Irati e Região / Notícias

07/02/13 - 11h55 - atualizada em 07/02/13 às 17h47

Projeto da Rodoviária não será refeito

Segundo Synderski, enquanto o prefeito estava em Brasília, o projeto foi revisado junto com o engenheiro que projetou a obra e a equipe técnica da empresa responsável pela estrutura metálica da passarela. De acordo com laudo técnico o projeto não precisa ser refeito, pois respeita todas as normas de segurança.
Sassá Oliveira

Durante entrevista coletiva que aconteceu na terça-feira, dia 5, o prefeito de Irati Odilon Burgath e o Secretário de Planejamento e Coordenação Vadecir Aksenen, relataram à imprensa que certa trepidação foi constatada na estrutura das obras da passarela da nova rodoviária. Este motivo possivelmente obrigaria a elaboração de um novo projeto estrutural para a obra.

Segundo o secretário de obras e serviços urbanos, Flávio Synderski, a trepidação é normal, pois a passarela ainda não recebeu os apoios e o piso.
No entanto, quando entrevistamos o secretário de Obras e Serviços Urbanos, Flávio Synderski, ele nos informou que o projeto estava revisado e seguindo o seu cronograma normal. Segundo ele a trepidação é normal, pois a passarela ainda não recebeu os apoios de acordo com o limite de espaçamento que prevê o projeto. Além disso, o piso ainda não foi colocado, o que deve ocorrer na próxima fase da execução como prevê a sequência logística.

Na manhã desta quinta-feira, 7, Synderski nos procurou para esclarecer essa divergência nas informações sobre uma possível elaboração de um novo projeto estrutural.

O secretário diz que enquanto o prefeito estave em Brasília participando dos encontros dos novos gestores municipais, o projeto foi revisado junto com o engenheiro que projetou a obra e a equipe técnica da empresa responsável pela estrutura metálica da passarela.
De acordo com laudo técnico o projeto não precisa ser refeito, pois respeita todas as normas de segurança.


De acordo com o laudo técnico o projeto não precisa ser refeito, pois respeita todas as normas de segurança.

O projeto inicial recebeu apenas uma alteração que será a colocação de alguns reforços, acrescentados na estrutura da passarela, como forma de garantir a segurança.

O secretário afirma que o acréscimo desses reforços não deve encarecer o valor da obra.

Comentários