Irati e Região / Notícias

11/03/11 - 15h51 - atualizada em 11/03/11 às 19h46

Britador Móvel é adquirido em definitivo pela prefeitura de Irati

Segundo a secretária de Viação e Serviços Rurais, Rozenilda Romaniw Bárbara o britador é uma máquina que faz trabalho de trituração da rocha, reduzindo a pedra grande em pedras menores
Rodrigo Zub

Britador Móvel (Foto: Arquivo Rádio Najuá)
A secretária de viação e Serviços Rurais, Rozenilda Romaniw Bárbara conversou na manhã de ontem, 10, com a reportagem da Rádio Najuá sobre a aquisição em definitivo do Britador Móvel, pela prefeitura de Irati.

Segundo Rozenilda, o britador é uma máquina que faz trabalho de trituração da rocha, reduzindo a pedra grande em pedras menores, que são mais apropriadas e fáceis de ser utilizadas nas estradas rurais. “Como algumas rochas são muito firmes e resistentes, essa máquina acaba britando o material reduzindo o cascalho grande em pedras pequenas, que são utilizadas para fazer o acabamento das estradas. Além disso, o britador tem a capacidade de trabalhar pedra ferro, que irá fazer com que o trabalho de manutenção seja feito de forma mais rápida em vários locais”, confirma Rozenilda.

Para a secretária de viação e Serviços Rurais, a máquina irá agilizar o trabalho principalmente na região de Itapará e Cerro da Ponte Alta, que são lugares com minas de excelente qualidade para colocar o britador. “Esse trabalho de britagem, nestas duas regiões irá atender praticamente metade do município, possibilitando que os agricultores possam fazer o escoamento da safra sem transtornos”, conta Rozenilda.

Máquina já foi colocada em funcionamento

Para Rozenilda, a máquina irá agilizar o trabalho nas estradas rurais (Foto: Rodrigo Zub)
O britador móvel começou a ser utilizado de forma oficial pelo município, na quarta-feira, 9, quando a empresa vencedora do processo de licitação que repassou a máquina a prefeitura de Irati. De acordo com Rozenilda, em função da necessidade e da grande demanda, a máquina  já foi colocada em funcionamento para providenciar a conservação tanto das estradas rurais, como da zona urbana que ainda tem pavimentação precária.

Rozenilda disse ainda que existe três locais prioritários e estratégicos onde serão realizados os primeiros trabalhos da máquina. “Já identificamos a capacidade de utilizar ele no Pinho de Baixo, que é um ponto estratégico porque está localizado a 10 km do asfalto e por ser um local  de fácil acesso. Além disso, podemos utilizá-lo [britador] no Itapará e no Rio Corrente. Nós temos ainda a possibilidade de trabalhar com Gonçalves Jr., desde que tenhamos uma mina mais adequada. O importante é que a partir de agora, ele não é mais locado é de propriedade do município. Com isso, passar a ser um instrumento para trabalhar as estradas de um modo geral no município inteiro”, conclui.

Na opinião de Rozenilda, a utilização do britador móvel irá providenciar uma melhora muito grande para a parte de acabamento de estradas, essencialmente em locais em que o tráfego de veículos é grande, como é o caso da estrada do Pinho de Baixo, onde circulam diariamente entre 500 e 600 veículos. “A nossa intenção é preparar um material bem pesado que sirva de base. Depois esse material será britado com o britador, tudo para que a estrada resista a qualquer situação climática. Porque temos que pensar em estradas que resistam mais tempo, para que desta forma possamos avançar e chegar a lugares que estão aguardando cascalhamento como é o caso de locais críticos como a serra dos Nogueiras, Cadeado,  Cadeado Santana e Taquari. Então temos algumas pendências muito reprimidas, que com esse trabalho, vai conseguir dar suporte melhor, podendo atender a todas as situações”, explica Rozenilda.

Outros locais que já possuem britador móvel

De acordo com ela, antes da prefeitura tomar a decisão de adquirir o britador móvel em definitivo, a secretaria de viação e Serviços Rurais visitou as cidades de Prudentópolis e Teixeira Soares, que já possuem máquinas semelhantes para acompanhar o trabalho e conferir se os dois municípios tiveram resultados positivos com a implantação do britador. “Tanto nestas duas cidades, como em Irati, só tivemos resultados positivos. Aqui nós tínhamos locado ele por 90 dias, mas ele trabalhou apenas 45 dias e foi recolhido porque já era usado e passou por uma reforma. Mas em função dos resultados positivos, nós optamos por essa aquisição”, conta.

Além de Irati, Prudentópolis e Teixeira Soares, outra cidade que adquiriu recentemente o britador móvel foi Fernandes Pinheiro. “Em Rio Azul, existe uma parecida, mas que também brita. Mas, acho que em nossa região todos os municípios já estão entrando nesse conceito de ter uma máquina que triture os cascalhos maiores em pedras pequenas”, indica.

Comentários

Enquete

Você acha que existe um grande número de pessoas que recebem aposentadoria sem ter contribuído o suficiente?

  • Não
  • Sim
Resultados