Irati e Região / Notícias

29/01/19 - 01h35 - atualizada em 29/01/19 às 02h06

Prefeito de Irati nomeia 11 funcionários comissionados

Em alguns casos, funcionários que foram exonerados em dezembro estão sendo recontratados para suprir a demanda de atividades das secretarias municipais

Da Redação

Cristiano Rogal de Andrade retornou ao cargo de Ouvidor Municipal

O prefeito de Irati, Jorge Derbli, nomeou mais 11 pessoas para exercerem cargos em comissão na administração municipal. Os decretos com as nomeações foram publicados na edição de sexta-feira, 25, do Diário Oficial.

Emiliano Rocha Gomes foi nomeado como Secretário de Desenvolvimento Econômico. O ex-vereador que foi adversário de Derbli na campanha eleitoral de 2016 foi uma das novidades na reforma do secretariado. Ele vai substituir Ico Andreassa, que assumiu o comando da Secretaria de Cultura, Patrimônio Histórico e Legado Étnico.

Cristiano Rogal de Andrade retornou ao cargo de Ouvidor Municipal. Ele havia sido um dos 97 funcionários comissionados, que foram exonerados em dezembro após uma recomendação do Ministério Público (MP) e do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PR) para que o município reduzisse a folha de pagamento.

PUBLICIDADE

As outras pessoas nomeadas como servidores comissionados foram:

Marilia Aparecida Ferreira- Diretora de Departamento II, símbolo S-3;

Michele Izaura Marochi- Assessora Técnica I, símbolo S-7;

Daiana Ferreira de Lima- Assessora Técnica II, símbolo S-8;

Haline Mudre- Assessora Técnica II, símbolo S-8;

Bruna Mara Neumann- Assessora I, símbolo S-10;

Vanessa Krupek- Assessora I, símbolo S-10;

Rogério Leopoldo Mosele (Caranga)- Diretor de Departamento II, símbolo S-3;

Osnessa Fátima de Souza- Diretora de Departamento II, símbolo S-3;

José Maria Grácia Araújo- Diretor de Departamento IV, símbolo S-6.

PUBLICIDADE

Secretária interina da Fazenda

Ainda na edição do Diário Oficial do Município de sexta-feira, 25, consta a nomeação de Daniele Cavalli para responder interinamente pela secretaria Municipal de Fazenda. Ela já exerce o cargo de secretaria de Administração e vai acumular as duas pastas no período de férias de Valmir Emiliano, que está sendo investigado através de uma sindicância.

De acordo com o Procurador Robson Krupeizak, o Ministério Público instaurou inquérito contra Valmir e solicitou à Prefeitura a instauração de um processo administrativo interno. Através de decreto, foram nomeados os componentes da Comissão de Processo Administrativo Disciplinar, formada pelos servidores municipais Gustavo Teixeira Pianaro (presidente), Guilherme Barby de Lima e Leandro Ditzel, que será responsável por elaborar o relatório da sindicância, que vai apurar as irregularidades denunciadas. A comissão tem 20 dias para investigar o caso podendo prorrogar o prazo por mais dez dias.

PUBLICIDADE

Krupeizak informou que a recomendação do MP tem a ver com um eventual caso de desídia, que seria um comportamento negligente para a função ou cargo do secretário. “É relacionado, pelos elementos que temos, a uma situação particular dele, envolvendo um processo no qual ele é requerido na esfera de família, referente a pensões alimentícias, alguma coisa nesse sentido, que eventualmente ele deixou de cumprir alguma etapa desse processo, que foi solicitado para ele. Nesse ponto, a promotora entende que ele, talvez, no uso da função dele aqui, interno, tenha feito algum entrave no sentido de não ter tomado as providências que foram solicitadas por ela”, acrescenta.

“A comissão concluindo esse relatório, ele vai para o prefeito, que é quem realmente tem o poder de definir a situação a ser adotada. O parecer é recomendatório pela comissão, que pode ser pela absolvição do servidor, entendendo que não houve nenhum tipo de irregularidade na conduta dele. Ou pode ser que a comissão aponte algum tipo de irregularidade e ela vai opinar quais são as consequências que ela entende que poderiam ser aplicadas ao servidor. Aí cabe ao prefeito a decisão final”, informa o Procurador.

PUBLICIDADE

Convocação de agentes de endemias

A Prefeitura de Irati ainda está convocando três aprovados no concurso público de 2016 para o cargo de Agente de Endemias. São eles: Maria Eugeni Ferreira, Diego de Oliveira de Almeida e Rafaela Flores Souza. Os candidatos devem comparecer no setor de Recursos Humanos da Prefeitura, na rua Coronel Emílio Gomes, número 22, no prazo de cinco dias úteis contados a partir da data de publicação do edital de chamamento público, que aconteceu na sexta-feira, 25. O candidato que não comparecer até o Departamento de Pessoal na quinta-feira, 31, será considerado desistente e perderá o direito a vaga. A contratação dos agentes atende um pedido da secretária de Saúde, Magali Salete de Camargo, a fim de suprir a saída de dois funcionários que pediram exoneração do cargo.

Os convocados precisam apresentar a seguinte documentação: comprovante de regularidade com a Justiça Eleitoral, comprovante de estar liberado do serviço militar, para candidatos do sexo masculino, Carteira de Identidade e CPF autenticados, Carteira Nacional de Habilitação (CNH), Certidão Negativa de antecedentes criminais, declaração assinada pelo candidato de não ter sido demitido por justa causa do serviço público, declaração assinada pelo candidato de não estar aposentado em decorrência de cargo, função ou emprego público, declaração assinada pelo candidato de não estar em exercício de cargo público, comprovante de escolaridade e habilitação legal para o exercício do cargo pretendido, devidamente autenticado e carteira de trabalho.

Quer receber notícias locais? Envie whats para 42 991135618 SIM NOTICIAS ou cadastre seu e-mail na newsletter pelo site da Najuá

Comentários