Irati e Região / Notícias

01/07/11 - 00h31 - atualizada em 01/07/11 às 11h22

Ligação entre Irati e São Mateus não consta na lista de obras do governo Beto Richa, constata comitiva iratiense que participou do Congresso da Indústria

Em entrevista à Najuá, Coordenador Regional da FIEP, Enezito Ruppel e o Presidente do Sindicato e Secretário Municipal da Agricultura, Estanislau Fillus falaram sobre os principais pontos abordados durante o congresso e da surpresa ao perceberem que a pavimentação da PR 364 não consta na relação de obras do atual governo
Paulo Secco e Rodrigo Zub


O Coordenador Regional da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP), Enezito Ruppel e o Presidente do Sindicato e Secretário Municipal da Agricultura, Estanislau Fillus estiveram presentes ao vivo nos estúdios da Najuá durante a edição do Programa Meio Dia em Notícias da última quarta-feira, 22, para falar a respeito do Congresso da Indústria que aconteceu no dia 21 de junho em Curitiba.


Comitiva iratiense presente no Congresso da Indústria
Fillus enfatizou a importância da participação no Congresso, e salientou a oportunidade que toda a comitiva iratiense teve para expor algumas ideias e necessidades para Irati e região. Em conversa com o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística do Paraná, o engenheiro civil José Richa Filho(conhecido como Pepe Richa), Fillus sugeriu a ele que buscasse dentro da sua pasta a possibilidade de liberar para as regiões aproximadamente 10 km de asfalto por ano, para que os municípios pudessem atender as necessidades dos agricultores que utilizam as estradas rurais para escoar a produção de leite, frangos, grãos, entre outros produtos. O secretário de agricultura citou o exemplo da comunidade do Pinho de Baixo, onde os produtores de cebola têm dificuldades para transportar sua produção, principalmente em períodos com grande precipitação pluviométrica.


“O Secretário ficou sensibilizado, pois muitas vezes o governo pensa em duplicar estradas ou grandes obras, mas muitas vezes ele não tem noção que uma reivindicação que parece pequena para eles, é de grande impacto para nossa região”, reflete.


Já Enezito deu maior destaque a reunião do setor madeireiro que serviu para que todos pudessem expor a atual situação e as principais dificuldades para o desenvolvimento desse setor.


“Tivemos dificuldades em alguns períodos, pois o Governo do Estado não olhava para a indústria de maneira geral. Por esse motivo, Irati neste período não teve nenhum desenvolvimento neste sentido, mas agora vejo que o Estado está preparado para contribuir no fortalecimento das empresas”, destacou.


Segundo Enezito um fato que chamou sua atenção aconteceu no dia anterior ao Congresso, mais precisamente na abertura dos trabalhos quando o governador, Beto Richa e seus secretários participaram das discussões e apresentaram suas prioridades estreitando assim a relação e demonstrando interação entre governo e indústria.


|Comitiva constata que pavimentação da PR-364 não consta na lista do governo


Enezito comentou também a respeito da palestra do Secretário de Infraestrutura  que explicou em detalhes aos empresários quais são  as rodovias estaduais que serão asfaltadas. Para surpresa de todos num primeiro momento, não constava na lista a pavimentação do trecho de aproximadamente 48 km da PR-364 que liga os municípios de Irati e São Mateus do Sul.


Pepe Richa em conversa com a comitiva iratiense presente no congresso
Por esse motivo, Enezito conversou com um dos consultores da FIEP que acompanhava o Secretário para que fosse enviado um questionamento a respeito da obra. Além de aceitar a reivindicação, o consultor ainda agendou uma reunião com Pepe que aconteceu durante o evento.


“A delegação em consenso solicitou ao presidente da Câmara, Antoninho Filipus para que liderasse então a reunião e apresentasse o questionamento ao Secretário. Filipus então expressou a preocupação da Região em relação ao projeto de asfaltamento que é uma reivindicação antiga de toda nossa comunidade”, conta Enezito. O secretário atendeu a comitiva e ouviu os relatos, porém não justificou a ausência da obra na relação da secretaria.
 

Apesar do impacto negativo que a notícia da não inclusão do asfalto que liga Irati a São Mateus, a  participação no Congresso e a conversa com Pepe foi considerada positiva pelos integrantes da comitiva, em função das oportunidades de poder externar as preocupações e a necessidades do município. Por isso, Enezito afirma que ao final da conversa o presidente da Câmara de Vereadores, Laudelino Antonio Filipus fez questão de elogiar o secretário em função dos investimentos para expansão da rede ferroviária entre Cascavel até as cidades de Dourados e Maracaju, no Mato Grosso do Sul, passando por Guaíra, e de um novo ramal unindo Guarapuava, Engenheiro Gutierrez, Engenheiro Bley em direção ao Porto de Paranaguá, projeto este que irá beneficiar vários agricultores da região centro-sul.


Comentários

Enquete

Você acha que existe um grande número de pessoas que recebem aposentadoria sem ter contribuído o suficiente?

  • Não
  • Sim
Resultados