Irati e Região / Notícias

21/04/12 - 22h04 - atualizada em 22/04/12 às 15h52

Já se passaram 6 anos

Só mesmo quem vive a perda para saber o que ela significa.

A saudade  que sinto foi se transformando com o passar dos anos, mas ainda é muito presente. Difícil passar um dia em que algum detalhe não traga a lembrança do Nagib.

Nagib Harmuch um dos fundadores da Rádio Najuá. 23/04/1936 - 21/04/2006


Na Najuá, desde que ele se foi, as coisas estão um pouco diferente, mas continuam na mesma. Parece contraditório, mas é isso mesmo. Algumas reformas, uma torre que caiu, jeito um pouco diferente de conduzir a parte administrativa, mas a essência não mudou. Esta certeza quem nos dá é a própria população que nos alegra com a audiência e declara carinho de quem confia em nosso trabalho.

Ouvintes, vocês são a razão de tudo, da época do Nagib aos tempos atuais. O jeito de querer que a rádio caminhe ao lado do povo do Nagib era tão forte que impregnou e continua impregnando todas as pessoas que trabalham na Najuá.

Obrigado pai, por me dar esta oportunidade de fazer algo em que realmente acredito. Seus fiéis funcionários que continuam conosco sabem do que eu estou falando e a eles devo agradecer por estarem ao meu lado.

A Bete que tem longa história na Najuá não parou de chorar quando dirigiu umas palavras à mim pelo meu aniversário no ano passado. Quero que ela saiba que sei porque chorou e sinto a mesma coisa. Magoo, você é a rádio. Sassá e Marli, que bom ter vocês de volta. Nilton, você ama o que faz. Arlete, obrigada por me proteger. Rose, minha irmã, mãe e amiga, sem você nada seria possível. Tio Elias, você também foi responsável por isso. Geno, Araújo e Guerreiro, suas presenças nos enche de calor. Tadeu e Ademar, firmes que nem rocha para nos amparar. Rose de Castro, você é importante para nós. Pinheirinho, mande um beijo para o pai.  Aos funcionários mais novos que incorporaram a filosofia da rádio, saibam que meu pai iria se orgulhar de vocês.

Jussara Harmuch Bendhack


Cedo Ou Tarde- Nx Zero (Ouça abaixo a música completa)

Quando perco a fé,
fico sem controle e me sinto mal,
sem esperança e ao meu redor,
a inveja vai,
fazendo as pessoas se odiarem mais.
Me sinto só, Mas sei que não estou
Pois levo você no pensamento

Meu medo se vai, Recupero a fé, e sinto que algum dia
Ainda vou te ver Cedo ouTarde
Cedo ou tarde
A gente não vai se encontrar,Tenho certeza, numa bem melhor.
Sei que quando canto você pode me escutar
Você me faz querer viver, e o que é nosso, Está
guardado em mim e em você
E apenas isso basta.

Comentários