Irati e Região / Notícias

02/11/11 - 16h47 - atualizada em 17/11/11 às 20h10

Finados: Um dia para relembrar com saudade de quem já se foi

No Cemitério Municipal de Irati, o movimento é grande desde o início da manhã. População aproveita feriado para visitar túmulos e rezar pela alma dos falecidos
Rodrigo Zub

Um dia para caminhar em silêncio pelos túmulos. Dia dos católicos acenderem velas e rezarem pela alma dos falecidos. Dia das lembranças transbordarem nos olhos. Dia onde cada pessoa coloca a mão na consciência para refletir seja por algumas horas, minutos ou apenas alguns segundos. Sinal de amor, bondade e lembrança. O dia de finados não é uma data qualquer, é o momento para relembrarmos os mortos e rezar pelos parentes que já se foram. {album} No Cemitério Municipal de Irati, os visitantes chegaram bem cedo. O dia amanheceu gelado, um ventinho fresco típico de inverno que obrigou muita gente a sair de blusa e se proteger. Mesmo assim, o céu com poucas nuvens e o sol brilhando forte foi ideal para que muitas pessoas pudessem deixar o aconchego de suas residências para prestar suas homenagens aos entes que infelizmente não estão mais entre nós.

Ao chegar ao cemitério, logo na entrada, nos deparamos com muitos comerciantes. Se para algumas pessoas a data é triste para outras é uma maneira de ter uma renda extra.

Quem deixou para última hora, comprava sua vela, vaso de flor ou coroa. Também havia espaço para quem quisesse fazer um lanchinho. Nas barraquinhas podemos observar vendedores animados com a oportunidade de ter uma renda a mais no início do mês. Muitos deles usaram toda a sua criatividade para expor seus produtos em locais inusitados como no porta-malas do seu próprio veículo.

Dentro do cemitério, muita saudade e oração. A tradição e o respeito passam de avôs a netos, que mesmo nos primeiros anos de vida já entendem o significado dessa data. No cruzeiro muita gente reza e acende a sua vela. Sinal de respeito ao ente querido, que muitas vezes está enterrado em um local distante, mas que permanece vivo no coração e na mente de várias pessoas. Para muitas delas, o dia não é de tristeza, mas sim de esperança que seu familiar esteja em um lugar muito melhor, porque a morte não é o final da vida, mas sim o início de outra vida que será eterna.

Vale destacar que os cemitérios de Irati ficam abertos até as 18 h e a expectativa é de que 25 mil pessoas visitem os túmulos durante o Feriado de Finados.
 

Comentários