Irati e Região / Notícias

22/03/12 - 01h20 - atualizada em 22/03/12 às 01h23

Comunidade busca autorização para realizar limpeza interna da Igreja de São Sebastião

Moradores da localidade do Taquari pedem para que seja providenciada a pintura da igreja, que não recebeu nenhuma restauração depois de 1956 quando foi pintada
Da Redação

Antonio Petrek

Petrek era um artista bastante conhecido na região Centro-Sul do Estado, principalmente, por ter feito a pintura de várias imagens sacras nas paredes de algumas igrejas de Rio Azul e de cidades próximas como na Capela de Sant´Ana, no Rio Preto, em Irati e também em igrejas de Mallet, Paulo Frontin e de alguns municípios catarinenses.

Suas obras se encaixavam nas tendências mais diversas, como arte cristã e bizantina, e também estilo barroco, essencialmente, pela grande quantidade de cores.

O trabalho de Petrek teve início aos 14 anos de idade, quando ele conheceu João Kuroski, um mestre da pintura, que chegou a Rio Azul, fugindo da Revolução Russa de 1917. No início de sua carreira, como ainda estava aprendendo a pintar e não tinha condições financeiras de possuir materiais mais sofisticados, como telas, Antonio usava madeira para aperfeiçoar seus trabalhos.

Entre suas obras mais importantes estão às pinturas da Capela Senhor Bom Jesus, localizada na comunidade da Cachoeira dos Paulistas, que foi feita na década de 1960 e demorou cerca de um ano para ficar pronta, e da Igreja Santa Terezinha, do Rito Ucraniano Católico.

O fato curioso é que o artista, sempre buscava novidades nunca repetindo suas telas.

O Pintor natural de Rio Azul faleceu no dia 30 de janeiro de 2011, aos 81 anos.

Após 56 anos de pintura, comunidade busca autorização para realizar a limpeza interna do local
Preservar um patrimônio histórico da comunidade e ao mesmo tempo providenciar a limpeza interna de uma construção com mais de 50 anos de existência. Esse é o pedido dos moradores da comunidade de Taquari que estão solicitando algumas melhorias, principalmente na pintura da Igreja de São Sebastião. 

A valorização e a preservação dos hábitos culturais da igreja do rito ucraíno-católico são fatores que contribuem para a necessidade da limpeza, conforme relata o prefeito em exercício, Laudelino Antonio Filipus. “Temos aqui um marco histórico de Irati e da comunidade de Taquari. Entendemos que é preciso ser feita uma limpeza nas paredes, mas esse serviço precisa de um aval de que nada será deteriorado”, analisa Filipus, que esteve ao lado do coordenador municipal de cultura, Julio Cesar Dias, visitando a comunidade na terça-feira, 20.

Durante a visita foi feito um apanhado fotográfico das condições da pintura da igreja, que foi realizada no ano de 1956 e nunca recebeu restauração. As imagens serão enviadas a equipe responsável pelo setor de Patrimônio Histórico da Secretaria de Estado de Cultura, que deverá fazer uma visita in loco nos próximos meses para verificar as condições internas da igreja.

Vale lembrar que a pintura da Igreja de São Sebastião foi realizada pelo pintor rio-azulense, Antonio Petrek que morreu no ano passado, aos 81 anos.



Comentários

Enquete

O Imposto sobre Valor Agregado (IVA) deve ser a base da Reforma Tributária?

  • Não
  • Sim
Resultados