque. O jovem Bahia, autor do gol da vitória contra o Cerâmica na última rodada entrou em campo e deu novo ânimo ao Operário. O gol de empate parecia questão de tempo, mas os erros seguidos da arbitragem fizeram com o placar permanecesse inalterado. Aos 30 minutos, Ícaro foi derrubado na área, mas a arbitragem ignorou a penalidade e mandou seguir o jogo. Pouco depois outro lance polêmico causa a ira de jogadores e comissão técnica do Fantasma. China cruzou da direita e Bahia desviou para as redes, mas o assistente anulou o gol apontando impedimento.

No final da partida, o Cene ainda teve tempo para liquidar o jogo aos 47 minutos com Willian que definiu a vitória dos sul-mato-grossenses por 3 gols a 1.

Com a derrota o Operário se manteve na vice-lanterna do Grupo A7 com 7 pontos e não tem mais chances de superar o Mirassol/SP que soma 14 pontos e o próprio Cene/MS com 13, que são o líderes da chave. Lembrando que classificam para a próxima fase os dois melhores colocados de cada grupo.

No próximo domingo, 18, o Operário volta a campo para fazer sua última apresentação na competição, quando irá enfrentar o Mirassol, no estádio Germano Kruger, às 16 h. Já o Cene viaja até Itápolis onde enfrenta o Oeste no mesmo dia e horário.

Comentários

Enquete

Reforma da Previdência

  • Nenhuma das respostas
  • Não deve mexer nos que ganham menos
  • Não é necessária
  • Deve ser ampla
Resultados