Irati e Região / Notícias

09/04/19 - 11h28 - atualizada em 09/04/19 às 20h38

Dia D de Combate à Dengue será realizado nesta quarta-feira

Atualmente, Irati tem 433 focos do mosquito Aedes Aegypti. No total, foram identificados 20 casos suspeitos da doença

Paulo Henrique Sava

Secretária de Saúde, Magali Salete de Camargo, falou sobre o Dia D durante o programa Espaço Cidadão desta terça-feira

A Prefeitura de Irati promoverá nesta quarta-feira, 10, o Dia D de Combate à Dengue. A mobilização vai envolver toda a administração municipal e terá concentração a partir das 8 horas na sede da Prefeitura. No total, cerca de 20 veículos, entre caminhões, tratores e caminhonetes do Executivo e de outras instituições serão utilizados nesta ação.

De lá, todos os envolvidos sairão em direção aos bairros para recolher lixo reciclável, móveis, entulhos e tudo que possa acumular água. A secretária de saúde Magali Salete de Camargo pede a colaboração de toda a comunidade no combate ao mosquito Aedes Aegypti.

“Amanhã é o grande dia de fazermos este grande movimento de retirada deste material que vai ser descartado corretamente. São móveis velhos, utensílios, alguma coisa que acumule água, como baldes que não são levados pelo caminhão do lixo reciclável. Amanhã é o grande dia de se fazer esta limpeza”, frisou. Caso seja necessário, o trabalho será estendido para outros dias, mas com um efetivo menor. “Dia de Combate à Dengue é todo dia”, ressaltou Magali.

Em entrevista durante o programa "Domingão Gaúcho da Najuá FM" no último domingo, 7, o prefeito Jorge Derbli ressaltou que o material recolhido será armazenado no CT Willy Laars, de onde será encaminhado para destinação correta.

PUBLICIDADE

Conforme Magali, o município está infestado com 433 focos do mosquito da dengue. Além disso, há 20 casos suspeitos da doença que estão sendo investigados, sendo que um já foi confirmado. Este paciente contraiu a doença dentro de Irati. A secretária atribui este alto número de casos às condições climáticas desta época do ano e à falta de cuidados da população. “Choveu e depois fez sol? Vamos revistar o nosso quintal, as dependências da nossa casa, como os ralos, que podem ter água parada e ser criadouros do mosquito. Vamos tirar os pratos dos vasos e aqueles que realmente precisarem ficar, colocar areia até a borda do prato. Temos que fazer a nossa parte”, frisou.

Magali pede que as pessoas recolham os materiais e deixem em frente às residências a partir de hoje. Ela solicita que a população ajude também no momento de carregar estes objetos nos caminhões e que todos façam limpeza em seus terrenos. “Isto é uma forma de colaborar também”, comentou a secretária. Fossas sépticas ou poços devem ser devidamente tampados.

Até agora, a Secretaria de Saúde realizou 13 bloqueios (aplicação de inseticida para matar o mosquito em áreas próximas de locais suspeitos). Porém, a quantidade de locais infestados é preocupante. “Nós precisamos realmente fazer com que isto se reduza drasticamente. É meio utópico, mas precisamos reduzir muito este número”, frisou a secretária.

PUBLICIDADE

Magali orienta que as reclamações em relação a queixas de terrenos sujos ou outras situações devem ser repassadas para a Ouvidoria Municipal pelo telefone 3132-6120 ou pelo site da Prefeitura. A partir da reclamação, os agentes de endemias farão uma visita ao local e, se for o caso, o proprietário do imóvel poderá ser multado em R$747,40.

Febre Amarela

Magali demonstra preocupação também com a proximidade do vírus da Febre Amarela. Ela acredita que, se nada for feito, o vírus poderá chegar a Irati até setembro. Caso sejam encontrados macacos fora de bandos ou mortos nas matas, a secretária orienta que a pessoa entre em contato imediatamente com a Secretaria de Saúde através do telefone (42) 3907-3131.

Quer receber notícias de Irati e região? Envie SIM NOTICIAS para o WhatsApp 42991135618 ou simplesmente clique no link a seguir http://bit.ly/CliqueAquiWhatsSuperNajua  

Por e-mail: http://bit.ly/2BiE4tC 

Dia D de Combate à Dengue será realizado nesta quarta-feira, 10, em Irati

Comentários

Enquete

O Imposto sobre Valor Agregado (IVA) deve ser a base da Reforma Tributária?

  • Não
  • Sim
Resultados