Irati e Região / Notícias

01/09/18 - 13h58 - atualizada em 01/09/18 às 14h09

Membros da APAE de Rio Azul recebem Menção Honrosa em sessão solene

Entrega da honraria ocorreu na sessão de terça (28), dia em que se encerrou a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla

Da Redação

Membros da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Rio Azul – Escola Tia Emília Paszko – receberam, na terça-feira (28), a Menção Honrosa em reconhecimento aos importantes trabalhos desempenhados pela instituição. A entrega da honraria ocorreu em sessão solene realizada no dia em que se encerrou a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla.

A entrega da Menção Honrosa foi proposta pelo presidente da Câmara, o vereador Edson Paulo Klemba (PDT), e aprovada por unanimidade, diante do reconhecimento do Legislativo à importante contribuição da APAE na educação especial ao longo de quase 40 anos de história.

PUBLICIDADE

Em nome da instituição, a professora Hermínia Lúcia Popovicz Soares, primeira diretoria da escola e grande defensora das causas apaeanas, discursou em agradecimento pela homenagem. “O movimento apaeano foi fundado em 1954. A primeira APAE foi a do Rio de Janeiro. Hoje estamos com mais ou menos 2.170 APAEs em nosso País. São 2.170 entidades que estão engajando cada vez mais, levando, abrindo caminhos, abrindo o leque para abraçar a causa”, destacou.

Primeira diretora da escola, Hermínia Lúcia Popovicz, falou sobre trabalho desenvolvido pela APAE
Hermínia frisou também a transformação e a evolução que a APAE teve desde que ela assumiu a direção da entidade, ao longo dessas quase quatro décadas, e enalteceu que sua sucessora, a atual diretora, Neli Terezinha Trzaskacz Borba Cordeiro, arregaçou as mangas para conduzir esse trabalho com o auxílio da “família apaeana”. “Gostaria que todas as APAEs se fechassem, por falta de alunos”, concluiu Hermínia, deixando no ar uma mensagem sobre a inclusão.

O ex-presidente e atual diretor de patrimônio da instituição, Francisco Márcio Veronez, falou em nome da diretoria e agradeceu a homenagem proposta pelo vereador Edson Paulo Klemba e aprovada pelos demais parlamentares. “Por esse momento, por esse reconhecimento, pela valorização e por acreditar no trabalho da APAE. O movimento apaeano é o maior do mundo, que atende à pessoa com deficiência intelectual e múltipla. E Rio Azul está nessa rede realizando atendimento público na área de educação, saúde e assistência social às pessoas com deficiência”, disse.

PUBLICIDADE

Veronez também agradeceu à contribuição e ao empenho exercido pelo vereador Edson Paulo Klemba na busca de projetos para melhorar a entidade, e ao prefeito Rodrigo Solda, que de forma participativa apoia o trabalho realizado pela escola, participando dos eventos e através de parcerias firmadas por sua administração. Ele ainda agradeceu a comunidade. “A escola nada mais é que um reflexo da sociedade. Se veio melhorando com o passar do tempo e, hoje, está numa situação boa, é reflexo da sociedade. Sentimo-nos honrados e agradecidos de estarmos nesta Casa de Leis recebendo esta homenagem”, disse.

O vice-presidente da Câmara, Leandro Jasinski (PV) destacou a emoção e a alegria de participar da homenagem a uma instituição que presta um trabalho tão relevante à sociedade como a APAE. “Não poderia faltar nas comemorações dos 100 anos esse reconhecimento a essa entidade e a todos que fazem com que ela continue fazendo esse trabalho lindo a todos esses alunos que tanto necessitam. Fico imaginando a alegria que hoje devem estar sentindo o seu Nicola [Nicolau Chauscz, um dos fundadores], o ex-prefeito Leonardo [Skalicz, prefeito na ocasião da fundação], a Hermínia [Popovicz Soares, primeira diretora], todos que, lá no início, há quase 40 anos, deram o pontapé inicial e estão vendo hoje a continuidade desse trabalho e o bem que faz essa instituição para a nossa sociedade”, comentou. O vereador comparou os alunos da Escola Tia Emília a anjos e disse que eles merecem atenção especial.

PUBLICIDADE

“Vocês são merecedores de muito mais do que essa homenagem, porque isso é uma dádiva de Deus, que escolhe as pessoas certas para trabalhar com as pessoas que são especiais. Temos que começar a olhar mais por essas entidades, temos o vereador Tchetcho [Edson Paulo Klemba], que abraçou a APAE, mas já falei para ele que a hora que precisar desse vereador, não para se aproveitar de nada, mas para ajudar, com colaboração à APAE. Quero dar os parabéns de novo. Como falaram, [a menção honrosa] é um papel, mas vocês merecem muito mais. Que Deus abençoe vocês e sempre esteja nas mãos de vocês para saber guiar aquelas crianças”, afirmou o vereador Zerico Nepomuceno (PP).

“A APAE é uma instituição maravilhosa. Conheço os colaboradores, as pessoas que há tanto tempo se dedicam a essa entidade, conheço pais que lidam com seus filhos com o maior amor e carinho e vejo que eles têm isso dentro da APAE com as professoras e com os colaboradores. A APAE é uma instituição que sempre terá o apoio de toda a comunidade e de todos os vereadores, tenho a certeza. Quero parabenizar mais uma vez a todos que foram agraciados com essa pequena homenagem que estamos fazendo hoje, com você, Tchetcho, que teve essa ideia muito boa, faço minhas palavras todas as palavras que foram ditas até agora e desejo felicidade a todos vocês que têm lutado por essa entidade”, destacou a vereadora Maria da Conceição Burko (PSDB).

O vereador André Dusanoski (PTB) relembrou as dificuldades que Nicolau Chauscz enfrentou no início da instituição. “Quando se fala da APAE, vem à minha cabeça o nome da dona Hermínia, porque ela começou há tanto tempo atrás e se esforçou muito e fez um belo trabalho”, mencionou. Dusanoski frisou que é necessário vocação para trabalhar com as crianças especiais “porque exige muito amor, paciência e trabalho. Para mim, sempre vai ter meu reconhecimento por um trabalho tão importante. Eu admiro muito a vocês que começaram a APAE há anos atrás, os professores e colaboradores. Passou muita gente já, muitos presidentes, mas eu tenho certeza absoluta que cada um que passou pela APAE fez esse trabalho com muito amor”, enalteceu.

Vereador Edson Klemba foi o propositor da Menção Honrosa para a APAE de Rio Azul
Cesar Martins dos Santos (PROS) parabenizou os funcionários da APAE pelo bom trabalho desempenhado. “Sabemos que para trabalhar na APAE tem que ter atenção, amor e carinho, e vocês têm de sobra. Hoje, essa homenagem é um reconhecimento de um bom trabalho. Também quero dar os parabéns aos membros da diretoria, os atuais, aos anteriores e aos fundadores. Com certeza, o trabalho que vocês fazem com esses anjos, vocês vão ser bem reconhecidos e recompensados”, afirmou.

“As pessoas que trabalharam desde o início, as que vieram a trabalhar no decorrer de todos esses anos e as pessoas que ainda estão trabalhando são pessoas convocadas por Deus. São pessoas especiais, são pessoas maravilhosas, porque fazem um trabalho magnífico, um trabalho excelente, que nós admiramos, pelo que é feito na APAE no dia a dia”, comentou o vereador Sérgio Mazur (PSD).

“Quando os fundadores começaram a construir a escola, com todo aquele esforço e dificuldade que se tinha, vocês não sabiam o grande projeto que teriam até hoje. Mesmo com toda aquela dificuldade que vocês tiveram para começar a obra, podemos ver que hoje é de grande valia para a nossa cidade”, ressaltou o vereador Jair Boni (PSB). Boni disse, ainda, que a seriedade do trabalho desenvolvido pela APAE vai garantir sempre a existência de colaboradores para sua manutenção.

Valdir Siqueira ( PR) falou sobre sua atuação desde a primeira legislatura na busca de recursos para a instituição, junto a um deputado e à ex-primeira-dama do Estado. “Quando estávamos descarregando isso, de caminhão, víamos a alegria de quem estava trabalhando, que iam fazer um dinheiro para tocar e melhorar a APAE, porque não tem coisa melhor no mundo do que olhar para essas crianças e ver o sorriso delas, mas não só o delas, pois temos também que parabenizar quem cuida delas. Os pais cuidam em casa, mas ali elas têm a segunda família, que são os professores e quem administra a APAE. Sendo vereador ou não, no que depender de mim e estiver ao meu alcance, vocês podem ter a certeza de que terão meu apoio, como sempre tiveram. Parabéns a quem foi homenageado hoje e, mais ainda, a essas crianças que, no olhar delas, nos mostram o que é a vida”, discursou.

PUBLICIDADE

“Sempre quis demonstrar o carinho que tenho por essa escola. Às vezes, foi muito mal-entendido por algumas pessoas, até dentro da própria escola, pensando que eu estava me aproveitando politicamente ou alguma outra situação. Tenho um carinho muito especial, desde a época do meu pai, que foi um colaborador da APAE. Hoje me sinto muito feliz em poder ajudar, às vezes de forma pequena”, ressaltou o propositor da homenagem, Edson Klemba.

O vereador se declarou apaixonado pelo trabalho que as professoras e demais colaboradores desenvolvem em prol dos alunos atendidos pela instituição, pelo carinho dedicado a todos eles. “Podem ter a certeza de que sempre terão um defensor dessa entidade; enquanto estiver vivo, estarei sempre me esforçando em favor dessa escola”, prometeu.

Klemba destacou o tema da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, entre os dias 21 e 28 de agosto: “Família e pessoa com deficiência, protagonistas na implementação de políticas públicas”. “Nós, como políticos, temos a obrigação de lutar por essas entidades, principalmente a APAE, que em muitos lugares nem reconhecida é, apesar do trabalho grandioso que é realizado dentro dessa instituição. Pelo carinho que eles demonstram e colocam, o mesmo amor que têm pelos próprios filhos e vocês passam a vida de vocês muito mais com os filhos dos outros, muitas vezes, do que com os de vocês. E vocês estão ali no dia a dia, lutando e trabalhando a favor dessas pessoas”, ressaltou o presidente da Câmara.

“Mais do que uma comemoração, esse é um momento de reflexão para cada um de nós. Tivemos a oportunidade de prestar uma homenagem, mas também de conhecer um pouco mais o significado da palavra ‘especial’. Desejo que Deus continue dando discernimento e sabedoria à família apaeana de Rio Azul, para que siga sendo essa referência para Rio Azul, o Paraná e para o Brasil, na transformação da realidade social através do apoio às crianças, adolescentes e jovens”, concluiu Klemba.

O prefeito Rodrigo Solda (PSDB), que estava num compromisso em Curitiba, foi representado na solenidade pelo chefe de Gabinete e secretário de Indústria e Comércio, Joélcio Gonçalves Soares. “Trago os parabéns do prefeito a todos os homenageados e quero deixar também meus cumprimentos pessoais, não efetivamente pela honraria que vocês estão recebendo hoje, por essa folha, que fica na história”, disse.

O chefe de Gabinete expressou a importância do trabalho desenvolvido pelos funcionários da APAE e o legado que fica para as próximas gerações que, segundo ele, certamente terão orgulho do que é realizado hoje. “Não só por essa folha, que tem um significado agora e para o futuro, mas por todo o trabalho que vocês desenvolveram no passado e seguem desenvolvendo e fez vocês chegarem a receber hoje essa menção. Nada vem de graça. Vocês tiveram que fazer muita coisa. Essa menção só quer representar e dizer, quem sabe, para mais gente da nossa sociedade, que às vezes não olha para o trabalho que vocês desenvolvem e o quanto vocês são portadores da arte de educar, de saber fazer com que essas pessoas tenham dias melhores, essa arte que está dentro de vocês. Só por isso, vocês já merecem muito mais”, acrescentou.

Joélcio também elogiou a iniciativa da Câmara de conceder a honraria ao dizer que é necessário um olhar mais aguçado e criterioso ao definir os receptores de menções honrosas e entregá-las, de fato, a quem é de direito, como os homenageados daquela noite. “Fazer como essa menção honrosa, a avaliação, essa atitude da Câmara, especialmente do vereador Edson, de avaliar quem realmente merece receber uma menção honrosa ou um titulo de cidadão honorário. Acho que isso deve ser praxe dentro de uma Casa de Leis de respeito, como temos em Rio Azul”, finalizou.

APAE de Rio Azul

Fundada em 30 de setembro de 1979, a APAE teve como primeiro presidente o senhor Nicolau Chauscz e vice-presidente Eloy Pissaia. Compuseram, ainda, a primeira diretoria da instituição, os senhores Leonardo Skalicz, Osdival Neves Albini, Ansenor Valentim Girardi, Pedro Chauscz, Paulo Baran, Celso Pallú, Amílcar Rezende Dias, Albino Ianoski, João Faber, Luiza Friedrich Girardi e Maria Lucia Paszko.

As atividades foram iniciadas numa sala do antigo Educandário Santa Terezinha, com apenas seis alunos. Com a doação de um terreno pelo município, em 1983 foi iniciada a construção de uma sede própria, que recebeu o nome de Escola Especial Tia Emília Paszko, em reconhecimento a ela por ter dedicado a vida aos trabalhos sociais e de caridade.

Com o passar dos anos, a escola ganhou o reconhecimento de órgãos governamentais e da sociedade em geral, o que garantiu convênios de cooperação técnica e a ampliação do quadro de professores e de profissionais de saúde. Hoje, 30 funcionários atendem a 82 alunos, tanto na área da educação, quanto na saúde e na assistência social.

Hoje, a APAE de Rio Azul tem como diretora Neli Trzaskacz Borba Cordeiro e, como presidente, Sulimar João Bonotto.

Quer receber notícias locais? Envie whats para 42 991135618 SIM NOTICIAS ou cadastre seu e-mail na newsletter pelo site da Najuá 

Comentários