Irati e Região / Notícias

07/11/14 - 10h33 - atualizada em 07/11/14 às 10h52

ANAPCI recebe mais de uma tonelada de alimentos do Colégio Antônio Xavier da Silveira

Campanha realizada pelo colégio fechou o mês Outubro Rosa
Paulo Henrique Sava

Voluntárias da ANAPCI em comemoração ao aniversário de uma das pacientes atendidas pela instituição
Anualmente, o mês de outubro é dedicado a campanhas de prevenção ao câncer de mama e de colo de útero. Por este motivo, o Ministério da Saúde criou a campanha “Outubro Rosa”, que visa orientar as mulheres com relação ao cuidado com a sua própria saúde.

Em Irati, a campanha foi realizada em parceria entre a ANAPCI e a Secretaria de Saúde de Irati.

Em entrevista à Najuá, a voluntária da ANAPCI, Vilma Trinkaus, relatou que pacientes também deram depoimentos de como descobriram no início o câncer de mama com o autoexame e atualmente estão curadas. “Foram vários os pontos positivos, e eu só tenho a agradecer mesmo”, afirmou.

Várias escolas e empresas também aderiram à campanha. Vilma Trinkaus comentou sobre a campanha de arrecadação de alimentos, que foi realizada pelos professores e alunos do Colégio Estadual Antônio Xavier da Silveira. 

“Eles conseguiram arrecadar cerca de uma tonelada de alimentos em Irati e Rebouças, onde moram alguns alunos que fizeram a arrecadação por lá. Muito obrigada e que Deus abençoe a eles também”, ressaltou Vilma.

Relatos dos alunos

Para os alunos, a participação na campanha teve um aspecto positivo. Eles participaram de uma campanha idealizada pela professora Carla Mosele. Alguns deles se manifestaram para a reportagem da Najuá. Eles fizeram diversos agradecimentos a comunidade e a direção do colégio pela oportunidade que tiveram de participar da campanha.

Para Willian, do 2º ano F, a ajuda da população foi essencial para a realização da campanha. “A gente pediu bastante apoio para as pessoas e saímos as ruas para arrecadar os alimentos. Queremos agradecer, porque sem elas nós não teríamos conseguido ajuda para o pessoal da ANAPCI”, ressaltou.

Talisson, estudante do 2º F, disse que a realização da campanha foi gratificante para todos do colégio, pois desta maneira foi possível constatar a alegria no rosto de cada pessoa que recebeu esta ajuda. 

Alunos foram motivados a participar da campanha pela Professora Carla Mosele
“Foi muito bom para a gente conseguir este apoio para eles e ver a alegria e a emoção das pessoas ao receber aqueles alimentos”, afirmou. 

Camila Haas, aluna da mesma turma, a união dos alunos ajudou a conseguir toda a quantidade de alimentos arrecadada. “Praticamente todo mundo da sala foi atrás, e isso é mais importante, a gente fez realmente valer a pena e conseguimos ganhar”, ressaltou ela. 

A aluna Gabrieli, que reside na cidade de Rebouças, disse que, no começo, achava que poucas pessoas ajudariam na campanha,  mas tudo mudou quando ela saiu às ruas para fazer a arrecadação. “Primeiramente, a gente encarou isso como uma competição, mas depois vimos que o grupo todo poderia ajudar mesmo, e isso foi muito bom para a gente”, afirmou.

A adolescente Thayná disse que a convivência com sua tia, que é voluntária na ANAPCI, faz com que ela participe de eventos ligados a instituição anualmente. “No final do ano, quando elas precisam, eu vou até lá e ajudo, a gente já tem o convívio e sabe como funciona a ANAPCI, e as pessoas que utilizam a casa passam necessidade mesmo, então foi muito gratificante poder ajudar as pessoas que necesitam”, ressaltou.

As alunas do curso de formação de docentes também participaram da campanha. Luana afirmou que todos que se utilizam da ANAPCI precisam de alguma forma de ajuda. 

“Temos histórias dentro das nossas famílias de pessoas conhecidas que passam por essa dor, então esse alimento leva um pouco mais de alegria para que cada um pense que não está sozinho, mas que tem alguém para o apoiar”, contou.

Para a estudante Aline, a participação dos alunos na campanha foi extremamente importante. “Foi muito importante poder ajudar e pensar que eles estão precisando, não pensar somente na gente, mas nos outros. Foi importante a gente ajudar porque muitas pessoas não fazem isso, e os pacientes precisam bastante dessa ajuda”, relatou. 

Já para Eduarda, não é o número de alunos que importa, mas sim a intenção em ajudar as pessoas. “Todos se ajudaram e conseguiram bastante alimentos para a ANAPCI”, afirmou.

O presidente do Grêmio Estudantil, Vinícius Guze de Godoy Rocha, afirmou que todos os colégios deveriam aproveitar estas oportunidades de ajudar a comunidade. 

“É o momento de a gente expressar o nosso talento e os dons que Deus nos deu através das obras e nós, podendo demonstrar isso através da ajuda ao próximo, é excelente e é isso que o colégio tem feito”, afirmou.

Professora mobilizou alunos e direção do Colégio

A professora Carla Mosele, idealizadora da campanha, se emocionou ao falar da união de toda a escola em prol da ANAPCI. Ela conta que a mobilização teve início no ano passado, após seu irmão, Jordanini Mosele Junior, ter passado por um câncer. Carla passou por grandes dificuldades, mas mesmo assim encontrou forças para organizar a primeira campanha “Outubro Rosa” em 2013, que foi o marco inicial da campanha que terminou no mês passado. 

“A gente mobilizou os alunos, os professores, enfeitamos a escola e foi assim a nossa estréia no Outubro Rosa”, afirmou Carla. A professora afirmou que os alunos a ajudaram dando força para a realização da campanha

Para ela, a mobilização dos alunos resultou em uma arrecadação expressiva de alimentos. “Só de Rebouças vieram 45kg de alimentos. A gente agradece o município de Rebouças porque, mesmo a aluna estudando em outra cidade, eles se juntaram para ajudar a ANAPCI em Irati”, pontuou Carla.

Ela agradeceu a ANAPCI pela oportunidade de o colégio realizar esta campanha em prol da instituição. “Tanto é que a gente disse que adotamos eles, e adotamos mesmo. Quando eles precisarem, vão comunicar a escola. Seja com o que for, a escola estará sempre aliada a eles”, afirmou.

“A gente não está fazendo algo para servir de status para a escola, mas sim pelo ser humano, porque somente quem passou pela dor desta doença tem noção do vazio que ela deixa em uma casa”, completou.

Gratificação

Como forma de gratificação, o colégio irá oferecer um coquetel aos alunos e professores. Para isso, o colégio aguarda que alguma empresa possa auxiliar no patrocínio dos salgadinhos e refrigerantes para o coquetel. 

Os alunos e o colégio farão também a arrecadação de alimentos e doces para as cestas de natal que serão doadas aos pacientes da ANAPCI. 

Campanha de Natal

Os estudantes irão passar nas residências e no comércio para pegar os donativos. Mais informações na secretaria do Colégio Antonio Xavier da Silveira, na Rua Nossa Senhora de Fátima, 815 ou pelo telefone 3423-3598.




Comentários