Irati e Região / Notícias

22/08/19 - 00h08 - atualizada em 22/08/19 às 00h17

Começam os preparativos para a 41ª Festa do Pêssego

Evento será realizado entre os dias 29 de novembro e 1º de dezembro

Da Redação, com reportagem de Rodrigo Zub 

Datas da festa do pêssego já foram definidas pela organização do evento

A Prefeitura de Irati iniciou os preparativos para a 41ª Festa do Pêssego, que já tem data definida: o evento será realizado entre os dias 29 de novembro e 1º de dezembro, no Parque Aquático no Rio Bonito. A primeira reunião para definir os detalhes da festa, na semana passada, teve a presença de servidores municipais de várias Secretarias, representantes da Secretaria de Estado de Agricultura e Abastecimento (SEAB), do Instituto Emater, da Associação dos Fruticultores de Irati (ASFRUTIR) e de grupos étnicos locais.

Além do pêssego, os estandes também comercializarão morango, ameixa e seus subprodutos. O tradicional Borrego no Rolete também será uma atração. Sucesso nas edições anteriores, voltam a ser realizados a Feira de Sabores e o Salão de Negócios. O evento ainda receberá exposições, mostra de artesanato e contará com praça de alimentação. As atrações musicais ainda estão sendo definidas, mas a organização garante que haverá shows nacionais, que devem ser divulgados em breve.

A corte de beldades que representará a fruticultura iratiense será conhecida no Baile de Escolha da Rainha e das Princesas da Festa do Pêssego, no Centro de Eventos Italiano, no dia 25 de outubro. O concurso distribuirá premiação de R$ 3 mil: R$ 1,5 mil para a Rainha; R$ 1 mil para a 1ª Princesa e R$ 500 para a 2ª Princesa. As candidatas representarão seus bairros, localidades ou etnias, valorizando a diversidade cultural.

PUBLICIDADE

CLIQUE AQUI E RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS PELO WHATSAPP

O pêssego é cultivado em Irati há mais de quatro décadas. Seu reconhecimento como produto típico do município ocorreu a partir de 1977, ocasião da 1ª Festa do Pêssego. De lá para cá, a inclusão de novas tecnologias ampliou a produtividade e a lucratividade da fruticultura. O incentivo à produção da fruta na região reflete em aumento no volume de negócios e acrescenta valor à economia municipal e regional.

A escolha pela manutenção da Festa do Pêssego no Parque Aquático, em vez de mudá-la para o CT Willy Laars, como era cogitado, se deu pelo fato de que, no CT, estão em andamento as obras de construção do Centro de Eventos. A expectativa é de que a próxima edição do evento já ocorra nesse novo espaço, segundo o secretário de Agricultura, Raimundo Gnatkowski (Mundio). “Preferimos fazer ali mesmo [no Parque Aquático] esse ano, porque ainda não está tudo pronto em outros espaços que poderiam ser explorados, como por exemplo o CT. A festa seguirá os mesmos moldes dos últimos dois anos. A festa ganhou uma credibilidade muito boa, pela organização que teve, o público, que foi sucesso. As pessoas que participaram da Feira de Sabores e do Salão de Negócios tiveram retorno e já estão procurando esses espaços”, comenta o secretário.

PUBLICIDADE

Mundio destaca que a Secretaria distribuiu, recentemente, 4 mil mudas de pêssego para os fruticultores, como forma de incentivo, “fortalecendo aqueles que estão produzindo e chamando novos. Este ano estão entrando mais três produtores novos para fazer parte da Festa do Pêssego, dessa comercialização”, diz. Ou seja, houve um aumento de 10% no número de famílias produtoras de pêssego que vão participar do evento, que eram 30 e agora são 33.

“No ano passado, comercializamos perto de 20 toneladas na Festa do Pêssego, mas foram mais de 200 toneladas produzidas no município. E este ano está aumentando”, afirma.

Primeira reunião para discutir programação da festa do pêssego foi realizada na semana passada

Comentários