Irati e Região / Notícias

21/11/19 - 15h35 - atualizada em 21/11/19 às 15h39

Produtores de leite devem submeter animais a exames de brucelose e tuberculose

Veterinária da ADAPAR explica como pecuarista deve proceder para realizar esses exames

Da Redação, com reportagem de Paulo Henrique Sava 

Criadores devem procurar veterinários habilitados para fazer exames contra brucelose e tuberculose

Animais que são vendidos para outras propriedades, com fins reprodutivos, ou animais que produzem leite devem realizar exames de tuberculose e brucelose, explica a veterinária da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (ADAPAR), Cristina Barra do Amaral Bittencourt. Quem produz leite deve submeter todo o rebanho aos exames de brucelose e tuberculose anualmente. “Não é só das vacas em lactação”, adverte. 

A brucelose é uma doença reprodutiva, que causa aborto e infertilidade, tanto nas vacas quanto em outros animais e pode atingir, até mesmo, a espécie humana, ressalta Cristina. “Por isso é necessário fazermos os exames para verificarmos se os animais que estão produzindo leite não estão contaminados”, diz. 

Para o exame, o veterinário coleta uma amostra de sangue do animal. Essa amostra é centrifugada para separar o soro dos demais componentes. O soro é misturado a um antígeno para o teste de triagem. “Caso dê alguma reação, essa mesma amostra que foi coletada e está sendo examinada, deve ser enviada para algum laboratório credenciado, como o Centro de Diagnósticos Marcos Enrietti (CDME), laboratório oficial do Estado, ou para Laboratório Preventiva, que também é autorizado, para um exame mais específico, que será o resultado definitivo. Ambos os laboratórios ficam em Curitiba”, afirma Cristina. 

CLIQUE AQUI E RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS PELO WHATSAPP

“A prova que é feita no laboratório é uma prova feita em tubo de ensaio, chamada prova do mercaptoheptanol, e esse exame é confirmatório: se for positivo, o animal deve ser sacrificado; se for negativo, é liberado para voltar ao rebanho”, complementa a veterinária da ADAPAR. 

Para aplicar os exames, o veterinário deve se habilitar junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e participar de um curso atrelado a uma universidade, com duração de uma semana. Nesse curso, o veterinário vai treinar e aprender a fazer os exames de brucelose e tuberculose. Concluído o curso, terão que montar um pequeno laboratório. “Esse laboratório pode ser junto à casa deles ou junto a alguma loja veterinária onde eles já trabalham. Tem que ter todos os equipamentos necessários para fazer exames: ar condicionado, geladeira, placa de vidro para os exames de brucelose, pistolas usadas nos exames de tuberculose. Nós fazemos a vistoria desse laboratório. Se tiver todos os itens, vai ser aprovado e então é encaminhada a documentação de vistoria, mais a documentação do veterinário e vai tudo para o Ministério da Agricultura”, explica. 

PUBLICIDADE


Comentários