Irati e Região / Notícias

05/11/11 - 04h05 - atualizada em 05/11/11 às 15h15

Municípios do Centro-Sul vão receber investimento para construção de casas populares

Ao todo serão construídas 617 residências em dez municípios da região. Recursos para as obras são provenientes do Programa Morar Bem Paraná do governo federal
Rodrigo Zub, com reportagem de Paulo Secco

Prefeito de Inácio Martins e presidente da Amcespar, Junior Benatto, assina ordem de serviço para construção das casas
Foi assinada em Irati no último dia 27 de outubro, em evento realizado na Câmara Municipal, a autorização para a construção de dez casas populares na cidade através do Programa Morar Bem Paraná do governo federal. Em toda a região Centro-Sul serão construídas 617 casas. As residências serão edificadas em parceria com a Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Caixa Econômica Federal, Secretaria do Estado e Abastecimento (Seab) e pelo Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater).

Programa Morar Bem Paraná

O Programa Morar Bem Paraná, foi criado com o objetivo de garantir uma nova política habitacional no Estado. A expectativa é atender até 100 mil famílias paranaenses nos próximos quatro anos. O programa abrange medidas de regularização fundiária, o financiamento para construção de novas unidades e a melhoria de moradias urbanas e rurais.

Número de habitações por município

Fernandes Pinheiro- 15 residências rurais
Guamiranga- 14 rurais
Inácio Martins- 10 rurais
Imibutuva-15 rurais e 155 urbanas
Irati- 10 rurais
Mallet- 10 rurais (receberá em União da Vitória)
Prudentópolis- 20 rurais e 147 urbanas
Rebouças- 10 rurais e 32 urbanas
Rio Azul- 10 rurais e 104 urbanas
Teixeira Soares-10 rurais e 55 urbanas



Além de Irati, mais nove municípios da região irão receber esse mesmo investimento. A maior beneficiada será a cidade de Imbituva, onde serão construídas 155 casas na cidade e 15 no interior.

Também foram contemplados durante o evento outras cinco cidades do Estado. Candói, Foz do Jordão, Nova Tebas, Quedas do Iguaçu e Pinhão. Ao todo, serão construídas 179 residências nos cinco municípios.

Presidente da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Mounir Chaowiche, apresentou os dados
O presidente da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Mounir Chaowiche, afirmou durante o evento que o programa é inovador e representa um marco na história do Paraná. De acordo com ele, o déficit de moradias no Paraná é de 270 mil unidades e será sensivelmente reduzido pelo programa.


Investimentos nos municípios

Já o prefeito de Rebouças, Luiz Everaldo Zak explica que os municípios terão autonomia para selecionar as famílias contempladas. Em Rebouças, ele afirma que as dez residências rurais serão repassadas ao Sindicato Rural da cidade que irá escolher os beneficiados através de seu cadastro. Já as 32 casas urbanas serão construídas nas vilas Sarkis e Pedro Brand.

Em Rio Azul, serão disponibilizadas 114 casas. 104 no meio rural e dez na área urbana da cidade. Para o prefeito Vicente Solda, os investimentos são importantes porque irão proporcionar que um grande número de famílias possa alcançar o sonho de ter sua casa própria.

“O município evidentemente dará toda a infra-estrutura necessária para que isso se torne uma realidade. Temos muito que agradecer ao governador Beto Richa que se sensibilizou com a nossa realidade local”, agradece Solda.

Câmara de Vereadores estava lotada para acompanhar evento
Em Irati, serão construídas dez casas no meio rural


Comentários