Irati e Região / Notícias

28/04/17 - 17h34 - atualizada em 01/05/17 às 21h56

Sanepar apresenta obras em andamento

Reunião em Irati fez parte do projeto “Comunidade Sanepar”, que visa aproximar a empresa de seus clientes

Da Redação, com reportagem de Jussara Harmuch

Evento intitulado "Comunidade Sanepar" foi realizado em Irati na quarta-feira (26)
O município de Irati teve a oportunidade de acolher o projeto “Comunidade Sanepar”, na noite de quarta-feira (26), no Salão Cidade Indústria (FIEP). A iniciativa da Companhia de Saneamento vem passando por vários municípios do Paraná e promove o encontro com autoridades locais, lideranças e a comunidade em geral para apresentar esclarecimentos e informações sobre o saneamento, os serviços prestados e os investimentos locais aplicados pela Sanepar.

Na ocasião, o gerente-geral da Região Sudeste, Fábio Leal Oliveira, e o responsável pela Sanepar em Irati, Edson Moro Rios, apresentaram dados sobre o saneamento no Brasil, no Paraná e no município de Irati.

Entre os investimentos locais apresentados, estão o Poço nº 3 e a Elevatória. O Poço nº 3 vai transportar água até o reservatório do Jardim Califórnia, considerado o “reservatório mestre” de Irati. Com esse reservatório cheio, dificilmente haverá novos problemas de desabastecimento na cidade, conforme a Sanepar. “Estamos agora com o Poço nº 3 – interligação e tubulações – para que ele entre em operação até setembro de 2017. São quase R$ 4 milhões de investimento nessa obra. Em maio, abre uma nova obra, com a previsão de que até agosto possamos iniciá-la, de até R$ 6,5 milhões, com a construção de reservatórios, tubulações, válvulas, que ampliarão a condição e garantirão o abastecimento do município para um horizonte de mais de 10 anos”, explica o gerente-geral da Sanepar.

Gerente-geral da Região Sudeste, Fábio Leal Oliveira, falou sobre os investimentos da Sanepar em Irati
O reservatório do Jardim Califórnia tem capacidade de 1 milhão de litros de água, segundo Moro Rios. Com as melhorias no sistema de distribuição, essa capacidade do reservatório deve ser suficiente para atender à cidade. No entanto, já está em pauta a construção de um novo reservatório, no Jardim Aeroporto, para melhorar as condições de distribuição de água naquela região.

Ainda de acordo com Oliveira, neste momento estão sendo executadas em Irati as vistorias técnicas operacionais, ou seja, quando uma equipe própria ou contratada pela Sanepar aplica corante nos vasos sanitários, para verificar a rede de esgoto; verifica se as calhas estão interligadas à rede de maneira correta. Nesses casos, quando são observadas irregularidades, o proprietário do imóvel recebe um prazo para ajustá-las. Terminado o prazo, é feita uma nova vistoria e, se não forem executadas as adequações exigidas, o caso é encaminhado à Vigilância Sanitária. Nesse momento, estão sendo fiscalizados os imóveis comerciais, esclarece Oliveira.

O responsável local pela Sanepar frisa que esse tipo de fiscalização já foi aplicado em toda a cidade há quase oito anos. No entendimento de Rios, essa fiscalização deveria ser periódica, em função das novas construções e da expansão da cidade. Além disso, sugere que seja criado um instrumento legal, via lei municipal, para que o “habite-se” dos imóveis seja concedido apenas depois dessa vistoria e da certificação de ligações regulares com a rede de esgoto.

Gerente local da Sanepar, Edson Moro Rios, defende que as vistorias operacionais sejam realizadas com frequência



Comentários