Irati e Região / Notícias

11/11/13 - 23h44 - atualizada em 11/11/13 às 23h47

Escassez de plantonistas no Hospital de Rebouças obriga família a aguardar horas para fazer o velório de ente querido

O presidente do Hospital Darcy Vargas, enfermeiro Marcelo Gieres, informou que na madrugada do domingo não teve plantão. Segundo ele, a equipe do hospital não conseguiu localizar nenhum médico para assinar o atestado de óbito e liberar o corpo.
Sassá Oliveira com reportagem de Clayton Burgath

A falta de médicos plantonistas no Hospital Darcy Vargas, de Rebouças foi evidenciada pelo drama vivido por uma família neste fim de semana. Por volta das 03h00m da madrugada deste domingo, 10, o senhor Joaquim Farias de Lara, 80 anos, não resistiu a debilidade provocada por um câncer e faleceu no Hospital Darci Vargas. 

A partir deste momento a família teve que aguardar horas para a realização do velório. Isto ocorreu porque o hospital estava sem médico plantonista para assinar o atestado de óbito e liberar o corpo para a família prestar as últimas homenagens ao ente querido.

A situação gerou revolta nos familiares e populares de Rebouças que cobraram uma explicação do hospital e da secretaria de saúde.

Juvenal de Souza, afilhado de Joaquim, lamentou a situação. Segundo ele além da dor da família, ainda existia o risco do corpo vazar em decorrência da doença que o idoso tinha.

”Nós estamos aqui , porque desde  as 03h20m da manhã quando ele faleceu, não tem médico para liberar o corpo, para assinar apenas um papel para liberar o velório. Então ele  está correndo risco de estourar por causa da doença que ele tinha, e ta lá, e a família quer enterrar o corpo e não pode porque não temos médico para assinar a liberação do corpo”, definiu.

Juvenal também relatou que a família entrou em contato com a equipe do hospital e com o vice-prefeito, mas até às 09h00m nenhuma providência tinha sido tomada.

A família teve que esperar o médico chegar de Curitiba para liberar o corpo. O expediente do médico começava as 07h00m porém o profissional só chegou às 09h00. Os motivos do atraso não foram informados. 

Justificativa do Hospital

O presidente do Hospital Darcy Vargas, enfermeiro Marcelo Gieres, informou que na madrugada do domingo não teve plantão. Segundo ele, a equipe do hospital não conseguiu localizar nenhum médico para assinar o atestado de óbito e liberar o corpo.

A família teve que esperar o médico chegar de Curitiba para liberar o corpo. O expediente do médico começava as 07h00m porém o profissional só chegou às 09h00.Os motivos do atraso não foram informados. 

Gieres também informou que quando acontecem casos de emergência nos dias que não tem plantão, os pacientes são encaminhados à Santa Casa de Irati e recebem atendimento através de um convenio firmado entre as duas instituições de saúde.
Ele também destacou a dificuldade que o hospital encontra para contratar médicos. Segundo ele a maioria dos profissionais prefere trabalhar em grandes centros.

Comentários