Geral / Esportes

26/11/18 - 19h53 - atualizada em 26/11/18 às 20h10

Irati empata com Cianorte na semifinal da Série Ouro de Futsal Feminino

Empate por 3 a 3 no jogo de ida da semifinal deixa a disputa aberta pela vaga. Quem vencer a partida de volta garante vaga na decisão da competição

Rodrigo Zub, com fotos Ademar Bettes e Secretaria de Esportes de Irati


Decorvis/Wisa/Irati Futsal e Cianorte empataram em 3 a 3 no jogo de ida da semifinal da Série Ouro de Futsal Feminino. A partida que teve transmissão da Super Najuá FM 92.5, foi realizada na noite de sábado, 24, no ginásio Romeu Neves, em Teixeira Soares.

Apesar do favoritismo do time visitante que está invicto e tem a melhor campanha da competição, as meninas iratienses encararam o adversário de igual para igual e tiveram chances de vencer a partida. No primeiro tempo, Luana abriu o placar para Cianorte, aos 8 minutos e 46 segundos. Flaviane empatou o jogo aos 9 minutos e 19 segundos. Chaiane virou a partida para a equipe comandada por José Aguinaldo dos Santos, aos 12 minutos e 40 segundos. No fim da primeira etapa, a equipe mandante teve um “apagão” e sofreu dois gols em momentos de desatenção do setor defensivo. Jane empatou aos 19 minutos e 19 segundos. Trinta segundos depois, Vanessa recolocou o time da região Noroeste do Estado na frente do placar.

PUBLICIDADE

No segundo tempo, Flaviane marcou aos 6 minutos e 47 segundos, definindo o placar final de 3 a 3.

Com o resultado, a disputa pela vaga na final está aberta. Quem vencer o jogo de volta da semifinal que será realizado no sábado, 1º de dezembro, às 20 h, no ginásio Tancredo Neves, em Cianorte, se classifica para a final da competição. Se os times empatarem novamente, será necessária uma terceira partida para definir o classificado.

Após o jogo de sábado, 24, o repórter Neizinho Pepe conversou com atletas das duas equipes.

PUBLICIDADE

Lutamos até o fim para tentar sair com essa vitória, mas acabamos não conseguindo. Saímos com o empate e agora é treinar, acertar os erros que cometemos hoje para não cometer no próximo jogo lá. Dentro da casa delas sabemos da dificuldade. Vamos com força total para lá

Pelé- atleta iratiense

No lado de Cianorte, Vanessa disse que seu time não está acostumado a jogar em quadras com dimensões reduzidas. “Mais foi um jogo pau a pau. Vamos decidir agora em casa”.

A jogadora do time visitante ainda destacou a participação da goleira Júlia, que evitou o gol da vitória das iratienses com Jacke, já no fim do jogo. No contra-ataque seguinte, Luana teve a chance de garantir o triunfo de Cianorte, mas também desperdiçou a chance.

PUBLICIDADE

Angela ressaltou que o empate ficou de bom tamanho para sua equipe, que terá a oportunidade de decidir a classificação em casa. “A gente nunca quer o empate, mas está bom pelo fato de estar jogando fora de casa. Então só depende da gente em casa e vamos tentar reverter lá. Elas jogaram muito bem [Irati], se entregaram, a quadra quebrou um pouco as nossas pernas, quadra bem pequena, demorou muito para encaixar o nosso jogo, pois estamos acostumadas com outro piso. Tava meio liso, estávamos escorregando toda hora, mas também isso não justifica, mas querendo ou não dificulta um pouco lá a gente tem a quadra a nosso favor, torcida, ambiente, espero que seja melhor a partida”, disse Angela.

Ouça os áudios das entrevistas com as jogadoras

Já o treinador iratiense enalteceu a grande atuação de suas comandadas. “Tivemos um ano bastante difícil pelo calendário, mas agora no fim do ano teve uma sequência de jogos. Isso ajudou bastante porque dá ritmo de jogo. Nos últimos nove jogos tivemos sete vitórias e dois empates. E hoje nós empatamos com o ‘bam bam bam’, do Brasil. Um dos melhores times nacionais. Uma grande equipe, as nossas meninas trabalharam bem durante a semana sofreram bastante. Claro que foi um jogo muito difícil, mas ninguém imaginaria que seria fácil. Funcionou a estratégia alguns minutos ótima para o nosso lado. De repente fugiu um pouquinho, mas conseguimos manter a concentração o jogo todo para que segurássemos esse resultado. Ainda buscamos uma vitória no finalzinho, mas na mesma bola que nós poderíamos ter matado lá, no contra-ataque quase perdemos aqui. Então foi um jogo muito igual, para quem veio assistir um grande espetáculo, eu gostaria muito que fosse em Irati, para o nosso torcedor, patrocinador que está nos apoiando e ajudando, mas agradecer ao Alyson [Platini Xavier Przybysz de Souza- Diretor do Departamento de Esportes de Teixeira Soares] que nos cedeu o espaço e nos ajudou muito. Obrigado a torcida que veio compareceu e ajudou a equipe. Foi um espetáculo mesmo”, avalia Aguinaldo.

PUBLICIDADE

Questionado sobre a preparação para o confronto de volta fora de casa, o treinador destacou a força do adversário que já venceu as iratienses, por 6 a 1, atuando em seu ginásio em jogo válido pela segunda fase da Série Ouro de Futsal Feminino. “Lá em Cianorte é 20x40 [tamanho] quadra oficial e nós temos o Furtunato [Colaço Vaz] lá no parque que é 20x36 é um pouquinho diferente, mas é lá que vamos treinar é nossa casa, onde temos treinado e muda o sistema de marcação. Muda muita coisa. Lá vai ser mais sofrido, por elas estarem habituadas, elas têm um jogo de profundidade todo momento em quadra grande, já jogamos lá, sentimos a pressão também porque o torcedor acompanha mesmo a equipe. Último jogo que estivemos lá praticamente 2 mil pessoas no ginásio empurrando a equipe. Também são apaixonados por futsal, fazem um grande trabalho e não é a toa que é campeã da Copa do Brasil, campeã brasileira universitária, vice-campeã da Taça Brasil, é base da Seleção Brasileira, quatro meninas jogaram na Seleção, que foi campeã Sul-Americana, ou seja, é uma grande equipe para nós é uma honra e até nos orgulha conseguirmos jogar no mesmo nível. Não vai ser fácil lá, mas vamos trabalhar para que as coisas funcionem. Graças a Deus ninguém machucou, quem machucou dá para recuperar, vamos fazer o máximo para dificultar a vida de Cianorte e torcer que a bolinha entre para trazer uma vitória que será o máximo para nós, embora, chegar entre os quatro melhores do Estado estou muito satisfeito e confiante nessas meninas guerreiras aí”.

Confira a entrevista completa com Aguinaldo

Quer receber notícias locais? Envie whats para 42 991135618 SIM NOTICIAS ou cadastre seu e-mail na newsletter pelo site da Najuá

Ficha Técnica:

Decorvis/Wisa/Irati Futsal 3x3 Cianorte

Jogo de ida da semifinal da Série Ouro de Futsal Feminino

Local: Ginásio Romeu Neves, em Teixeira Soares

Data: 24/10/2018 (Sábado)

Cartões amarelos: Luana (Cianorte) 

Árbitros: Edmilson Segunda (Ponta Grossa) e Josué Vilczar (Prudentópolis)

Cronometrista: Cristiane Bueno Ferraz (Rebouças)

Anotadora: Thassiany Rocha Milek (Carambeí)

Representante: Edmar Jonsson Diniz (Ponta Grossa)

Gols:

1º tempo

Luana aos 8 minutos e 46 segundos (Decorvis/Wisa/Irati Futsal 0x1 Cianorte)

Flaviane aos 9 minutos e 19 segundos (Decorvis/Wisa/Irati Futsal 1x1 Cianorte)

Chaiane aos 12 minutos e 40 segundos (Decorvis/Wisa/Irati Futsal 2x1 Cianorte

Jane aos 19 minutos e 19 segundos (Decorvis/Wisa/Irati Futsal 2x2 Cianorte)

Vanessa aos 19 minutos e 50 segundos Decorvis/Wisa/Irati Futsal 2x3 Cianorte)

2º tempo

Flaviane aos 6 minutos e 47 segundos (Decorvis/Wisa/Irati Futsal 3x3 Cianorte

Decorvis/Wisa/Irati Futsal

Iniciaram a partida: Erica, Dari, Flaviane, Jacke e Pelé. Também atuaram: Pérola, Chaiane e Jéssica. Técnico: José Aguinaldo dos Santos.

Cianorte:

Iniciaram o jogo: Júlia, Vanessa, Ângela, Camila e Jane. Entraram na partida: Luana, Jejé e Ana. Técnico: Cleverson Santana.


Comentários

Enquete

Você acha que existe um grande número de pessoas que recebem aposentadoria sem ter contribuído o suficiente?

  • Não
  • Sim
Resultados