Irati e Região / Notícias

30/05/18 - 21h18 - atualizada em 30/05/18 às 21h35

Prefeito de Teixeira Soares fala sobre recuperação de estragos causados pelo granizo

Município decretou estado de emergência devido ao impacto gerado pela tempestade de granizo registrada no dia 18 de maio, que afetou 1.953 pessoas

Edilson Kernicki, com reportagem de Paulo Henrique Sava 

Ruas ficaram cobertas com granizo no dia do temporal

O prefeito de Teixeira Soares, Lula Thomaz, falou durante participação no programa “Meio Dia em Notícias” de terça (29), sobre a recuperação dos estragos ocasionados pela tempestade de granizo registrada durante a madrugada do dia 18 de maio. A intempérie destelhou casas e afetou 1.953 pessoas, conforme dados da Defesa Civil Estadual.

PUBLICIDADE

Lula relatou que ainda naquela manhã, acompanhado do secretário da Família e Desenvolvimento Social, Adriano Pitter José Heinen, e de alguns voluntários, visitou os locais atingidos pelo granizo para verificar a situação de desabrigados e desalojados. “Foram danificadas 464 casas e prédios públicos. A resposta foi rápida e contamos com a ajuda da nossa governadora [Cida Borghetti], que prontamente atendeu nosso pedido. Nosso secretário Adriano Pitter foi fantástico, junto com os colaboradores da Prefeitura e os voluntários, que naquele momento vestiram a camisa da solidariedade e nos ajudaram num momento de grande dificuldade”.

Pitter destacou que os maiores danos ocasionados pelo granizo atingiram os telhados das casas, que foram destruídos após 15 minutos de precipitação. Não houve registro de feridos. O temporal atingiu os bairros Blumenau, Cohapar, Vila Nova e o Centro. “No interior, tivemos uma área atingida na Comunidade São Joaquim. Ficamos muito agradecidos da forma que a Defesa Civil, através da forma que o coronel Spaki, a tenente Spaki e nossa representante Dionara, é que a resposta foi muito rápida. Fizemos a solicitação e prontamente eles estavam presentes e nos deram guarida naquele momento de agonia que passávamos”, disse.

PUBLICIDADE

No domingo (20) seguinte à tempestade, houve a distribuição de 1.400 telhas eternit doadas pela Prefeitura de Ponta Grossa. Lula agradeceu ao prefeito da cidade vizinha, Marcelo Rangel, aos deputados federais Sandro Alex e Aliel Machado, ao deputado estadual Alexandre Curi e à governadora Cida Borghetti que, no mesmo momento em que foi procurada, garantiu que o município de Teixeira Soares estava amparado pelo Estado. No mesmo dia, a Prefeitura recebeu a doação de outras 3 mil telhas. A Defesa Civil do Estado doou 9 mil telhas.

“Essas 9 mil telhas já vieram, apesar da paralisação dos caminhoneiros. Nossa carreta está lá carregando outras 2 mil folhas de Eternit para poder fazer a distribuição às pessoas que ainda não foram atendidas, através do cadastro que foi feito na Secretaria de Assistência Social”, disse o prefeito. Conforme Lula, ainda há uma demanda de aproximadamente 7 mil telhas para atender a todos os atingidos pelo granizo. Essas telhas serão solicitadas à Defesa Civil Estadual.

Doações estão sendo recebidas na Secretaria de Família e Desenvolvimento Social. “Estamos recebendo toda espécie de doação, que são sempre muito bem-vindas. Principalmente, roupas e cobertas. O inverno está chegando e as pessoas perderam bastante”, comentou o secretário.

“Estamos atendendo a todas as famílias, através de doações que recebemos dos deputados Alexandre Curi, Sandro Alex, Aliel Machado, Márcio Pauliki, do Provopar Estadual. Recebemos algumas doações de cobertores, de roupas. Poucas cestas básicas. Atendemos uma grande demanda. Dentre essas famílias, ainda temos, para atender plenamente, em tudo o que for necessário, na faixa de 80 famílias”, apontou.

Pitter garantiu às famílias do conjunto Blumenau que as últimas telhas estão chegando e serão entregues nesta semana. A carreta saiu de Curitiba na tarde desta terça (29), com escolta da Defesa Civil, por ser uma carga prioritária.

A Secretaria de Família e Desenvolvimento Social, que está acolhendo doações, fica na Praça Irmãos Baumel (conhecida como Praça Nova ou Praça do Parquinho). O telefone é o (42) 3460-1806.


Comentários