Futebol / Esportes

26/10/15 - 18h46 - atualizada em 26/10/15 às 18h51

Primeira partida da final do Amador termina empatada

Real Center/Agromáquinas/Taquari e Valinhos empataram por 3 a 3 em jogo disputado no interior de Rio Azul. Partida de volta acontece dia 8 de novembro
Rodrigo Zub

Ficha Técnica:
Taquari 3x3 Valinhos

Data: 25/10/2015
Local: Estádio Manoel de Andrade, em Taquari dos Ribeiros, Rio Azul
Árbitro- Amadeu José Ferreira
Assistentes - Marcos Antonio dos Santos Pepe e Matheus Scavinski
Representante - Hamilton Adão Gerva
Gols: Neguinho, Lucas e Pitiuka (Taquari); Pinga (2) e Dan (Valinhos)

Taquari: Gilsinho, Marquinhos, Marcelo, João Célio e Reginaldo; Daniel, Neguinho, Crentinho (Paulo) e Juninho (Murilo); Pitiuka e Lucas. Técnico: Ari Andrade.

Valinhos: Doni, Toninho, Quirera, Paulinho e Bidus; Fabiano, Willian (Gauchinho), Erick e Dan, Reginaldo Coxinha e Pinga (Alan). Técnico: Carlos Santos.

O resultado da primeira partida da final do Campeonato Amador mostrou o equilíbrio entre as equipes do Real Center/Agromáquinas/Taquari e Sociedade Valinhos. Os dois times empataram no número de gols marcados, pênaltis convertidos e até de gols invalidados em virtude de impedimentos.

No primeiro confronto da decisão realizado neste domingo, 25, no estádio Manoel de Andrade, em Taquari dos Ribeiros, em Rio Azul, os visitantes chegaram a ficar duas vezes na frente do marcador, mas cederam o empate. No segundo tempo, Pitiuka virou a partida para a equipe local. Porém, Dan igualou novamente o placar e definiu o empate por 3 a 3.

O jogo decisivo da competição será realizado no dia 8 de novembro no distrito de Guaraúna, em Teixeira Soares, com transmissão da rádio Najuá AM 990. Quem vencer levanta a taça de campeão. Em caso de novo empate, o título será decidido nos pênaltis.

Fotos: Tadeu Stefaniak e Ronildo Surek

{album}

Quatro gols e muita emoção no primeiro tempo

Em busca do bicampeonato do Amador, o Valinhos começou melhor a partida e criou a primeira oportunidade com Fabiano, aos 5 minutos. O volante da equipe de Teixeira Soares tentou a finalização da entrada da área e quase surpreendeu o goleiro Gilsinho.

Com mais posse de bola, os visitantes continuaram comandando as ações do jogo até chegarem ao gol aos 11 minutos. Fabiano sofreu pênalti. Everton Pinga deslocou Gilsinho e inaugurou o marcador para o Valinhos.

Precisando de um bom resultado diante da torcida para acabar com o favoritismo do adversário, o Real Center/Agromáquinas/Taquari mudou a postura e passou a pressionar em busca do empate, a partir da metade do primeiro tempo. De tanto insistirem, os donos da casa chegaram à igualdade aos 33 minutos. Lucas cobrou lateral na cabeça de Pitiuka, que só escorou para Neguinho, que chutou de virada sem chances para o goleiro Doni.

O empate empolgou a equipe da casa, que passou a acreditar na possibilidade de vencer o atual campeão do Amador. O Taquari balançou as redes novamente, mas o gol foi inválido pelo trio de arbitragem. Lucas recebeu em velocidade e tocou na saída de Doni. No entanto, o assistente acabou marcando impedimento para ira dos torcedores locais, que protestaram e ameaçaram jogar objetos em direção ao bandeirinha. Em virtude do fato, o jogo permaneceu paralisado por alguns minutos.

Já no fim do primeiro tempo, o Valinhos voltou a ficar em vantagem. Em cobrança de falta, Everton Pinga chutou com precisão e encobriu Gilsinho, que aguardava pelo cruzamento. Entretanto, os visitantes não tiveram nem tempo de comemorar. O Taquari conseguiu nova igualdade em cobrança de pênalti. Lucas foi puxado por Fabiano dentro da área. Lucas partiu para a batida e não desperdiçou. Assim, as duas equipes foram para o intervalo com o placar de 2 a 2.

Taquari vira, mas cede empate ao Valinhos

No segundo tempo, a equipe do Valinhos voltou com mais disposição e esteve mais perto de fazer o terceiro gol em várias oportunidades. Em um dos lances, Willian recebeu na área e marcou para o time visitante. Porém, o gol foi anulado pela arbitragem. Depois disso, o Valinhos ainda chegou com perigo com o meio-campista Dan. Ele recebeu cruzamento na área e cabeceou no travessão de Gilsinho.

Já o Taquari passou a apostar em lances de bola parada e jogadas de contra-ataque. Foi assim que Pitiuka recebeu de frente para o gol, mas chutou sem direção e desperdiçou boa chance de virar o placar para o time da casa. Se não marcou com bola rolando, Pitiuka foi mais uma vez decisivo na bola parada. O camisa 9 do Taquari repetiu a dose da segunda partida da semifinal contra Fernandes Pinheiro e marcou em cobrança de falta.

Quando o Taquari estava ligeiramente superior e parecia que poderia marcar o quarto gol, o Valinhos reagiu e buscou o empate. Em cobrança de lateral para a área, a bola sobrou para Dan, que finalizou sem chances para Gilsinho.

O ritmo da partida caiu nos minutos finais, principalmente porque as duas equipes pareciam satisfeitas com o empate. Desta forma, nenhum time levará vantagem para o jogo de volta no dia 8 de novembro. Na ocasião, além do título do Campeonato Amador, estará em jogo o prêmio de R$ 5 mil, que será distribuído para a equipe campeã da competição. O segundo colocado ficará com R$ 2 mil. O troféu deste ano do Campeonato Amador receberá o nome do desportista Alex Sandro Fusverski, conhecido como “Baixinho”, que morreu neste ano, após um acidente de trânsito na BR-153, em Rio Azul.

Comentários