Irati e Região / Notícias

21/09/19 - 17h55 - atualizada em 21/09/19 às 18h03

Orquidófilos iratienses comentam premiação em exposição em Curitiba

Quatro produtores locais representaram a Associação Iratiense de Orquidófilos, que venceu três modalidades e foi vice-campeã da exposição

Edilson Kernicki, com reportagem de Jussara Harmuch e Rodrigo Zub 

Orquidófilos Rose Pedroso, Lilian Adriana Hladki, Rosane Malinoski e Valdecir Aksenen participaram do programa "Meio Dia em Notícias" da Super Najuá

Quatro produtores locais representaram a Associação Iratiense de Orquidófilos na 114ª Exposição de Orquídeas de Curitiba, no último final de semana. A orquidófila Lilian Adriana Hladki e seu marido, Marcos Vinícius Hladki, representaram Irati na exposição e trouxeram na bagagem três títulos de campeões, nas modalidades Estrangeira, Botânica e Dendrobium e o vice-campeonato geral da exposição.

O orquidófilo Valdecir Aksenen manifestou o orgulho que a Associação Iratiense de Orquidófilos sente com a premiação recebida. A associação surgiu há aproximadamente dez anos e se dedica ao estudo das inúmeras variedades dessa flor tão apreciada e de suas técnicas de cultivo, que têm se transformado ao longo do tempo. As reuniões ocorrem sempre no terceiro sábado do mês, às 14h, no salão da Paróquia São Miguel.

“Estudamos o cultivo das orquídeas e como fazer um cultivo adequado. Porque, hoje, por exemplo, não se pode mais utilizar o xaxim [que está em extinção, sua comercialização e industrialização são proibidos há 15 anos]. Fomos atrás de substratos alternativos, quando ninguém ainda conhecia esses substratos, nós começamos a cultivar e os resultados estão vindo. Tivemos uma premiação expressiva em Curitiba, assim como já tivemos em Joinville, Carambeí, Ponta Grossa. Estamos levando o nome de Irati para toda a região e até mesmo para fora do estado”, diz Valdecir.

CLIQUE AQUI E RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS PELO WHATSAPP

Segundo o orquidófilo, a depender do substrato usado no cultivo da orquídea, ela pode produzir uma floração maior. “Algumas orquídeas são cultivadas em casca de macadâmia, que tem alta concentração de fósforo, o que faz com que a floração seja espetacular. Ou, até mesmo, na casca de pinus. Nós, aqui, utilizamos bastante o cone de pinus. Aquela pinha do pinus, nós trituramos, peneiramos e tratamos em água para retirar os taninos. Além de ser um substrato barato, tornando a orquidofilia mais fácil”, comenta. As novas técnicas de reprodução de orquídeas e os novos substratos têm contribuído para tornar as plantas mais acessíveis.

PUBLICIDADE

Lilian Adriana Hladki e Rosane Malinoski contaram como iniciaram o cultivo de orquídeas

Comentários