Irati e Região / Notícias

02/10/11 - 17h01 - atualizada em 02/10/11 às 17h05

Feirinha do Canil de Guarapuava adota sistema de identificação dos animais

Para conscientizar a população da importância de cuidar com responsabilidade dos animais e diminuir o número de cães abandonados, Feira do Canil de Guarapuava adota sistema com chip eletrônico, que pode identificar o dono caso o animal seja capturado novamente perambulando pelas ruas.
Da Redação, com Rede Sul de Notícias

A partir de agora os cãezinhos que forem adotados na feirinha do canil de Guarapuava vão ganhar um chip de identificação. A novidade faz parte do projeto “Chip Legal” que funciona desde 2010 para cavalos que passar a valer também para cães colocados para adoção. O chip leva os dados do animal e do dono, ajuda no reconhecimento do proprietário e ainda identifica os bichos encontrados nas ruas.

Para Aldonei Bonfim, funcionário do Canil de Guarapuava, a finalidade do projeto é diminuir uma prática bastante comum das pessoas de adotar o cãozinho ainda filhote e abandonar ele à medida que ele cresce e se desenvolve. “Acredito que com o microchip o abandono de cães vai diminuir bastante, pois caso o animal seja jogado na rua temos como saber quem foi o responsável”, comemora Bonfim.

As pessoas que levarem para casa seus cãezinhos podem ficar tranquilas. Samuel Prado, empresário que desenvolveu o projeto, diz que o chip não causa nenhuma enfermidade à saúde dos animais. Prado explica que o chip mede em torno de 2 cm, sendo injetado sob a pele do animal com a ajuda de uma agulha e possuindo ainda um código individual gravado a laser e encapsulado em vidro cirúrgico, que evita lesões na pele dos cãezinhos.

A feirinha do Canil de Guarapuava acontece todos os sábados a partir das 10 h, no Calçadão da Rua XV de Novembro, em frente à Praça 9 de Dezembro, no centro da cidade.

Comentários

Enquete

Você acha que existe um grande número de pessoas que recebem aposentadoria sem ter contribuído o suficiente?

  • Não
  • Sim
Resultados