Geral / Esportes

18/10/11 - 16h07 - atualizada em 18/10/11 às 16h17

Copa Amcespar: Futsal masculino conquista título; feminino perde para Rebouças

Na categoria masculina, Irati venceu Guamiranga nos pênaltis e ficou com o título; entre as mulheres iratienses não foram páreo para Rebouças que se sagrou campeã da competição.
Rodrigo Zub

A noite do último sábado, 15, foi de alegrias e tristezas para o torcedor iratiense. Quem compareceu ao ginásio Agostinho Zarpelon Junior (Batatão) precisou ter coração forte para aguentar as fortes emoções sentidas durante os dois jogos realizados.

Jogadores iratienses ajoelhados acompanhando disputa de pênaltis
Na preliminar, Irati e Rebouças mediram forças. Melhor para as visitantes que venceram por 9 a 3 e se sagraram campeãs da competição. Mas as lágrimas da derrota entre as mulheres foram substituídas pelo êxtase do triunfo entre os meninos. Em um jogo emocionante, Irati e Guamiranga decidiram o título apenas nas penalidades máximas. Nas cobranças alternadas, Heuler chutou a trave de Charles e Mateus definiu a vitória iratiense.

Jogos

Na categoria feminina, Irati encarou Rebouças necessitando de um triunfo simples para forçar a realização da prorrogação. No jogo de ida as reboucenses haviam vencido pelo placar de 7 a 2. Mesmo em vantagem, Rebouças não diminuiu o ritmo e aplicou uma goleada nas iratienses. No final o resultado de 9 a 3, a favor das visitantes mostrou a clara superioridade do time reboucense. O placar de 16 a 5, na soma dois jogos demonstrou a força de Rebouças na categoria feminina.

Entre os homens, Irati e Guamiranga iniciaram a partida com objetivos distintos. Aos donos da casa só restava à vitória para manter vivo o sonho de conquistar o título. Para os guamiranguenses bastava segurar o resultado de igualdade para levantar o caneco. Irati começou melhor a partida e abriu o marcador aos 7 minutos. Mas a alegria dos donos da casa durou pouco. Em poucos minutos, Guamiranga virou o placar deixando apreensivos os torcedores iratienses que viam o filme da preliminar se repetindo mesmo atuando em casa.

Mas dizem que o raio não cai duas vezes no mesmo lugar. Felizmente para Irati, o velho ditado popular se confirmou. Na etapa complementar os comandados de André partiram pra cima e logo abriram boa vantagem. Ao final da segunda etapa o resultado de 6 a 4, a favor dos iratienses levou a decisão para a prorrogação. 

Pênaltis

As emoções estavam apenas no início. No tempo extra, Irati com muita tranquilidade conseguiu dois gols rapidamente ficando a um passo do título. No entanto, Guamiranga lutou e buscou um empate heróico no minuto final de partida após uma cobrança de escanteio. Festa dos visitantes e silêncio no ginásio Batatão. A torcida voltou a se agitar novamente nas penalidades máximas.

Demonstrando muita categoria os cobradores um a um foram convertendo suas cobranças. Até que o goleiro Heuler do Guamiranga se apresentou para executar o chute. Vaias e gritos de “vai errar” ecoavam por todo o ginásio. Heuler partiu e acertou a trave iratiense. Festa dos donos da casa. Mas ainda restava converter uma cobrança. Matheus se apresentou e não desperdiçou a chance.  Irati campeão. Para alívio dos torcedores que apagaram uma pouco da tristeza pela derrota na partida preliminar.

Melhores da competição

Iratienses recebem trófeu das mãos do prefeito de Inácio e presidente da Amcespar, Junior Benatto
Jogadores fazem a festa após o jogo


Após o jogo foi realizado a cerimônia de entrega de troféus e medalhas aos campeões e destaques individuais da competição. Entre os atletas, Cleison de Guamiranga terminou como o artilheiro do campeonato. Enquanto que Charles de Irati foi o goleiro menos vazado. Já entre as equipes muita alegria e descontração para reboucenses e iratienses, campeões tanto na categoria feminina como entre os homens, respectivamente.

Comentários

Enquete

Reforma da Previdência

  • Nenhuma das respostas
  • Não deve mexer nos que ganham menos
  • Não é necessária
  • Deve ser ampla
Resultados