Irati e Região / Notícias

12/11/11 - 23h32 - atualizada em 13/11/11 às 00h46

Irati domina premiações regionais do Concurso ''Televisando o Futuro''

Entre as quatro categorias, iratienses só não ficaram com o 1º lugar na Redação
Rodrigo Zub

A manhã da última quarta-feira, 9, foi emocionante no salão Luiza Sedoski, em Irati. A apreensão e a expectativa estavam estampadas no rosto de alunos, professores e diretores de 19 escolas municipais que participaram da premiação do Projeto Televisando o Futuro, uma parceria da RPC/TV, do Instituto GRPCOM e da secretaria de educação. Neste ano, o tema principal do projeto foi à educação ambiental e os cuidados com a destinação do lixo e a natureza. {album}

Vencedores na Categoria Municipal:

Categoria Ilustração: 130 inscritos

Adriano Henrique Kertelt: 3º ano da Escola Rural Municipal dos Colonizadores, de Gonçalves Junior
Bruno Andrade Couto: 3º ano da Escola Municipal Pequeno Duque
Marianny Balicki Assunção: 2º ano da Escola Municipal Pequeno Duque

Categoria Redação: 126 inscritos:

Joyce Maria de Souza: 4ª série, na Escola Municipal Padre Wenceslau
Leonardo Mateus Ferreira Dal Santos: 3ª série da Escola Municipal São Valdomiro
Joyce Maria de Souza, aluna da 4ª série, na Escola Municipal Padre Wenceslau
Mateus Pires: 4ª série na Escola Municipal Pequeno Duque

Categoria Transformação Social:

Vencedora professora Matilde de Fátima Souza, da Escola Municipal Tancredo Martins

Categoria Mobilização Social:

Venceu a Escola Rural Municipal Pinho de Baixo, que alcançou o melhor resultado de mobilização de toda a comunidade escolar

Vencedores da Fase Regional

Categoria Ilustração:

Marianny Balicki Assunção: Escola Municipal Pequeno Duque
Premiação: Jogo educativo e uma câmera fotográfica digital

Categoria Redação: Elielson Matheus Vieira: Escola Municipal Professor Doutor Vicente Codagnone, de União da Vitória
Premiação: Jogo educativo e uma câmera fotográfica digital

Categoria Mobilização Social:

Melhor Escola: Escola Rural Municipal Pinho de Baixo
Premiação: TV

Categoria Transformação Social:

Melhor Professora: Matilde de Fátima Souza: Escola Municipal Tancredo Martins
Premiação: Notebook

A cerimônia teve início com um breve relato dos objetivos do projeto e das reportagens exibidas durante o mês de junho no Paraná TV 2ª edição. Logo depois do pronunciamento das autoridades o tão aguardado momento. Foram anunciados os melhores trabalhos entre os 256 inscritos, nas categorias ilustração, redação, mobilização social e transformação social na fase municipal do projeto.  Porém, o "grand finale” foi à premiação regional do Concurso, no qual concorreram as cidades de Irati, Guarapuava e União da Vitória. Ao todo, 742 trabalhos, sendo 384 na categoria ilustração, e outros 358 na categoria redação disputavam uma vaga na fase estadual do concurso.

A espera pelo resultado parecia eterna. Principalmente dos anfitriões da festa, que aguardavam ansiosos para saber o nome dos premiados. Quando o primeiro ganhador foi anunciado houve alívio para todos os presentes. Um misto de emoção e festa. Se para alguns era uma grata surpresa ver o nome de uma iratiense na 1ª colocação da categoria ilustração, imagine ver a cidade dominar as premiações. Além de Marianny Balicki Assunção, da escola Municipal Pequeno Duque vencedora da categoria ilustração, Irati também foi congratulada com o 1º lugar nas categorias transformação social (melhor escola) e também mobilização social (melhor professora).

Secretária de Educação valoriza participação iratiense

Zenilda ao lado de Carine Gresko- Coordenadora do Instituto GRPCOM
Para a Secretária Municipal de Educação, Zenilda Stroparo, o resultado vem coroar o trabalho conjunto desenvolvido por pais, alunos, professores e funcionários das escolas de Irati. Segundo ela, todos entenderam que o mais importante não é ganhar o 1º lugar em um concurso, mas sim conscientizar os alunos para que aprendam a utilizar os recursos naturais sem destruir o meio ambiente.

“Foram seis meses de trabalho que mobilizou muito a comunidade. Todas as escolas. É uma vitória de todas essas crianças que estão representando toda a Secretaria de Educação de Irati. Além do prêmio, nós percebemos as mudanças que houve como um todo. Isso é muito gratificante. O prêmio é o reconhecimento e o destaque, mas o aprendizado é a melhor lição que tiramos desse projeto”, comemora Stroparo.

A Secretária comentou também sobre a conquista do 1º lugar na categoria Mobilização Social, por parte da Escola Rural Pinho de Baixo, que através de um projeto simples conseguiu vencer muitas escolas “gigantes” que participaram do concurso.

“O colégio conseguiu integrar as famílias e a comunidade dentro da escola. Isso é muito bom porque a família deve estar dentro da escola para perceber as transformações dos alunos”, resumiu Stroparo.

Diretora fala sobre projeto vencedor

Em êxtase com o título de melhor escola regional do Televisando o Futuro, a diretora do Colégio Pinho de Baixo, Delzira de Fátima Paes Laroca valorizou a conquista e disse que o nome do projeto exemplifica o que todos devem fazer para solucionar os problemas do meio ambiente.

Diretora orgulhosa segura o prêmio conquistado pela Escola Rural de Pinho de Baixo
“A gente buscou fazer um trabalho de acordo com a nossa necessidade. Foi feito entrevista e pesquisado qual seria o maior problema da comunidade local e detectou-se que era o problema do lixo. A nossa comunidade não tem a coleta seletiva, então o trabalho veio de acordo com a nossa necessidade para tentar solucionar esse problema. O nome do projeto surgiu a caráter para que pudéssemos fazer nossa parte para mudar a realidade do meio ambiente. ‘Um gesto uma solução’, define Laroca.

Vale lembrar que os vencedores da fase regional seguem agora para a premiação estadual, que acontece no dia 18 de novembro, em local ainda a ser definido pelos organizadores do Televisando o Futuro.

Comentários

Enquete

Reforma da Previdência

  • Nenhuma das respostas
  • Não deve mexer nos que ganham menos
  • Não é necessária
  • Deve ser ampla
Resultados