Irati e Região / Notícias

08/11/11 - 23h58 - atualizada em 09/11/11 às 01h47

Ônibus quebra e deixa equipe de Volei de Irati esperando por quase 5 horas

Lá vai o Caveirão! Veículo usado para transportar atletas está em mau estado de conservação e já recebeu até apelido; Vereador Menon pede providências ao secretário de Esporte
Jussara Harmuch Bendhack, com reportagem de Marli Traple


Um fato relatado pelo vereador Vilson Menon (PMDB) chamou atenção dos parlamentares e da pequena plateia que esteve presente na sessão do legislativo iratiense desta semana (segunda-feira dia 7).

Menon contou que nos últimos meses todos os compromissos das equipes que se apresentaram em competições visando os Jogos Abertos do Paraná [54º Jogos Abertos do Paraná, que serão realizados entre os dias 11 a 20 de novembro, na cidade de Toledo] tiveram problema com o transporte que os levou até as cidades onde as disputas estavam ocorrendo. “Nos últimos meses todos os compromissos da delegação de Irati não chegaram a tempo. Venho pedir encarecidamente ao secretário Rafael Ruteski [ secretário municipal de Esportes] que, se não temos condições de disponibilizar um ônibus adequado para estas pessoas, que não forneçamos ou que se terceirize o serviço”, disse o vereador em tom de cobrança e completou: “Incidentes ocorrem, mas três vezes em menos de um mês e meio me dá um pouco de receio”.

Curioso se não fosse penoso

Grupo teve que esperar quase cinco horas para seguir viagem

O vereador estava se referindo, principalmente, ao evento que ocorreu no último fim de semana quando um grupo de três equipes de jogadores de voleibol, representando a cidade de Irati, se deslocou até a cidade de Ibiporã para concluir a última etapa do Campeonato da Liga Paranaense.

O ônibus usado para transportar os atletas que costumeiramente é cedido pela prefeitura de Irati nestas ocasiões é antigo e não oferece segurança. Segundo informações de um dos participantes que preferiu não se identificar, as equipes já haviam solicitado ao secretário para que o veículo fosse substituído por outro, em melhor estado de conservação.

A viagem se transformou em uma penosa expedição. O grupo que havia saído a tardinha de Irati teve que aguardar em Imbituva das 21h30 de sexta-feira até às 2h da madrugada de sábado devido a um problema no cabo de embreagem. Os atletas só continuaram a viagem depois que outro ônibus, proveniente de Rebouças, foi providenciado.

“Ficamos com pena do motorista porque estourou o cabo da embreagem e ele teve que entrar embaixo do ônibus para tentar arrumar”, disse um participante.

“Chegamos [em Ibiporã] por volta de 8 horas e nem pudemos tomar café da manhã antes de jogar. Além da falta de segurança, o ônibus não tem bancos reclináveis para que pudéssemos relaxar um pouco antes de entrar em quadra”, relataram os atletas que passaram a identificar o veículo pelo apelido de Caveirão.

Para que os times de Irati disputem este campeonato da Liga de Voleibol, a secretaria municipal contribui com o transporte. Gastos como, por exemplo, com uniformes e alimentação são custeados pelos próprios atletas.

Multa

Este campeonato prevê multa. Caso a equipe não compareça para jogar, a prefeitura tem que arcar com uma multa no valor de R$ 1 mil e também com o pagamento dos valores designados aos árbitros que, somando os três times custa em trono de R$ 4.800.

Solução

Os jogadores não se incomodam de contribuir, o amor ao esporte fala mais alto. Eles fazem de tudo para participar das competições. Mas é consenso no grupo que a prefeitura deveria terceirizar o serviço de transporte para oferecer maior segurança aos atletas e acompanhantes.

Resultado do Voleibol

Apesar de tudo o grupo se saiu bem, a equipe Master feminina conseguiu a 4ª colocação e a adulta ficou em 3º lugar.


Comentários