Futebol / Esportes

02/01/12 - 15h56 - atualizada em 02/01/12 às 15h59

Time da Coreia do Sul irá realizar pré-temporada junto com o Coritiba

Daegu FC, da Coreia do Sul, ficará 35 dias utilizando a estrutura do Coxa, que planeja estimular contato com equipes estrangeiras
Cícero Bittencourt, especial para a Gazeta do Povo

O CT da Graciosa receberá os coreanos do Daegu no começo do ano: parceria é a primeira do Coxa com uma equipe estrangeira
Pela primeira vez, o Coritiba receberá uma equipe estrangeira para utilizar as dependências do seu centro de treinamento. O Daegu FC, da Coreia do Sul, firmou uma parceria com o Alviverde para realizar a sua pré-temporada junto com o grupo paranaense. Durante 35 dias, os coreanos treinarão ao lado do elenco coxa-branca, no CT da Graciosa, em Colombo, e em Foz do Iguaçu.

A proximidade do time coreano com o futebol brasileiro facilitou o acordo entre os clubes. A equipe asiática é comandada por Moacir Pereira, ex-auxiliar técnico do Coritiba, e conta com o preparador de goleiros Moacir Giacomelli, também ex-Coxa. Além disso, o Daegu FC fechou uma parceria com a LA Sports, que possui diversos jogadores no Alviverde, como Emerson, Rafinha e Davi, por exemplo.
“É a primeira vez que uma equipe coreana vai ter uma comissão técnica estrangeira. Eles vêm para o Brasil para trocar informações e metodologias com o pessoal do Coritiba que possui um know-how muito grande nesse sentido”, afirmou o empresário Luis Alberto Oliveira, dono da LA.

A parceria é o pontapé inicial de uma política que a diretoria do Coritiba pretende intensificar nos próximos meses. Segundo o presidente Vilson Ribeiro de Andrade, a organização do clube permite que, a partir de 2012, o Coxa seja o anfitrião da preparação de outros clubes de fora do Brasil. “É um nicho de mercado que precisa ser explorado. Ainda estamos em um processo embrionário, mas é algo que, com certeza, queremos explorar nos próximos meses”, afirmou.

Ainda de acordo com Andrade, apesar dos ganhos financeiros não serem extraordinários, a visibilidade propiciada ao clube ao fornecer sua casa para times internacionais é vista como um grande benefício. “A questão da imagem, de sermos reconhecidos como uma equipe organizada e estruturada é um diferencial muito maior do que os aspectos financeiros, que são quase irrelevantes”, explicou o presidente coxa-branca.

Com a proximidade da Copa do Mundo, o Alviverde quer colocar o nome do Coritiba na rota de possíveis destinos para abrigar as Seleções na Copa das Confederações, em 2013, e no Mundial, em 2014. O exemplo do rival Atlético, que recebeu a Seleção Brasileira na preparação para a Copa da África do Sul, em 2010, e a pré-temporada do Boca Juniors, em junho de 2011, é um fator que estimula os dirigentes alviverdes.

“Nós já recebemos diversas equipes brasileiras e com a Copa do Mundo temos que aproveitar este espaço, pois temos capacidade para isso”, garantiu Andrade.

Comentários

Enquete

Você acha que existe um grande número de pessoas que recebem aposentadoria sem ter contribuído o suficiente?

  • Não
  • Sim
Resultados