Irati e Região / Notícias

24/06/17 - 13h15 - atualizada em 26/06/17 às 10h18

Derbli fala sobre entraves para concessão de empréstimos do Governo do Estado

Liberação de dinheiro depende da resolução de pendências judiciais que paralisaram as obras do Ginásio de Esportes

Edilson Kernicki, com reportagem de Jussara Harmuch 

Ginásio de Esportes José Richa será construído na Avenida Perimetral João Stoklos
“Estou sem equipamentos; estou com o dinheiro na ‘boca do caixa’ para a aquisição das máquinas e a situação do Ginásio nos impede de fazer esse financiamento”, afirma o prefeito de Irati, Jorge Derbli. Uma pendência judicial junto ao antigo empreiteiro que estava executando a obra do Ginásio de Esportes, que se arrasta por anos, gera entraves burocráticos para a liberação de financiamentos estaduais para a cidade.

Segundo Derbli, o município já recebeu o aval para realizar o empréstimo de R$ 3 milhões junto a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (SEDU/ParanaCidade), com recursos obtidos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Derbli enfatiza que a Câmara já aprovou a compra de equipamento com esse recurso: duas motoniveladoras, duas retroescavadeiras, dois rolos compactadores, uma escavadeira, uma pá carregadeira e uma “bobcat” (máquina coletora de detritos). O projeto nº 59/2017 que tramitou na Câmara em maio sancionado na lei  4314/2017, autoriza a contratar operações de crédito até o limite de R$ 3 milhões com a Agência de Fomento do Paraná S.A.  Download do Arquivo

o empréstimo “Porém, esse empréstimo está bloqueado para o município de Irati porque existe uma pendência, há mais de cinco anos, que é o Ginásio de Esportes. O Ginásio vai custar R$ 7 milhões; dos quais R$ 3 milhões já foram pagos. Outros R$ 3 milhões já estão autorizados a serem liberados [pelo Estado] e mais R$ 1 milhão de contrapartida [do município”, afirma o prefeito.

PUBLICIDADE
Derbli relembra que a obra teve problemas com o projeto, com a execução e com a fiscalização, que levaram a construção ficar parada por cinco anos. O empreiteiro que a iniciou ingressou com uma ação judicial para tentar reaver valores com os quais a administração pública não concordou em pagar, na época.

Para conseguir liberar os empréstimos de R$ 3 milhões para as máquinas; mais R$ 3 milhões para construir o Centro de Eventos no CT Willy Laars e mais R$ 2 milhões para reparar a estrada até Gonçalves Júnior – R$ 8 milhões ao todo – será antes necessário conseguir desenrolar a continuidade da obra do Ginásio de Esportes. A situação ainda está na justiça, pois há um desacordo entre a empreiteira e a Prefeitura quanto ao valor a ser pago pela última medição.

“Essa questão precisa ser resolvida. Enquanto não for novamente licitada a obra do Ginásio e iniciada as obras, o dinheiro está bloqueado”, afirma Derbli. O prefeito afirma que, junto ao setor jurídico, está buscando um novo acordo com o antigo empreiteiro da obra do Ginásio de Esportes para resolver, de vez, esse entrave aos empréstimos do Governo Estadual para que, assim, possa adquirir as novas máquinas para o reparo das estradas, por exemplo.

Modernização da Administração Tributária

Derbli comentou também sobre os recursos oriundos do Sistema de Financiamento e Apoio aos Municípios (SFM), liberado pelo governo estadual, através do Programa de Modernização da Administração Tributária (PMAT). Esses recursos permitem a aquisição de equipamentos de informática para a Prefeitura, compra de veículos e reformas no prédio da administração municipal. O prefeito revela que pretende aplicar os recursos do PMAT na renovação dos equipamentos de informática e na compra de veículos utilitários para o Pátio de Máquinas.

Avançar Cidades

O programa “Avançar Cidades”, do Ministério das Cidades, baseado em recursos do Fundo de Garantia Por Tempo de Serviço (FGTS), financia obras nos municípios que resultem em melhor mobilidade. Essas obras contemplam melhorias em vias usadas pelo transporte coletivo e obras de infraestrutura que melhorem o fluxo de trânsito nas cidades.

Derbli afirma que a Prefeitura de Irati deve realizar o planejamento para o uso dos recursos, que devem ser aplicados em calçadas e rampas de acessibilidade, e encaminhar a documentação para se cadastrar no programa.

Microcrédito

O município de Irati também obteve uma linha de microcrédito para empreendimentos de até R$ 20 mil, comenta Derbli. O empreendedor que está procurando recursos para montar ou incrementar seu pequeno ou micronegócio deve procurar a Casa do Empreendedor, na Avenida Vicente Machado, 216.

Obra do Ginásio de Esportes está paralisada desde 2013

Comentários

Enquete

Você acha que existe um grande número de pessoas que recebem aposentadoria sem ter contribuído o suficiente?

  • Não
  • Sim
Resultados